Buda Yodfa Chulaloke

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Buddha Yodfa Chulaloke (Rama I)
Estátua de Sua Majestade o Rei Rama I do Sião no Memorial Bridge, Bangcoque.
Nascimento 20 de março de 1737
Ayutthaya (Sião)
Morte 7 de setembro de 1809 (72 anos)
Bangkok (Sião)

Buddha Yodfa Chulaloke ou Phutthayotfa, postumamente chamado de Rama I, o Grande (Ayutthaya (Tailândia) como Thong Duang, 20 de março de 17377 de setembro de 1809), foi rei do Sião (hoje Tailândia) de 1782 até 1809 e o fundador da dinastia Chakri que reina na Tailândia até hoje.

Seu nome de nascimento era Thong Duang. Era filho de Phra Aksorn Sundara Smiantra, um nobre do reino de Ayutthaya, que após a queda de Ayutthaya tornou-se Chao Phya Chakri em Pitsanuloke. Após ser educado em um templo budista, seu pai o enviou para se tornar escudeiro do rei Uthumphon e foi nessa ocasião que ficou amigo de Tak Sin, que mais tarde se tornaria o Rei Taksin, o futuro predecessor de Rama. Depois da queda de Ayutthaya, ele reuniu a classe nobre do rei Taksin sob o nome de Chao Phraya Chakri. Recebeu o nome Buddha Yodfa Chulaloke postumamente pelo rei Rama III, Nangklao.

No tempo em que foi general do rei Taksin, Rama conquistou Vientiane em 1778-79, colocando o país sob vassalagem e transferindo seu Buda de Esmeralda e Phra Bang para Thonburi. Em 4 de abril de 1782, quando Taksin foi declarado louco após um golpe de Estado e posteriormente executado, Rama assumiu o poder, estabelecendo a dinastia Chakri. Foi coroado em 6 de abril como Rama I; a data é hoje em dia comemorada como o "Dia Chakri", um feriado oficial da Tailândia.

Estátua de Rama I na Phra Buddha Yodfa Memorial Bridge, Bangcoque (1932)

Em 1785, o último dos Senhores Nguyen, Nguyen Anh convenceu o rei Chulaloke a dar-lhe poderes para atacar o Vietnã (que estava agora sob o controle dos irmãos Tay Son). Porém, a armada da coalizão Nguyen-Siam foi derrotada na Batalha de Rach Gam–Xoai Mut na região do delta do rio Mekong. Sete anos depois, Nguyen Anh com a ajuda dos siameses, efetuaram uma série de ataques a Saigon.

O Rei Rama I continuou a tarefa de Taksin de defender o recém criado país do ataque da Birmânia e repeliu várias invasões birmanesas. Culturalmente, Rama I restabeleceu também as tradições do país impedindo que textos budistas fossem destruídos no caos que se seguiu ao saque realizado pelos birmaneses a Ayutthaya em 1767. Ele também transferiu a capital de Thonburi para a recém construída Bangcoque. Em seu palácio, o Wat Phra Kaew, abrigou o Buda de Esmeralda e criou um novo código de leis, o Livro dos Três Selos. Ele designou o primeiro Patriarca Supremo do Budismo tailandês. Como a literatura era a sua paixão, ele também escreveu uma versão em tailandês do Ramayana poema épico chamado Ramakien.

Em sua morte, ele foi sucedido por seu filho, o príncipe Isarasundorn, que assumiu o trono com o nome de Rei Buddha Loetla Nabhalai (postumamente chamado de Rama II).


Precedido por
Taksin
(de Thonburi)
Reis do Sião
1782 – 1809
Sucedido por
Buddha Loetla Nabhalai
(Rama II)