Cabra Marcado para Morrer

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Cabra marcado para morrer)
Ir para: navegação, pesquisa
Cabra Marcado para Morrer
1984 • p&b / cor • 119 min 
Direção Eduardo Coutinho
Roteiro Eduardo Coutinho
Elenco Eduardo Coutinho
Ferreira Gullar
Tite de Lemos
Género documentário
País  Brasil
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Cabra marcado para morrer é um filme documentário brasileiro de 1984, dirigido por Eduardo Coutinho.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme é uma narrativa semidocumental da vida de João Pedro Teixeira, um líder camponês da Paraíba, assassinado em 1962.

Em razão do golpe militar, as filmagens foram interrompidas em 1964. O engenho da Galileia foi cercado por forças policiais. Parte da equipe foi presa sob a alegação de "comunismo", e o restante se dispersou.

O trabalho foi retomado 17 anos depois, recolhendo-se depoimentos dos camponeses que trabalharam nas primeiras filmagens e também da viúva de João Pedro, Elizabeth Altino Teixeira, que desde dezembro de 1964 vivera na clandestinidade, separada dos filhos. Reconstruiu-se assim a história de João Pedro e das Ligas camponesas de Galiléia e de Sapé.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Principais prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

XXXV Festival de Berlim 1985 (Berlim/Alemanha)

  • Recebeu os prêmios FIPRESCI e Interfilm do Fórum de Cinema Jovem.

FesTróia - Festival Internacional de Cinema de Tróia 1985 (Setúbal/Portugal)

  • Recebeu o Golfinho de Ouro.

VI Festival do Novo Cinema Latino-americano 1984 (Havana/Cuba)

  • Recebeu o Prêmio Coral na categoria de Melhor Documentário.

I FestRio 1984 (Rio de Janeiro/RJ)

  • Recebeu o Tucano de Ouro na categoria de Melhor Filme, o Prêmio da Crítica, o Prêmio OCIC (Ofício Católico Internacional de Cinema) e o Prêmio D. Quixote da FICC (Festival Internacional de Cinema).

13º Festival do Cinema Brasileiro de Gramado 1985 (Gramado/RS)

  • Recebeu o prêmio Hours Concours.

Festival de Cine Realidade 1985 (Paris/França)

  • Recebeu o Grande Prêmio.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • O filme originariamente era uma produção de 1964, com o mesmo diretor, e que foi interrompida pelo Golpe de 1964. Vinte anos depois foram reunidos os mesmos técnicos, locais e personagens reais para contar a sua história.
  • No total, o filme Cabra marcado para morrer recebeu doze prêmios.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]