Sapé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde novembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde junho de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Município de Sapé
"Terra de Augusto dos Anjos"
"A porta de entrada do Brejo"
"Terra do Abacaxi"
Bandeira de Sapé
Brasão de Sapé
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 1 de dezembro
Fundação 01 de dezembro de 1925 (88 anos)
Gentílico sapeense
Lema O futuro se faz agora
CEP 58340-000
Prefeito(a) Flávio Roberto Malheiros Feliciano (PSB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Sapé
Localização de Sapé na Paraíba
Sapé está localizado em: Brasil
Sapé
Localização de Sapé no Brasil
07° 05' 42" S 35° 13' 58" O07° 05' 42" S 35° 13' 58" O
Unidade federativa  Paraíba
Mesorregião Mata Paraibana IBGE/2008 [1]
Microrregião Sapé IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Cuité de Mamanguape (N), Capim (N), Santa Rita (L), Cruz do Espírito Santo (SE), Sobrado (S), Riachão do Poço (SO), Mari (O).
Distância até a capital 55 km
Características geográficas
Área 316,330 km² [2]
População 51,700 hab. IBGE/2012[3]

http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/temas.php?codmun=251530&idtema=75&search=paraiba

Densidade 0,16 hab./km²
Altitude 123 m
Clima tropical As'
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,556 baixo PNUD/2000 [4]
PIB R$ 214 536,661 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 498,57 IBGE/2008[5]
Página oficial

Sapé é um município brasileiro do estado da Paraíba, está localizado na microrregião de Sapé. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no ano de 2013 sua população era estimada em 51.700 habitantes sendo o décimo mais populoso do estado e o mais populoso de sua microrregião. Está a 55 km de João Pessoa e a 75 km de Campina Grande. Área territorial de 316 km².

É também conhecida como a cidade do abacaxi, por ser um exportador do produto na região, é também a terra do grande poeta Augusto dos Anjos, que nesse século foi nomeado o paraibano do século, pela rede de televisão "TV Cabo Branco".

Festas juninas[editar | editar código-fonte]

Sapé possui um período de festas juninas de 15 a 20 dias na Praça Dr. João Úrsulo Ribeiro Coutinho.

Lazer[editar | editar código-fonte]

  • Praça Augusto dos Anjos (Calçadão)
  • AABB - Associação Atlética Banco do Brasil
  • Praça João Pessoa (Coreto para antigas retretas de bandas de música e grandes palmeiras)
  • Praça de Eventos Dr. João Úrsulo Ribeiro Coutinho

Educação[editar | editar código-fonte]

Sapé conta com escolas particulares como:

  • Colégio e Curso Albert Einstein,
  • Instituto Mon Serrat,
  • Instituto Educ,
  • Educandário Afonso Junior,
  • Pingo de Gente,
  • Instituto Educacional Carrossel,
  • Escola Pequeno Sábio

e outras.

Também conta com escolas públicas como:

  • Colégio Estadual de 1º e 2º Graus de Sapé (EEMOAP),
  • Centro de Treinamento Estadual,
  • Escola Municipal de Ensino Fundamental Luiz Ignácio Ribeiro Coutinho,
  • EEEF Gentil Lins,
  • EEEF Boa Vista,
  • EEEF Fazenda Buracão,

e outras.

No total Sapé Possui 116 escolas públicas e particulares.

E no ano de 2012, Sapé foi homenageada como umas das melhores educação do Brasil.

Frota de veículos[editar | editar código-fonte]

Possui uma frota de veículos de 9 724.

Saúde[editar | editar código-fonte]

Sapé possui 33 estabelecimentos de Saúde.

Aeroporto[editar | editar código-fonte]

Sapé está 41km distante do Aeroporto Castro Pinto, em João Pessoa.

Igrejas Evangélicas[editar | editar código-fonte]

Denominações Evangélicas de Sapé

  • Assembleia de Deus (Todos os ministérios)
  • Igreja do Betel Brasileiro
  • Igreja Universal do Reino de Deus
  • Igreja da Graça de Deus
  • Primeira Igreja Batista em Sapé (1ª Igreja Evangélica da cidade desde Outubro de 1924)
  • Igreja Batista Nacional
  • Primeira Igreja do Evangelho Quadrangular
  • Igreja Congregacional
  • 2ª Igreja Congregacional
  • Igreja Presbiteriana do Brasil Reformada ( 2ª Igreja Evangélica desde em Agosto de 1925)
  • Igreja Presbiteriana Renovada
  • Igreja Missionária Evangélica Betel Brasileiro
  • O tabernáculo

Atrativos[editar | editar código-fonte]

Situada na Zona da Mata Paraibana, Sapé dispõe de inúmeras riquezas naturais, com destaque para RPPN, RPPN Reserva Particular de Patrimônio Natural de Pacatuba com 266,53 ha., de Mata Atlântica; situada no distrito da Usina Santa Helena. A reserva é protegida e cercada pelo IBAMA. A reserva possui árvores e animais em extinção.

Destaque ainda pela arquitetura, onde capelas e casarões dão um clima de romantismo ao local. Junto à cidade de Guarabira torna-se uma das importantes cidades da região do brejo paraibano.

História[editar | editar código-fonte]

Foto de Sapé em 1922.

Sapé Paraíba - PB Histórico DATA do início do século XVII o desbravamento da região.do atual Município Procediam os primeiros habitantes das localidades de Pedras de Fogo , Guarabira, Mamanguape e Pilar.Cabe ao português Manuel Antonio Fernandes a prioridade de ser um dos fundadores da localidade.Merecem destaque, também, Urbano Guedes Gondim e Simplício Coelho, tendo sido o construtor da primeira capela. Com o avanço dos trilhos da Estrada de Ferro "Great Western", em 1883, rumo ao Estado do Rio Grande do Norte, inangurou-se a estação Após esse empreendimento, outras construções foram surgindo e incrementando a formação do povoado. A autonomia política de Sapé foi alcançada em 1925. Sapeenses são os nativos de Sapé. Gentílico: sapeense Formação Administrativa Elevado à categoria de município com a denominação de Espírito Santo, pela lei estadual nº 40, de 07-04-1896. Sede na povoação de Cruz do Espírito Santo. Instalado em 08-04-1896. Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município aparece constituído de 4 distritos: Espírito Santo, Sapé, Sobrado e São Miguel de Taipu. Pela lei estadual nº 627, de 01-12-1925, a sede do município deixa de denominar Espírito Santo ter a denominação de Sapé. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município é constituído do distrito sede. Não figurando os distritos de Sobrado e São Miguel de Taipu. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aparece constituído de 2 distritos: Sapé e Araçá dos Luna Freite (atual município de Mari). Pelo decreto-lei estadual nº 520, de 31-12-1943, o distrito de Araçá passou a denominar-se Mari. Em divisão territorial datada de 1-VII-1950, o município é constituído de 2 distritos: Sapé e Mari, ex-Araçá. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 1-VII-1955. Pela lei estadual nº 1862, de 19-09-1958, desmembra do município de Sapé, o distrito de Mari. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído do distrito sede. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 31-XII-1963. Pela lei municipal nº 3438, 07-10-1966, é criado o distrito de Sobrado e anexado ao município de Sapé. Em divisão territorial datada de 31-XII-1968, o município é constituído de 2 distritos: Sapé e Sobrado Pela lei estadual nº 3972, de 13-03-1978, é criado o distrito de Riachão do Poço e anexado ao município de Sapé. Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 3 distritos: Sapé, Riachão do Poço e Sobrado. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 18-VIII-1988. Pelo Ato da Disposições Transitórias artigo nº 55, de 06-10-1989, é criado o distrito de Renascença e anexado ao município de Sapé. Em divisão territorial datada de 1-VI-1995, o município é constituído de 4 distritos: Sapé, Riachão do Poço, Sobrado e Renascença. Pela lei estadual nº 5892, de 29-04-1994, alterado pela lei estadual nº 6427, de 27-12-1996, desmembra do município de Sapé o distrito de Riachão do Poço. Elevado à categoria de município. Pela lei estadual nº 5927, de 29-04-1994, alterado pela lei estadual nº 6420, de 27-12-1996, desmembra do município de Sapé o distrito de Sobrado. Elevado à categoria de município. Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 2 distritos: Sapé (sede) e Renascença. Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007. Transferência de sede Espírito Santo para Sapé transferido pela lei estadual nº 627, de 01-12-1925. Fonte: IBGE

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Sapé, distante 55 quilômetros da capital paraibana João Pessoa, com 316,330 km² com uma população aproximada de 51,700 habitantes, o território do município de Sapé situa-se na microrregião de Sapé Mesorregião da Mata Paraibana. A sede municipal, a 123 m de altitude do nível do mar, tem sua posição geográfica definida pelo paralelo de 7º 05’ 38” de latitude sul, em sua intersecção com o meridiano de 35º 13’ 58” de longitude oeste.

O município tem clima tropical com máxima de 32 graus e mínima de 18 graus. As chuvas começam em março e terminam em julho.

Vegetação:Floresta Subperenifólia, com partes de Floresta Subcaducifólia e Cerrado/ Floresta, e Mata Atlântica(Floresta de Pacatuba-266 hec.). Densidade Demográfica: 158,54 hab. por km.

O clima é do tipo Tropical Chuvoso com verão seco. O período chuvoso começa no outono tendo início em fevereiro e término em outubro. A precipitação média anual é de 1.634.2 mm.

O município de Sapé, está inserido na unidade Geoambiental dos Tabuleiros Costeiros. Esta unidade acompanha o litoral de todo o nordeste, apresenta altitude média de 50 a 100 metros. Compreende platôs de origem sedimentar, que apresentam grau de entalhamento variável, ora com vales estreitos e encostas abruptas, ora abertos com encostas suaves e fundos com amplas várzeas.

Foram localizados manguezais e pântanos próximo a cidade de capim ricos em biodiversidade.

É uma região canavieira, além de também existir o cultivo do abacaxi em grande escala comercial, a avicultura de corte e de postura, criação de caprinos e bovinos; além do mais há também a diversificação das lavouras alimentares apresentada pelos dados da produção agrícola municipal publicado pelo IBGE. Destaca-se o consórcio de frutíferas (acerola, melancia, limão, cajá, araçá, caju-cultivo irrigado, Manga, Banana, Ciriguela, mamão, Mangaba, Graviola, Pinha, Pitanga, Goiaba, Coco; com o capim que é destinado a criação de animal.) além do amendoim e de produtos da horticultura. A mandioca (principal produto), o feijão e o milho são as principais lavouras produzidas nas áreas de assentamento e sítios vizinhos.

Hino[editar | editar código-fonte]

Sapé, Sapé, do capim que alumia

em tuas planícies os potiguaras viviam

bela cidade que nasceu da ferrovia

Sapé, Sapé que amamos cada dia.


Refrão

Sapé, o teu passado enaltece a tua história

E o teu povo com orgulho

Contempla a tua História.


Creces-te majestosa em volta da estação

foi muito bela a tua evolução

No governo Suassuna tiveste emancipação

E tens como padroeira a virgem da Conceição.


Refrão

Sapé, o teu passado enaltece a tua história

E o teu povo com orgulho

Contempla a tua História


Aqui teus fundadores serão sempre lembrados:

Manoel Antonio Fernandes, O delegado

Simplício Alves Coelho, Que a capela construiu,

Urbano Guedes Galdino muito contribuiu.

Refrão

Sapé, o teu passado enaltece a tua história

E o teu povo com orgulho

Contempla a tua História


A Liga Camponesa muito te exaltou

Marcou teu nome aqui e no exterior

O Time Confiança aqui é pioneiro

E teu abacaxi serve ao Brasil inteiro.

Refrão

Sapé, o teu passado enaltece a tua história

E o teu povo com orgulho

Contempla a tua História


Foi Gentil Lins quem primeiro governou

Tua teraa abençõada pelas mão do senhor

A Usina Santa Helena no Teu progreso ajudou

E Augusto dos Anjos te imortalizou

Refrão

Sapé, o teu passado enaltece a tua história

E o teu povo com orgulho

Contempla a tua História

Letra e melodia da Professora 'Maria Helena De Melo Oliveira'

População[editar | editar código-fonte]

Sapé tem uma população estimada de 51.700 habitantes. (Números de 2013)

Telecomunicação[editar | editar código-fonte]

Operadoras de Telefonia Fixa[editar | editar código-fonte]

Operadoras de Telefonia Móvel[editar | editar código-fonte]

Bancos[editar | editar código-fonte]

Comunicação[editar | editar código-fonte]

Rádio Sapé FM, Jornal o Interiorano, site sapemix,

Futebol[editar | editar código-fonte]

Times:

Confiança Esporte Clube - Time que trouxe muito orgulho para a população sapeense, foi campeão Paraibano de Futebol Profissional em 1997. Por falta de investimentos, o time não participa mais de competições profissionais e atualmente só atua no futebol amador da região. Perdeu seu estádio denominado Renato Ribeiro Coutinho ( Ribeirão), onde detinha o mando de campo, devido a uma disputa judicial pelo terreno da ex-SANBRA (Sociedade Algodoeira do Nordeste, que fabricava nos anos 1960 óleo de caroço de algodão), que resultou numa briga nos tribunais entre a Prefeitura Municipal e o proprietário da área, Abel Cavalcante, residente no Rio de Janeiro e que transformou o local, posteriormente, em um loteamento residencial, destruindo a antiga praça de esportes, que continha gramado, túnel de acesso aos vestiários, pequena arquibancada, mureta com alhambrado (tela de arame para proteção dos jogadores e árbitros) e cabines de imprensa.

Mascote: Bicho Papão

Cores: Rubronegro

Uniforme: Versões semelhantes aos padrões tradicionais do Flamengo-RJ e Atlético-PR, com calções brancos ou pretos e camisas com listras horizontais ou verticais vermelhas e pretas.

Atletas de maior destaque: Zé do Figo, Vando e Mima Alegria.

Religião[editar | editar código-fonte]

A religião católica é a predominante no município, tendo como sede a Matriz Nossa Senhora da Conceição. O município conta também com outras religiões, como a protestante difundida em várias unidades religiosas. Sapé também abriga a Cidade Cristã. A Cidade Cristã abriga uma creche, uma escola, trabalhos de convivência para o idoso, aulas de informática e um Centro Espírita. A unidade começou como iniciativa do bancário (hoje aposentado) Meociades Brito, que comprou o terreno para fazer a Sociedade Espírita Sapeense. Hoje conta com apoio do governo para manter os trabalhos assistenciais. O Centro Espírita funciona com reuniões as terças-feiras e sábados, além de ser a sede de um evento estadual que reúne jovens no período do carnaval.

Economia[editar | editar código-fonte]

A agricultura predomina na economia municipal, destacando-se a produção de abacaxi e cana-de-açúcar, sendo produzido também em menor escala a mandioca, o feijão, inhame e a batata-doce. Em relação ao comércio, o município denota uma tendência crescente, apesar de fatores superiores terem influenciado uma queda notável na economia sapeense.

O setor industrial é pouco desenvolvido, embora o município possua algumas indústrias com destaque para Frutos Tropicais da Paraíba, a filial da Penalty, produtora de peças para confecção de tênis, Atacadan distribuidora, refinaria do açúcar Ouro Bom e a Usina Una produtora de etanol de cana de açúcar.

No setor financeiro, a cidade dispõe de quatro agências bancárias: Banco do Brasil, Bradesco, Banco do Nordeste e Caixa Econômica; e mais uma lotérica cujo seu nome é uma homenagem ao filho ilustre de Sapé, Augusto dos Anjos.

BAIRROS: Augusto dos Anjos, Santa Luzia, Centro, Abel Cavalcante, José Feliciano, Agrovila, Nova Brasília, Renato Ribeiro, Bela Vista, Renê Baunilha, Terra Nova, Cuba de Baixo, Cuba de Cima, Santa Marina, São Francisco.

CONJUNTOS E LOTEAMENTOS: Conjunto Francisco Felizardo da Silva, Loteamento Portal dos Coqueiros, Nova Esperança I,II,III e IV; Portal I, Portal II, Mutirão I, Mutirão II, Jardim das águas, Jardim Augusto dos Anjos.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Sapé
  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  3. inserir fonte aqui
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.