Cedric Bixler-Zavala

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cedric Bixler-Zavala
Cedric Bixler-Zavala em 2008
Informação geral
Nome completo Cedric Bixler-Zavala
Nascimento 4 de novembro de 1974 (40 anos)
Origem Redwood City, Califórnia, EUA
País  Estados Unidos
Gênero(s) rock progressivo, rock psicodélico
Instrumento(s) Bateria, guitarra

Cedric Bixler-Zavala (Redwood City, Estados Unidos, 4 de novembro de 1974) é um músico estadunidense ganhador do Grammy conhecido pelo seu trabalho como vocalista e compositor de letras na banda de rock progressivo The Mars Volta, e como vocalista e guitarrista ocasional da banda de Post-Hardcore At the Drive-In e o supergrupo de rock psicodélico Anywhere, onde ele canta e toca bateria. Bixler-Zavala possui voz de Tenor alta, variando do G2 (Sol 2) ao Dó Soprano (C6 ou Dó 6), cujo contraste está no seu trabalho com a banda At the Drive-In, com predominância de um estilo mais gritado. Também já tocou bateria em uma série de apresentações, incluindo os trabalhos com as bandas De Facto e Big Sir.

Estilo de composição[editar | editar código-fonte]

Bixler-Zavala é adepto do humor de Frank Zappa e escreve letras em inglês, espanhol e latim. “Adoro pegar frases comuns, pervertê-las, mudá-las um pouco. Então você pensa que estou cantando uma coisa, mas ao ler, é diferente.”[1]

Morte de pessoas próximas[editar | editar código-fonte]

A vida de Cedric foi fortemente impactada pela morte de pessoas que eram próximas, sendo várias delas temas para suas letras. Jimmy Hernandez, baixista da banda Los Dregtones, morreu de câncer em 1994. Bernie Rincon, o baterista original da banda At The Drive-In, cometeu suicídio.[2] Em 1996, dois membros da banda The Fall on Deaf Ears, Laura Beard e Sarah Reiser, morreram em um acidente de carro.[3] Também em 1996, um amigo próximo e companheiro de banda de Cedric chamado Julio Venegas cometeu suicídio. A história por trás do álbum do Mars Volta De-Loused in the Comatorium foi inspirada na "vida e morte de Julio Venegas". Logo após o lançamento de De-Loused, em Maio de 2003, o produtor de som e amigo de longa data de Cedric e de Omar Rodriguez-Lopez, Jeremy Michael Ward, foi encontrado morto por aparente overdose de heroína.[4] Ward forjou o termo Amputechture título do terceiro álbum de estúdio do Mars Volta, e Frances the Mute foi baseado em um jornal que Ward descobriu.[5]

Discografia[editar | editar código-fonte]

Com o Foss[editar | editar código-fonte]

Com o Los Dregtones[editar | editar código-fonte]

Com o The Fall on Deaf Ears[editar | editar código-fonte]

Com o At the Drive-In[editar | editar código-fonte]

Com o De Facto[editar | editar código-fonte]

Com o The Mars Volta[editar | editar código-fonte]

Como Alavaz Relxib Cirdec[editar | editar código-fonte]

Com Omar Rodríguez-López[editar | editar código-fonte]

Com o Big Sir[editar | editar código-fonte]

Com o Anywhere[editar | editar código-fonte]

  • Pyramid Mirrors - EP (2011)
  • Infrared Moses - EP (2012)
  • Anywhere (2012)

Participações como convidado[editar | editar código-fonte]

Como produtor[editar | editar código-fonte]


Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Eggar, Robin (21 de Junho de 2009). The Mars Volta's unveil Octahedron The Sunday Times. Visitado em 25 de março de 2011.
  2. Wonky Talk With Cedric Bixler-Zavala By Mikey More Or Less >> The Cosmic Clash
  3. Matt Cibula. The Fall on Deaf Ears Ink 19. Visitado em 20 June 2011.
  4. Autor desconhecido (28 de Maio de 2003). The Mars Volta's Jeremy Michael Ward Found Dead Blabbermouth.net. Visitado em 20 de Junho de 2011.
  5. Dan Martin (13de setembro de 2006). The Mars Volta - Amputechture NME. Visitado em 20 de Junho de 2011.