Cem Mil Filhos de São Luís

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Antônio, Duque de Angoulême.

Cem Mil Filhos de São Luís é a designação dada na historiografia ibérica à intervenção armada francesa em Espanha que no ano de 1823 restaurou o absolutismo naquele país. A intervenção, feita a pedido de Fernando VII de Espanha no quadro da Santa Aliança, culminou na Batalha do Trocadero e na subsequente tomada de Cádis e fim do triénio liberal de Espanha.

Contexto[editar | editar código-fonte]

A 7 de Abril de 1823, a França interveio militarmente em Espanha, a pedido do rei Fernando VII com o objectivo de apoiar aquele monarca contra os liberais e restabelecer o absolutismo. A intervenção armada foi feita ao abrigo dos acordos da Santa Aliança. O exército francês, denominado em Espanha os Cem Mil Filhos de São Luís, numa tentativa de o dissociar das forças invasoras de Napoleão Bonaparte durante a Guerra Peninsular, foi encabeçado por Luís Antônio, Duque de Angoulême, filho de Carlos, Conde de Artois.

O objectivo fundamental da intervenção francesa era pôr termo ao triénio liberal de Espanha, afastando os liberais do poder que haviam conquistado três anos antes. As forças espanholas leais ao governo liberal enfrentaram os franceses na Catalunha sob o comando de Francisco Espoz y Mina. Quando a esperada reacção popular não aconteceu, foram obrigadas a retirar.

O exército francês ocupou então Madrid sem resistência e e avançou para a Andaluzia em perseguição das forças liberais, as quais procuraram refúgio na cidade de Cádis, levando Fernando VII como refém.

Cádis foi cercada e bombardeada pelos francês. A resistência foi forte e os franceses não puderam tomar a cidade. A situação dos assediados era desesperada, pois não chegavam reforços de parte alguma. O impasse foi quebrado com a realização de um pacto: Fernando VII saia em liberdade, mas prometia defender a liberdade alcançada pelos liberais espanhóis jurando a Constituição de Cádis; em troca, as forças liberais rendiam-se e entregavam o Forte de São Luís de Cádis, o seu último refúgio.

Tendo-se mancomunado com os franceses, obtida a rendição dos liberais, Fernando VII ao sair da cidade de imediato abjurou o pacto, uniu-se ao invasor e naquele mesmo dia, 1 de Outubro de 1823, decretou a abolição de todas as normas jurídicas aprovadas durante os três anos anteriores.

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.