Chandragupta Máuria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde novembro de 2011). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Império de Chandragupta Máuria em 305 a.C.

Chandragupta Máuria (em sânscrito: चन्द्रगुप्त मौर्य; 340 a.C.298 a.C.), foi o fundador do Império Máuria que, pela primeira vez, abrangeu a maior parte do subcontinente indiano e por isto é considerado como primeiro unificador e genuíno primeiro imperador da Índia. Nos escritos gregos e latinos antigos, Chandragupta é conhecido como Sandrocuptos (Σανδρόκυπτος), Sandrócoto (Σανδρόκοττος) ou Andrócoto (Ανδρόκοττος).[1]

Antes de consolidar seu poder, Chandragupta teria acedido ao poder num pequeno reino situado no nodeste do subcontinente da Índia de onde estendeu seu domínio contra o Império Nanda dominando toda a Planície Indo Ganges.[2] . Depois das conquistas de Chandragupta o Império Máuria se estendia desde Bengala e Assam[3] no Leste, até o Afeganistão e Baluquistão no Oeste, até Caxemira e Nepal[4] no norte, e até o Planalto do Decão no sul.[5]

Na Índia, o primeiro grande império foi fundado em 321 a.C. por um obscuro guerreiro, Chandragupta. Era o comandante do exército de Mágada, então sob o domínio da dinastia Nanda. Chandragupta dirigiu uma revolta que falhou e fugiu para junto de Alexandre Magno, para refúgio e conselho, quando este se encontrava no noroeste da Índia. Levou a cabo um novo ataque ao rei Nanda (possivelmente com apoio grego), matando-o e subindo ao trono. Dava-se início a uma nova dinastia na História da Índia, a dinastia máuria.

Chandragupta unificou o Norte da Índia e o seu império estendeu-se de Bengala ao Hindu Kush, nas fronteiras com o Afeganistão. Em 305 a.C. repeliu uma tentativa de invasão de Seleuco Nicator, um dos generais de Alexandre, que se apoderara da parte oriental do Império Macedónio.

Referências

  1. William Smith (ed), Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology, 1870, Vol 3 p. 705-6
  2. Shastri, Nilakantha. Age of the Nandas and Mauryas. Delhi: [s.n.]. p. 26. ISBN 81-208-0465-1.
  3. Bruce Vaughn (2004). "Indian Geopolitics, the United States and Evolving Correlates of Power in Asia", Geopolitics 9 (2), p. 440-459.
  4. H. Goetz (1955). "Early Indian Sculptures from Nepal", Artibus Asiae 18 (1), p. 61-74.
  5. The Span of the Mauryan Empire, Kamat's Potpurri, accessed 9 September 2007
Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.