Chupim (programa de rádio)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Chupim
Formato Humorístico
País de origem  Brasil
Idioma original Português
Apresentador(es) Marcelo Barbur
Fernando Xavier
Emissora(s) de rádio Brasil Metropolitana
Transmissão 1996 - presente

O Chupim é um programa de humor da rádio Metropolitana que entrou no ar em 1996, em que tradicionalmente são apresentados Trotes Telefônicos junto com as melhores músicas da programação. Seu apresentador tem como nome artístico Beby (Marcelo Barbur), e é atualmente auxiliado por Bartho (Fernando Xavier). O programa atende ouvintes todos os dias, e alguns tornaram-se "famosos" devido a conseguirem ligar todos os dias e serem engraçados, alguns até já foram contratados, como Mano Marcos (Veneno) e Butantã. Chupim é o líder de audiência no horário das 18:00 às 20:00 em São Paulo.

Com a presença do Facebook, o Chupim passou a ser um dos únicos programas em que o ouvinte interage diretamente com os apresentadores em seus respectivos perfis do Facebook [carece de fontes?].

História[editar | editar código-fonte]

O Chupim nasceu de uma brincadeira dos locutores, na época a rádio estava em um andar vazio com apenas a mesa de som e um transmissor fazendo parte do cenário; a mesa de som apresentava um problema (não entrava stereo), então o pessoal da rádio tinha que colocar a mão no cabo na parte de trás para entrar o stereo. O problema persistia e o pessoal da rádio ficava até se cansar segurando o cabo, falando comumente um para o outro "é sua vez, Chupim"; assim nasceu a ideia de criar o Chupim.

Foi o Jayr Sanzone que fazia a Merlinda na época que começou com a brincadeira, Dudu Milk (atual Record News)era o locutor, Alexandre Di Monaco jornalista (primeiro juninho), foram os primeiros integrantes desta façanha.

Em Novembro de 2000 devido ao alto sucesso do Chupim, o apresentador Beby caiu em uma pegadinha do Telegrama Legal do programa Domingo Legal do SBT.

As imitações do Lula pelo locutor Bartô chegaram a ir para o gabinete de Segurança da Presidência da República (SPP) e ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), por conta de entrevistas dadas para rádios de outros países se passando pelo próprio presidente.1 2 A descoberta do falso Lula teve repercussão na mídia internacional.3 4 5

Trotes Clássicos[editar | editar código-fonte]

  • Dona Neuza - Mumm-Ra
  • Julia do Kibo e do Crocrete
  • Dona Kitéira
  • Café
  • Ageu do Relógio Cuco
  • Pedro de Lara
  • Novela "Conceição"
  • Você é mó zueiro

Personagens[editar | editar código-fonte]

Atuais 2014[editar | editar código-fonte]

  • Beby (Marcelo Barbur).
  • Percia

Já Passaram[editar | editar código-fonte]

  • Alexandre Di Monaco (jornalista e ator): o Juninho na primeira formação
  • Amanda di Polli
  • Barbie (Amanda Bello) Saiu por não se sentir bem mais apresentando o programa, Atualmente na Band FM de Sorocaba.
  • Butantã
  • Diva (Paola Vettori): saiu por desavenças com uma integrante do Chupim na época - Barbie
  • Fefê (Fernanda Kokobun)
  • Judith (Ricardo Toffanello)
  • Juju
  • Juninho (Renato Freitas)
  • Léo Áquila
  • Mano Cleiton
  • Mel: se demitiu no ar, por não ter se adaptado ao formato do programa
  • Merlinda (Jayr Sanzone): dono da rádio e substituto da Beby na primeira formação
  • Moralles
  • Moranguinho
  • Rino
  • Ruth Romcy
  • Thatha
  • Tonhão
  • Veneno (Marcos Alcântara)
  • Vicky (Aline Costa)
  • Willian Leite (Duda Milk): atual Record News, primeira formação
  • Bella (Luiza de Sá Nunes)
  • Barthô (Fernando Xavier)


Referências