Metropolitana FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde março de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Emblem-scales.svg
A neutralidade desse artigo (ou seção) foi questionada, conforme razões apontadas na página de discussão. (desde março de 2013)
Justifique o uso dessa marca na página de discussão e tente torná-lo mais imparcial.
Metropolitana FM
{{{alt}}}
Logotipo da rádio
Rádio Mensagem Ltda.
País  Brasil
Cidade Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP
Frequência(s) 98.5 MHz FM
Sede Avenida Paulista nº 2198
Slogan Acontece na Metropolitana
Yes!
Fundação 1982
Fundador Emissoras Unidas
Género Jovem
Idioma Língua portuguesa
Prefixo ZYD 891
Cobertura Região Metropolitana de São Paulo
Nome(s) anterior(es) Difusora FM
Sítio oficial http://www.metropolitanafm.com.br
Último
Último
Difusora FM
Próximo
Próximo

A Metropolitana FM é uma emissora de rádio de São Paulo voltada ao público pop/jovem. Iniciou suas operações em 1982 em substituição a Rádio Difusora FM, em 98.5 MHz. Frequentemente aparece entre as maiores audiências de SP e, segundo o Instituto IBOPE, é a 2ª rádio jovem de maior audiência de São Paulo, perdendo apenas para a Mix FM.

Durante os anos de 2008 a 2011, operou uma pequena rede de rádios, com afiliadas em Itaperuna, RJ (atualmente afiliada a Jovem Pan 2 FM), Pindamonhangaba, SP (atual Ótima FM) e Itajaí, SC (atual 102 FM). Atualmente esta rede está desativada, sem previsões de retorno de operação.

História[editar | editar código-fonte]

A Metropolitana FM foi ao ar pela primeira vez em 1982, entretanto, a história da rádio começou anos antes, em 1958, quando o Empresário Jayr Mariano Sanzone, então dono de uma bem montada rede de som, a JARAGUÁ PROMOÇÕES, no bairro da Penha em São Paulo, começou a pleitear junto ao Ministério das Comunicações, a concessão de uma Emissora de Rádio na Cidade de São Paulo.

Em 1980, uma segunda Emissora foi ao ar, a Rádio Metropolitana FM de Guaratinguetá. Em 1981 uma nova Emissora de FM, era inaugurada, de volta na Cidade de Mogi das Cruzes. Em 1982 foi a vez do maior sonho de Jayr Sanzone, se concretizar: uma emissora na Capital do Estado de São Paulo, a Rádio Metropolitana FM 98.5 Mhz de São Paulo iniciava as suas atividades.

Em 2002 a emissora contrata para sua direção artística Wagner Rocha, o Waguinho, que já havia dirigido outras emissoras como Jovem Pan 2 FM, Sucesso e Band FM, sendo responsável pelos picos de audiência que a emissora registrou em sua trajetória no FM de São Paulo, chegando a estar entre as cinco rádios mais ouvidas da capital paulista (dados do Instituto Ibope).

A partir de 2006, Wagner Rocha deixa a direção da emissora e passa a coordenar a 89 FM, então ex-Rádio Rock, que decide investir numa programação muito semelhante à da Metropolitana por conta de uma baixa no índices de audiência da rádio, que vinha perdendo ouvintes para as emissoras de segmento "pop/jovem". Nos próximos seis anos a Metropolitana tenta se posicionar no mercado de rádio em meio a uma forte concorrência em que revezava com a 89 FM a segunda colocação no público jovem.

Em 2013 a emissora inicia uma nova fase, apostando em novidades e mudanças na sua playlist. Após saída da 89 FM devido ao retorno da antiga Rádio Rock[1] , Waguinho reassume a direção artística da Metropolitana[2] com o objetivo de reposicionar a rádio entre as mais ouvidas da capital paulista. Com isso a programação passou a contar com programas semelhantes aos da fase pop da 89 - incluindo a adição da marca "Play", nome que vem da produtora de Waguinho, a MultiPlay - como o MetroPlay, a contratação de Mução (famoso programa sucesso na rádio Mix FM), a alteração no formato do programa Cafeína que passou a ser noturno e a aposta em ritmos como funk no programa MetroNight.[3]

Chupim[editar | editar código-fonte]

O Chupim é um programa de humor que entrou no ar em 1996, em que tradicionalmente são apresentados Trotes Telefônicos junto com as melhores músicas da programação. Seu apresentador tem como nome artístico Beby (Marcelo Barbur), e é atualmente auxiliado por Barthô (Fernando Xavier). O programa atende ouvintes todos os dias, e alguns tornaram-se "famosos" devido a conseguirem ligar todos os dias e serem engraçados, alguns até já foram contradados, como Mano Marcos (Veneno) e Butantã. Chupim é o líder de audiência no horário das 18:00 às 20:00 em São Paulo.

Com a expansão das redes P2P, o programa também começou a fazer parte da Cultura Internética brasileira.

Com a presença do Facebook o Chupim passa a ser um dos únicos programas em que o ouvinte interage diretamente com os apresentadores em seus respectivos perfis do Facebook [carece de fontes?].

O Chupim nasceu de uma brincadeira dos locutores, na época a rádio estava em um andar vazio com apenas a mesa de som e um transmissor fazendo parte do cenário; a mesa de som apresentava um problema (não entrava stereo), então o pessoal da rádio tinha que colocar a mão no cabo na parte de trás para entrar o stereo. O problema persistia e o pessoal da rádio ficava até se cansar segurando o cabo, falando comumente um para o outro "é sua vez, Chupim"; assim nasceu a ideia de criar o Chupim.

Foi o Jayr Sanzone que fazia a Merlinda na época que começou com a brincadeira, Dudu Milk (atual Record News)era o locutor, Alexandre Di Monaco jornalista (primeiro juninho), foram os primeiros integrantes desta façanha.

Em Novembro de 2000 devido ao alto sucesso do Chupim, o apresentador Beby caiu em uma pegadinha do Telegrama Legal do programa Domingo legal do SBT.

As imitações do Lula pelo locutor Barthô chegaram a ir para o gabinete de Segurança da Presidência da República (SPP) e ao Gabinete de Segurança Institucional (GSI), por conta de entrevistas dadas para rádios de outros países se passando pelo próprio presidente.[4] [5] A descoberta do falso Lula teve repercussão na mídia internacional.[6] [7] [8]

Trotes Clássicos[editar | editar código-fonte]

  • Dona Neuza - Moon Ha
  • Julia do Kibo e do Crocrete
  • Dona Kitéira
  • Café
  • Ageu do Relógio Cuco
  • Pedro de Lara
  • Novela "Conceição"

Personagens[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

  • Beby (Marcelo Barbur).
  • Percia (Percia)

Já Passaram[editar | editar código-fonte]

  • Barbie (Amanda Bello)
  • Alexandre Di Monaco (Jornalista e Ator), primeiro Juninho, primeira formação
  • Amanda di Polli
  • Vick (Aline Costa)
  • Butantã
  • Diva (Paola Vettori) - saiu por desavenças com uma integrante do Chupim na época: Barbie
  • Fefe (Fernanda Kokobun)
  • Juju
  • Judith (Ricardo Toffanello)
  • Juninho (Renato Freitas)
  • Léo Áquila
  • Mano Cleiton
  • Mel (Se demitiu no ar, por não ter se adaptado ao formato do programa)
  • Merlinda (Jayr Sanzone, dono da rádio e substituto da Beby), primeira formação.
  • Moranguinho
  • Thatha
  • Tonhão
  • Rino
  • Ruth Romcy
  • Veneno (Marcos Alcântara)
  • Willian Leite (Duda Milk) atual Record News, primeira formação.

Cafeína[editar | editar código-fonte]

O Cafeína é um programa de humor que entrou no ar em 2007, em que tradicionalmente são apresentados Trotes Telefônicos onde normalmente é revelado para o participante que foi pego. Tem como apresentador Marcelo Batista e seus comparças Caipira (Eduardo Huada) e Mini Ruth (Flávia). Conta com participações de de uma "velha" senhora todas as terças e quintas para comentar as novelas e fofocas dos famosos ela é chamada vulgarmente de DONA FOFOQUINHA. O programa atende ouvintes todos os dias no quadro QUAL O SEU PROBLEMA? onde os apresentadores escutam e tentam dar soluções aos problemas dos ouvintes.

O programa usa muito as redes sociais como twitter e facebook para dar prêmios e responder a audiência diretamente.[carece de fontes?].

O Cafeína teve seu inicio com a apresentação de Dani Zanetti e Marcelo Batista que esta até hoje mesclando as principais notícias do dia com o bom humor dos apresentadores, o programa contava com o quadro "Rádio Relógio", onde Marcelo e Dani acordavam ouvintes com trotes, já teve o quadro "Necessitados" onde com a ajuda dos próprios ouvintes ajudavam pessoas com alguma dificuldade material. Na época em que era o Marcelo e a Dani, grandes figuras surgiram na participação do ouvinte (Dona Anália, Alexandre Melanov, Luciano Marronzinho do Tatuapé e seu maldito Caveirinha).

Atualmente o programa teve uma alteração de horário e agora passou a ser exibido da meia noite até às duas da manhã. Seu nome também foi alterado para Cafeína Late Show.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Atuais[editar | editar código-fonte]

  • Marcelo Batista
  • Caipira (Eduardo Huada)
  • Mini Ruth

Já Passaram[editar | editar código-fonte]

  • Dani Zanetti, primeira formação
  • Secretária Cleide (Marcelle Machado)
  • Priscila Paladino
  • Paty Medeiros
  • Danilo Mesquita(Nas ferias do Batista)
  • Moacir Cassapa (Reporter)
  • Topetinho (Thiago Moro)
  • Faustão (Marcílio Gabriel)

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Foi a emissora oficial do Playcenter, tendo sua programação tocada durante seu funcionamento.
  • É a rádio oficial do Skol Sensation.

Locutores[editar | editar código-fonte]

  • Marcio Cruz
  • Priscilla Cardena
  • Gerson Corrêa
  • Kledynho
  • Rodrigo Campos
  • Ana Martins

Apresentadores[editar | editar código-fonte]

  • Marcelo Barbur
  • Fernando Xavier
  • Rafael Cortez
  • Eduardo Huada
  • Marcelo Batista

Programas[editar | editar código-fonte]

Nome Conteúdo
A Hora do Mução O programa de trotes de maior sucesso do rádio sob o comando do Mução.
Bônus Metropolitana Programa que toca trinta minutos de música sem intervalos em várias edições
Cafeína Late Show O programa que deixava as manhãs mais animadas, em horário noturno com muita irreverência e bom humor
Chupim Beby e Bartho fazem do horário de pico no trânsito o momento de humor com os trotes mais divertidos e bate-papo com os ouvintes
Deixa Rolar O ouvinte sob o controle da programação escolhe três músicas para serem tocadas na sequência via site e telefone.
MetroNews Parceria da rádio com o jornal Metrônews, apresenta as novidades tecnológicas, os últimos lançamentos do mundo dos games e os boletins mais antenados do rádio brasileiro
MetroPlay A Metropolitana toca duas horas de músicas com muitos prêmios
MetroNight É o programa das melhores mixagens com tudo o que acontece nas principais baladas de São Paulo.
Radiola As músicas que fizeram sucesso no passado de volta à programação.Notícias do clima e trânsito de São Paulo.
Sem Parar Sempre aos finais de semana, a Metropolitana toca seis horas de músicas sem interrupções.
Top Metropolitana A parada musical da rádio com as 10 musicas mais pedidas do dia.
Toca 10 Dez músicas direto, sem intervalos e o ouvinte que anota a sequência de músicas ganha prêmios.
3 no face O ouvinte escolhe através do Facebook uma entre três opções de músicas para ser tocada de novo.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.