Nativa FM

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Nativa FM
{{{alt}}}
Rádio e Televisão Bandeirantes Ltda.
País  Brasil
Cidade Bandeira de Diadema-SP, Brasil.png Diadema, SP (concessão da geradora)
Frequência(s) 89.7 MHz (Gaspar e Catanduva)
94.9 MHz (Poços de Caldas)
95.1 MHz (Londrina)
95.3 MHz (São Paulo)
96.5 MHz (Jaú)
97.5 MHz (São José dos Campos)
99.5 MHz (Coronel Fabriciano/Vale do Aço
102.1 MHz (Rio Preto)
102.7 MHz (Araçatuba/Birigui)
103.7 MHz (Rio de Janeiro)
103.9 MHz (Belo Horizonte)
104.3 MHz (Sertãozinho)
105.1 MHz (Foz do Iguaçu)
105.7 MHz (Maringá)
Canais Claro TV: Canal 168
Oi TV: Canal 976
Sede Bandeira da cidade de São Paulo.svg São Paulo, SP (estúdio da geradora)
Slogan Nativa é muito mais (rede)
O Amor do Rio (RJ)
Fundação 10 de março de 1997 (17 anos)
Proprietário Grupo Camargo de Comunicação
Género Rede de rádio comercial
Idioma Português
Cobertura Diversas cidades do Brasil
Sítio oficial Página oficial

Nativa FM é uma rede de rádios brasileira especializada no segmento popular. Tem como matriz a cidade de São Paulo, embora sua concessão seja originalmente em Diadema, localizada na região metropolitana de São Paulo.[1]

Pertencente ao Grupo Camargo de Comunicação, é operada desde 2004 pelo Grupo Bandeirantes de Comunicação, exceto no Rio de Janeiro, onde há uma estação independente controlada pelos Diários Associados.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Inaugurada em 10 de março de 1997 em cidade de São Paulo, a Nativa FM tem se dedicando a música romântica popular desde sua fundação. Formou-se rede com outras emissoras em 2000 em cidades como Goiânia, Rio de Janeiro e Santos.[1]

A partir de 2008, a emissora retomou seu projeto de rede inaugurando sua primeira afiliada, Nativa FM São José do Rio Preto, 102.1. Agora a Nativa conta com 17 afiliadas e está presente em 4 estados do país. Em 2 de outubro de 2012 às 18h a emissora substituiu a Extra FM na capital mineira.[3] [4]

Programação[editar | editar código-fonte]

Alguns programas antigos da Nativa FM como "Toque de Amor" (ainda existe somente na Nativa FM Rio de Janeiro), "Clube do Fã", "Mistura Nativa", "Discoteca do Galinha", "A Melhor de 3", foram extintos da rádio, sendo substituídos por outros programas, mas o perfil tem como principal conteúdo a música romântica e sertaneja.[carece de fontes?] No Rio de Janeiro, tem um perfil diferente da rede nacional, operando especialmente para o ouvinte da cidade e do Grande Rio com uma grade mais popular com axé, pagode, funk, musica romântica e sertanejo.[carece de fontes?]

Emissoras[editar | editar código-fonte]

Geradora[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Afiliadas[editar | editar código-fonte]

Minas Gerais[editar | editar código-fonte]

Paraná[editar | editar código-fonte]

Rio de Janeiro[editar | editar código-fonte]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Santa Catarina[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Nativa já anuncia comemoração dos 15 anos da emissora (em português). TudoRádio.com (13 de fevereiro, 2012). Página visitada em 28 de janeiro, 2014.
  2. Panorama: Nativa FM comemora 16 anos em São Paulo e cinco de rede nacional (em português). TudoRádio.com (21 de outubro, 2013). Página visitada em 28 de janeiro, 2014.
  3. Massaro, Carlos (2 de outubro de 2012). Chegada da Nativa FM a Belo Horizonte deve acirrar briga pela audiência. Tudo Rádio. Página visitada em 3 de outubro de 2012.
  4. Starck, Daniel (14 de setembro de 2012). Extra FM entra na reta final de seus trabalhos em Belo Horizonte e prepara terreno para a Nativa. Tudo Rádio. Página visitada em 3 de outubro de 2012.

Referências Externas[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]