Rádio Globo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2014). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde abril de 2014).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Rádio Globo
{{{alt}}}
Rádio Globo S.A.
País  Brasil
Frequência(s) AM 1220 kHz / FM 98.1 MHz (Rio de Janeiro)
AM 1100 kHz (São Paulo)
AM 1150 kHz (Belo Horizonte)
Canais 166 e 198 (Claro TV)
403 e 409 (Sky)
958 e 959 (Oi TV)
300 (NET)
Sede Rio de Janeiro Rio de Janeiro, RJ
Rua do Russel, 434 - Glória
Slogan Vamos juntos!
A casa do futebol [...] (jornadas esportivas)[nota 1]
Fundação 2 de dezembro de 1944 (69 anos)
Fundador Roberto Marinho
Pertence a Sistema Globo de Rádio (Grupo Globo)
Proprietário Roberto Irineu Marinho
Antigo proprietário Roberto Marinho (1944-2003)
Sócio(s) Roberto Irineu Marinho (sócio presidente)
João Roberto Marinho e José Roberto Marinho (sócios majoritários)
Outras emissoras Rio de Janeiro Rádio Globo Rio de Janeiro (Rio de Janeiro)
São Paulo Rádio Globo São Paulo (São Paulo)
Minas Gerais Rádio Globo Minas (Belo Horizonte)
Formato Rede de rádio comercial
Género Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 a 65 anos
Cobertura Nacional (via satélite)
Webcast Ouça ao vivo
Sítio oficial Rádio Globo

Rádio Globo é uma rede de emissoras de rádio, com sede na cidade do Rio de Janeiro e filiais em São Paulo e Belo Horizonte pertencente ao Sistema Globo de Rádio, conjunto de emissoras de rádio controladas pelo Grupo Globo.

História[editar | editar código-fonte]

Anos 1940-1990[editar | editar código-fonte]

A Rádio Globo foi inaugurada por Roberto Marinho em 2 de dezembro de 1944, sendo a primeira emissora de rádio criada pelas Organizações Globo (hoje Grupo Globo). Seu nome era uma alusão ao jornal O Globo, também pertencente ao empresário.

Na década de 1950 a emissora trazia em seu auditório grandes nomes da música brasileira.

As primeiras transmissões da Globo em São Paulo iniciaram-se em maio de 1952, inicialmente sob o nome de Rádio Nacional, das Organizações Victor Costa, sendo adquirida em 1965 pelo Grupo Globo, passando-se a chamar Rádio Globo após a segunda metade da década de 1970.

O Repórter Esso passou a ser exibido nas ondas da Globo na década de 1960 até 1968. Nessa década, o rádio AM passou a ganhar suas características atuais, deixando de lado os programas de auditório e dando lugar a locutores comunicativos e populares. Um deles era Haroldo de Andrade. Em 1975, a emissora passa a adotar um logotipo cujas letras lembram o da Rede Globo. Em 1976, a emissora do RJ troca de frequência com a antiga Rádio Eldorado, passando dos 1180 kHz para os atuais 1220 kHz (frequência internacional) aumentando sua potência e passando a alcançar todo o estado do Rio de Janeiro durante o dia e todo o Brasil no período noturno.

Até 1991, a programação da Rádio Globo era basicamente composta de programas jornalísticos e transmissões esportivas. Com a criação da Central Brasileira de Notícias (CBN) neste mesmo ano, a Globo passa a assumir seu lado mais eclético e popular, com programas voltados para a prestação de serviços e para o entretenimento em geral.

Anos 2000[editar | editar código-fonte]

Em 2001, o Sistema Globo de Rádio inicia o processo de expansão do sinal da Rádio Globo para o Brasil. Através da transmissão via satélite, começa a se formar uma cadeia composta de 33 emissoras de rádio espalhadas pelo país, sob o comando da Rádio Globo Rio de Janeiro e da Rádio Globo São Paulo. É neste período que surge em 2002 a Rádio Globo Minas, terceira emissora própria da recém formada rede, em substituição ao sinal da CBN Belo Horizonte que daí em diante passaria a transmitir em FM. Em 2009, a Rádio Globo passa a ter uma identidade visual distinta da Rede Globo, adotando um logotipo nas cores azul e amarelo, e um novo slogan, "Bota amizade nisso".

Anos 2010[editar | editar código-fonte]

Em 2012, com a chegada do novo diretor geral do SGR, Bruno Thys, começam a ocorrer alterações profundas na emissora. Em fevereiro de 2013, o novo diretor executivo da emissora, Claudio Henrique, inicia o processo de renovação de grade e de regionalização da programação. Já em fevereiro, é lançado o Domingaço da Globo, contando com 12 horas de futebol e novos programas como o Farofa da Globo, que marca o retorno do comunicador David Rangel. Em seguida, estreiam atrações especialmente voltadas para os ouvintes carioca e fluminense, como o Acorda, Rio!, de segunda às sexta de 5h ás 6h, e O Melhor da Rádio Globo, às 0h, reunindo os destaques da programação e bastidores da produção da emissora. Em seguida, é lançada a Tarde Feliz, com a reformulação dos programas Boa Tarde Globo e Vale Tudo na Globo. O Panorama Esportivo RJ, é reformulado, passando a tocar música e contar com a participação dos ouvintes, e estreia o programa Sábado... do Canázio, no lugar da edição de sábado do Manhã da Globo. Desta forma, a grade de programação nacional passa a ser gerada pela Rádio Globo São Paulo, com a emissora carioca gerando os programas da madrugada.

No segundo semestre de 2013, juntam-se também ao time Maurício Menezes, que deixa a Super Rádio Tupi e assume a coordenação artística e participa da programação da emissora, e Eduardo Andrews, consultor que chega para cuidar do playlist de músicas da emissora. Em outubro, estreou o programa Samba Amigo, voltado ao mundo do samba nas tardes de sábado, entre as 13h e 15h, apresentado por Robson Aldir, contando com vários nomes do samba nacional. Em novembro, entra no ar o humorístico Plantão de Notícias apresentado por Maurício Menezes nas noites de sábado, que aborda as principais notícias da semana com muito bom humor.

No movimento de regionalização, a Rádio Globo São Paulo estreou em 2012 o Panorama Esportivo e o Agito Geral diário. Em fevereiro de 2013 também estreou o seu "Domingaço", sendo, no caso paulista, 14 horas de programação esportiva. Em agosto de 2013, estrearam os programas Gente como a Gente, apresentado por Luiz Torquato (até então no Agito Geral) e Vanessa di Sevo, o Conversa com a Jatobá apresentado por Rosana Jatobá aos sábados nos inícios da tarde, e em outubro estreou o programa Zoação na Globo com Maércio Ramos, o "Morcegão", nas noites de segunda a sexta. Em 12 de novembro o comunicador Rony Magrini (vindo da Rádio Iguatemi) e a advogada Zulaiê Cobra estrearam o programa A Hora é Agora na faixa das 6h, de segunda a sábado, no lugar do Show do Antônio Carlos, que agora passava a ser gerado apenas para o Rio de Janeiro.

Em Belo Horizonte, o Globo Esportivo ganha mais uma hora, e o Esporte@Globo e o Panorama Esportivo BH passam a ser produzidos com conteúdo local. A emissora mineira também estréia uma versão local do matinal A Hora é Agora, apresentado por Sandra Pedrosa e Carlos Antônio.

No fim de 2013, o programa O Melhor da Rádio Globo foi extinto na Rádio Globo Rio de Janeiro. Com isso, o Planeta Rei passou a ser iniciado uma hora mais cedo. O programa apresentado por David Rangel retornou a grade em 19 de janeiro de 2014, nas madrugadas de sexta para sábado, mesclando o que tinha ido ao ar durante a semana nas emissoras do RJ e de SP com músicas e participação ao vivo dos ouvintes. Com essa nova alteração, o Planeta Rei passou a ser apresentado apenas nas madrugadas de domingo a sexta, sendo que a edição da madrugada de sábado pra domingo passou a ser especial (Nos Embalos do Planeta Rei).

Porém, a transferência do Planeta Rei para a madrugada de domingo acabou retirando do ar o programa Madrugada da Globo, que por anos foi apresentado por Jorge Luiz (atualmente no Bom Dia Globo), e desde 2012 era apresentado por Robson Aldir, que atualmente apresenta apenas o Samba Amigo e o Botequim da Globo na emissora carioca.

Em 26 de fevereiro de 2014, a rádio perde o comunicador Loureiro Neto, que faleceu por morte cerebral. Loureiro estava afastado dos microfones da emissora há 1 ano e sofria com problemas cardíacos.[1] Em 30 de abril, a emissora demite o comunicador Beto Brito devido a uma série de reformulações na programação da rádio que já estavam planejadas para este ano. Por um curto período, a madrugada da emissora teve o comando de Zeca Marques, até que no dia 18 de maio, o comunicador Alexandre Ferreira (que comandava o Boa Tarde Globo para o Rio de Janeiro) assume o horário com o programa Madrugada e Cia. (extinguindo dessa forma o Melhor da Rádio Globo). Zeca Marques por sua vez, passa a comandar o Madrugada da Globo nas madrugadas de sábado pra domingo, mas pouco tempo depois o programa é substituído pelo Bailaço da Rádio Globo, também apresentado por Alexandre Ferreira.

Em 15 de maio, a emissora do Rio estreou uma nova programação vespertina, com o lançamento dos programas Alegria ao Meio Dia, apresentado por Tino Júnior, Maurício Menezes, Hélio Júnior e Sérgio Ricardo (reduzindo em 1h o Manhã da Globo) e David da Tarde, apresentado por David Rangel. Além disso, a emissora já havia remanejado anteriormente a esta reformulação o Botequim da Globo para a faixa das 22h, quando não houver futebol, e extinguido o Vale Tudo na Globo uma semana antes. Em 24 de maio, a Globo anuncia o retorno do comunicador Mário Esteves, que assume o Alegria ao Meio Dia no lugar de Tino Júnior, após este ter ido para a TV Record Rio de Janeiro.

Em 18 de novembro de 2014, a Globo troca de frequência no dial FM do Rio de Janeiro, passando dos 89.5 MHz para os 98.1 MHz, onde anteriormente estava a Beat 98. Esta por sua vez, migrou para a internet, tornando-se a RadioBeat.

Esportes[editar | editar código-fonte]

A emissora realizou a transmissão da Copa do Mundo de 1950 com Luis Mendes sendo a única emissora brasileira a transmitir a Copa do Mundo de 1954 na Suíça.

Alguns dos nomes que trabalharam na parte de esportes da rádio. No Rio, Waldir Amaral, Jorge Cury, João Saldanha, Mário Vianna, Deni Meneses, Washington Rodrigues, Kleber Leite, Francisco Perez, Elcio Venancio, Luis Carlos Silva, Maurício Menezes, Loureiro Neto dentre outros grandes nomes. Em SP já passaram pelo microfone Globo Osmar Santos, Loureiro Junior, Carlos Aymard, Fausto Silva, William Torres, Henrique Guilherme, Juarez Soares, Oswaldo Luis, Paulo Soares, Osvaldo Maciel, Pedro Torres, Luís Roberto, Paulo Roberto Martins, Márcio Bernardes, Roberto Carmona, Ulisses Costa, Cledi Oliveira entre outros grandes nomes.

Em 2012 o comentarista Francisco Perez, o Chiquinho que apresentou durante quatro anos o "Enquanto a Bola Rio" passa para o comentarista Eraldo Leite que apresentava desde 2010 o "Panorama Esportivo Rio" substituído por Zeca Marques o comentarista titular na época de José Carlos Araújo. Eraldo apresenta em diante o Enquanto a Bola Rio . Francisco substitui Osvaldo Pascoal no "Esporte na Globo".

No mesmo ano surge a versão de São Paulo e a rádio anuncia Osvaldo como apresentador, Osvaldo apresentou o Esporte na Globo de 2002 até sua saída do programa em 2012.

Em 2013 a emissora substitui a marca "Futebol Show", que pertencia ao narrador José Carlos Araújo que o colocou nas jornadas locais da Bradesco Esportes FM/BandNews Fluminense FM e posteriormente na Rádio Transamérica FM, pelo "Rádio Globo Futebol Clube" nas jornadas esportivas em SP, RJ, BH e demais emissoras da rede.

Após mais de vinte anos como locutor principal (somando as duas passagens pela emissora), José Carlos Araújo sai da emissora em busca de novos desafios, primeiro na Bradesco Esportes FM e atualmente na Rádio Transamérica FM, indo com ele Gerson, Gilson Ricardo, Jorge Eduardo, Bruno Cantarelli e três operadores de externa. A Globo reagiu imediatamente contratando o principal narrador da emissora concorrente, Tupi: Luiz Penido, que iniciou sua carreira na própria rádio em 1969, mas saiu em 1988 (para Rádio Tupi, onde trabalhou por 2 vezes, fora as passagens pelas rádios Nacional e Tropical). Penido, "o Garotão da Galera", retorna e assumindo a vaga de narrador titular deixada por Garotinho.

Hoje a equipe de esportes, o chamado "Timaço" do rádio esportivo brasileiro, tem ainda no time de locutores do Rio Edson Mauro (o "Bom de Bola"), Hugo Lago (também repórter) e André Marques, os comentaristas Zico, Juninho Pernambucano, Eraldo Leite, Felippe Cardoso e Dé Aranha (contratado em 2013 pela emissora) além dos "trepidantes" Cláudio Perrout, Marco Vasconcelos, Marcelo Penido, Gustavo Henrique, Rafael Marques, André Luiz, entre outros. Em São Paulo, Oscar Ulisses comanda a equipe líder do rádio brasileiro ao lado do irmão Osmar Santos (que depois do acidente em 94 passou a ser um dos diretores da equipe) que conta com Silva Júnior, Doni Vieira, Jesse Nascimento (também repórter), Osvaldo Pascoal, Marcelo Bechler, Juliana Cabral, Maércio Ramos, Gustavo Zupak, Raphael Prates entre outras feras. Em BH, a voz de Osvaldo "Pequetito" Reis conduz as transmissões esportivas (conjuntas com a CBN BH), que tem coordenação de conteúdo e reportagens de Marcos Guiotti.

Em 2014, a Rádio Globo Rio de Janeiro estreou dois novos programas esportivos na faixa entre 20h e 22h: Futebol de Verdade, apresentado pelos ex-jogadores Zico e Juninho Pernambucano às segundas-feiras, e Olha o Gol! com Édson Mauro, de terça a sexta (quando não há jornadas esportivas). Também foi lançado um boletim de esportes chamado Tem bola na área, com um minuto de duração e foco na cobertura dos treinos e resultados de partidas.

O Globo no Ar[editar | editar código-fonte]

O Globo no Ar é um boletim informativo da Rádio Globo transmitido em rede nacional no início de cada hora pela emissora. O boletim atua como principal informativo da emissora desde os anos 90, quando a Rádio Globo passou adotar uma programação mais popular com a criação da CBN, dedicada as notícias. Nele são dadas as últimas notícias do país e do mundo, além informar sobre o trânsito, previsão do tempo, cotação da bolsa de valores e outras notícias relevantes. Dentre as transmissões mais mercantes do boletim estão a queda do presidente Getúlio Vargas, bem como o fim da II Guerra Mundial em 1945, e o golpe de estado dado pelas forças armadas e a instauração da Ditadura Militar no Brasil em 1965. O nome do boletim é uma referência ao jornal O Globo, que assim como a Rádio Globo pertence ao Grupo Globo e é um dos jornais mais influentes do país.

Atualmente, além de O Globo no Ar, as emissoras próprias da Globo no Rio de Janeiro e em São Paulo transmitem boletins informativos aleatórios ao Globo no Ar, sendo transmitidos aos 30 minutos de cada hora. São eles o Rio em um minuto e São Paulo em um minuto, cujas transmissões iniciaram-se em 2013.

Personalidades notórias[editar | editar código-fonte]

A rádio já teve nomes como Haroldo de Andrade, Luiz de França, Paulo Giovanni, Gilberto Lima, Waldir Vieira, Adelson Alves, Roberto Figueiredo, Edmo Zarife, Waldir Amaral, Jorge Cury, Luiz Mendes, Aurélio Santana, Hilton Abi-Ryan, Antônio Luiz e Antônio Carlos. Pelos estúdios da Rádio Globo SP já passaram grandes nomes da comunicação em mídia no país, como Osmar Santos, Fausto Silva, Eli Corrêa, Paulo Barboza, Paulo Lopes, Gilberto Barros, Gil Gomes, Samuel Gonçalves, Hélio Ribeiro, Paulinho Boa Pessoa, João Ferreira, Miguel Dias entre outros.

Globo FM[editar | editar código-fonte]

Em 2010, a Rádio Globo começou seu projeto de transmissão simultânea em FM e AM no Rio de Janeiro. A transmissão nas duas bandas visa ampliar a audiência da emissora através de celulares e receptores de carro apenas com FM. Em breve, as emissoras de São Paulo e de Belo Horizonte também deverão ter o som da Globo no FM. A expectativa é que seja inaugurado o som da Rádio Globo no FM paulistano o mais breve possível, segundo o diretor geral do SGR, Bruno Thys.

Programação atual[editar | editar código-fonte]

Os programas listados a seguir estão ditados de acordo com os programas transmitidos nacionalmente, sendo que o Manhã da Globo e o Globo Esportivo são gerados localmente pelas emissoras próprias e afiliadas da Rádio Globo. Devido a regionalização da grade na emissora carioca, que vem ocorrendo desde 2012, a emissora paulista tem gerado desde então a maioria dos programas diários em rede nacional, enquanto a outra gera as jornadas esportivas e alguns programas da madrugada. A emissora transmite ainda pela internet o Esporte@Globo, que é transmitido das 19h às 20h no lugar d'A Voz do Brasil.

Programas semanais
Programa/Resenha Apresentador(es) Tempo de transmissão
Madrugada e Cia Alexandre Ferreira 2014-presente
Bom Dia Globo Jorge Luiz 2003 a 2005; 2011-presente
Globo Estrada Pedro Trucão 2003-presente
Mensagem de Paz Dom Fernando Figueiredo 2003-presente
A Hora é Agora Rony Magrini e Zulaiê Cobra 2013-presente
Momento de Fé Padre Marcelo Rossi 2002-presente
Manhã da Globo Laércio Maciel (em SP) 2001-presente
Gente como a Gente Luiz Torquato e Vanessa Di Sevo 2014-presente
Globo Estrada Pedro Trucão 2003-presente
Globo Esportivo Oscar Ulisses (em SP)
Luiz Penido (no RJ)
Osvaldo Reis (em MG
1977-presente (SP)
1986-presente (RJ)
2002-presente (MG)
Esporte@Globo (via internet, durante a transmissão d'A Voz do Brasil) Juliana Cabral (em SP)
Hugo Lago (no RJ)
Hércules Santos (em MG)
2011-presente
Zoação na Globo Maércio Ramos 2013-presente
Panorama Esportivo Doni Vieira (em SP) 1989-presente

Os programas Zoação na Globo e Panorama Esportivo (SP, BH e rede) e Olha o Gol! e Botequim da Globo (RJ) podem ter sua transmissão cancelada caso hajam jogos de futebol no decorrer da semana, sendo substituídos pela jornada esportiva da emissora (Rádio Globo Futebol Clube). As segundas, é transmitido o programa Futebol de Verdade com Felippe Cardozo, Zico e Juninho Pernambucano.

Programas de sábado
Programa/Resenha Apresentador(es) Tempo de transmissão
Madrugada e Cia. Alexandre Ferreira 2014-presente
Bom Dia Globo Jorge Luiz 2003 a 2005; 2011-presente
Globo Estrada Pedro Trucão 2003-presente
Mensagem de Paz Dom Fernando Figueiredo 2003-presente
A Hora é Agora Rony Magrini e Zulaiê Cobra 2013-presente
Momento de Fé Padre Marcelo Rossi 2002-presente
Manhã da Globo Laércio Maciel 2013-presente
Conversa com a Jatobá Rosana Jatobá 2013-presente
Samba Amigo Robson Aldir 2013-presente
Rádio Globo Futebol Clube Equipe de esportes (Liga dos trepidantes) 2013-presente
Agito Geral Vanessa de Campos 2000-2001; 2005-presente
Plantão de Notícias Maurício Menezes 2013-presente

O programa Agito Geral só é transmitido quando não há jogos noturnos aos sábados para SP, BH e rede. No RJ, o Farra da Globo é transmitido no lugar do Agito Geral, quando há transmissões esportivas.

Programas de domingo (Domingaço da Globo)
Programa/Resenha Apresentador(es) Tempo de transmissão
Bailaço da Rádio Globo Alexandre Ferreira 2014-presente
Sucessos da Globo Thiago Matheus 2005-presente
Santa Missa Padre Marcelo Rossi 2001-presente
Rádio Globo Rural Pedro Trucão 2013-presente
Domingo da Globo Jorge Luiz 1993-presente
Globo na Rede Luiz Torquato (em SP)
Gustavo Zupak (em MG)
1998-presente
Enquanto a Bola não Rola Eraldo Leite (no RJ)
Osvaldo Pascoal (em SP e MG)
1986-presente (RJ)
2002-presente (SP e MG)
Rádio Globo Futebol Clube Equipe de esportes (Liga dos trepidantes) 2013-presente
Panorama Esportivo Zeca Marques (no RJ)
Vinícius Rocha (em SP e MG)
1989-presente

Durante o recesso dos campeonatos de futebol no final do ano, os programas Farra de Verão, Samba Amigo e Agito Geral podem vir a ser transmitidos no lugar do Rádio Globo Futebol Clube, e o Esporte na Globo vem a ser transmitido para todas as emissoras da Rádio Globo.

Transmissões esportivas[editar | editar código-fonte]

Futebol
Automobilismo

Transmissões especiais[editar | editar código-fonte]

Equipe do RJ
Equipe de SP

Slogans[editar | editar código-fonte]

  • Música, Esporte e Notícia (RJ/SP/BH)
  • Anos 70/80 - O Som da liderança (SP)
  • 1976 - Comunicando em 1220 kHz, nem mais nem menos (RJ)
  • 1984 - Rádio Globo, 40 anos ligada em Você (RJ)
  • 1987 - Em 1100 direções/Pegue essa onda (SP)
  • 1988 - Tá na Globo tá legal, agito geral!
  • 1989 - A torcida do sucesso
  • 1990 - O orgulho de fazer uma rádio popular sem ser popularesca (SP)
  • 1993 - Todo mundo ouve a Globo (SP)
  • 1994 - A Globo 50/Globo São Paulo é 100% você
  • 1994/95 - 50 anos de amor no seu rádio (RJ)
  • 1996 - Tá na Globo, tudo bem (SP)
  • 1997 - A rádio dos melhores programas e comunicadores (SP)
  • 1997 - Rádio Globo, cada vez melhor (RJ)
  • 1999 - Rádio Globo, no coração do Rio (RJ)
  • 1999 - Rádio Globo no, coração de São Paulo (SP)
  • 2001 - Rádio Globo, tá todo mundo ligado
  • 2004 - A estrela maior é você!
  • 2006 - Sempre ao seu lado
  • 2007 - A rádio do tamanho do Brasil!
  • 2009 - Bota amizade nisso!
  • 2012 - A rádio do torcedor carioca (RJ)
  • 2012 - Bota Rio nisso (RJ)
  • 2013 - Bota São Paulo nisso (SP)
  • 2013 - A rádio do torcedor paulista (SP)
  • 2013 - A rádio do torcedor mineiro (MG)
  • 2013 - Bota Belo Horizonte nisso (MG)
  • 2014 - A casa do futebol carioca (RJ)
  • 2014 - A casa do futebol paulista (SP)
  • 2014 - A casa do futebol mineiro (MG)
  • 2014 - Rádio Globo 100% Rio (RJ)
  • 2014 - Vamos juntos!

Notas e referências

Notas

  1. Completa-se o slogan de acordo com a localidade, por exemplo: A casa do futebol carioca (RJ), A casa do futebol paulista (SP), A casa do futebol mineiro (MG).

Referências

  1. Morre no Rio o radialista Loureiro Neto (em português) O Globo (26 de fevereiro de 2014). Visitado em 04 de março de 2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]