Rádio Tamoio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rádio Tamoio
{{{alt}}}
Rádio Tamoio
Sistema Verdes Mares
Televisão Verdes Mares Ltda.
País  Brasil
Frequência(s) AM 900 kHz
Sede Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro, RJ
Avenida Portugal, 96 - Urca
Slogan O Som do Nordeste
Fundação 1944 (70 anos)
Fundador Assis Chateaubriand
Pertence a Sistema Verdes Mares (Grupo Edson Queiroz)
Proprietário Yolanda Vidal Queiroz
Antigo proprietário Assis Chateaubriand (1944-1967)
Condomínio Acionário (1967-1982)
Edson Queiroz (1982-1983)
Formato Emissora comercial
Género Entretenimento, Jornalismo e Esportes
Faixa etária Público de 30 a 45 anos
Afiliações Rede Verdes Mares
Idioma (português brasileiro)
Prefixo ZYJ 454 (antiga PRB 7)
Cobertura Grande Rio de Janeiro e áreas próximas
Potência 50 kW
Nome(s) anterior(es) Rádio Educadora (1927-1944)
Webcast Ouça ao vivo
Sítio oficial Rádio Tamoio

Rádio Tamoio é uma emissora de rádio brasileira sediada na cidade do Rio de Janeiro, capital do estado brasileiro homônimo. Opera no dial AM, na frequência 900 kHz, e é uma emissora própria da Rede Verdes Mares. Fundada em 1944 pelos Diários Associados, e adquirida nos anos 80 pelo Sistema Verdes Mares, a emissora é conhecida pelos seus programas voltados a comunidade nordestina no Rio de Janeiro, especialmente os cearenses. Juntamente com a Rádio Verdes Mares AM de Fortaleza, CE, a emissora gera a Rede Verdes Mares, além de produzir jornadas esportivas com a emissora cearense. Seus estúdios estão no bairro da Urca, e sua antena de transmissão está no bairro da Itaoca, em São Gonçalo, no mesmo parque de transmissão da Super Rádio Tupi.

História[editar | editar código-fonte]

Foi fundada originalmente como Rádio Educadora do Brasil em 1927. Mudou o nome para Rádio Tamoio em 1944, quando foi comprada pelos Diários Associados.

Foi na Rádio Tamoio que na década de 1940 iniciou a carreira no Rio, o comunicador Abelardo Barbosa (Chacrinha), apresentando um programa no horário noturno, de meia noite às duas da manhã. Em 1947, um incêndio iniciou-se nos estúdios da emissora, onde também funcionava os estúdios da Rádio Tupi, e foi constatada a audiência da emissora e do comunicador, que solicitou aos ouvintes que avisassem aos bombeiros, evitando com isso maiores danos à emissora.

Outro grande nome que iniciou sua carreira na Tamoio foi Walter Clark, ex-diretor de televisão da Rede Globo. Em sua autobiografia "O campeão de audiência", Clark cita a emissora como tendo sido o primeiro emprego desse que se tornaria um dos principais nomes da televisão brasileira nas décadas seguintes. Ele conta que era ajudante do jornalista Luis Quirino e começou a trabalhar em dezembro de 1952. Diz ainda que a Tamoio competia com a Rádio Nacional (a principal emissora do país à época) e a Rádio Tupi (de Assis Chateubriand, o mesmo dono da Tamoio), adotando uma programação mais popularesca. Ele cita ainda como principais estrelas da rádio Ademilde Fonseca e Claudete Soares (que faziam No mundo do baião, programa de Zé Gonzaga, irmão de Luís Gonzaga), Fernando Garcia, Haydeé Miranda e Dóris Monteiro (que fazia um programa com Lúcio Alves e Lana Bittencourt).[1]

Nos anos 1950, passou a transmitir uma programação musical, com programas que tornaram-se famosos no rádio carioca, como Músicas na Passarela, Músicas na Berlinda, Em Cada Coração, Uma Canção, Música Pops, Riquezas Mil Deste Brasil e muitos outros. Na década de 1960, conquistou a juventude carioca da época, exibindo uma programação musical dedicada exclusivamente ao público jovem, com programas como O Agente B-7, Space Music e Luluzinha, a Disc-Jockey Gamadinha. Entre 1951 e 1975, a emissora utilizou o slogan "Música, exclusivamente Música".

Foi transformada num "termômetro" da preferência dos jovens. Dizia-se na época, que caso a música não fosse aprovada na Rádio Tamoio, não seria sucesso. No final da década de 1960 e durante a década de 1970, passou a contar com a concorrência da Rádio Mundial na preferência da juventude.

Em março de 1982, com a diminuição da cadeia Associada e da audiência das emissoras de rádio AM, pelo público jovem, que passa a preferir o rádio FM, de qualidade de som bem superior, a emissora foi negociada e posteriormente vendida ao Sistema Verdes Mares, que a arrendou para a Igreja Pentecostal Deus é Amor do pastor David Martins Miranda.

Terminado o contrato de arrendamento no fim de 2008, a programação da rádio passou a ser composta pela execução de músicas populares durante o dia inteiro, até quando em 2009, o Sistema Verdes Mares iniciou uma reformulação na emissora. A Tamoio passou a oferecer uma programação dedicada aos simpatizantes da cultura nordestina no Rio de Janeiro, lançando o slogan "O Som do Nordeste". Além disso, passou a formar rede junto com a Rádio Verdes Mares do Ceará, com a qual transmite programas populares, além de grandes jornadas esportivas. As duas emissoras cobriram juntas a Copa do Mundo FIFA de 2010, e irão cobrir a Copa do Mundo FIFA de 2014 que será no Brasil.

Em 17 de abril de 2011, a emissora passou a apresentar resenhas esportivas de meia-hora de duração sobre os quatro grandes clubes de futebol do Rio de Janeiro. Das 11h às 13h de domingo, a emissora passou a apresentar programas dedicados aos clubes Botafogo, Vasco, Flamengo e Fluminense, que contavam trechos de sua história, faziam entrevistas com os grandes ídolos do times, além de transmitir os gols marcados que estiveram narrados pela Rádio Tamoio.[2]

Referências

  1. O campeão de audiência, Walter Clark com Gabriel Priolli, Editora Best Seller,1991 - pgs. 34-37
  2. PRADO, Ewerton (18-04-2011). Rádio Tamoio estreia programas dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro. Mídia Esportiva. Página visitada em 09-02-2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Rádio é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.