Claude Bowes-Lyon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde setembro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Lord Strathmore (1855–1944)

Claude George Bowes-Lyon, 14.º Conde de Strathmore e Kinghorne, KT (14 de março de 1855 - 7 de novembro de 1944) foi um nobre britânico, melhor conhecido por ter sido o avô materno da rainha Elizabeth II.

Em 1937, Claude Bowes-Lyon ficou conhecido como o "14.º e 1.º Conde de Strathmore e Kinghorne", porque ele era o 14.º Conde no Pariato da Escócia e o 1.º Conde no Pariato do Reino Unido.

Nascido em Lowndes Square, em Londres, era o filho mais velho de Claude Bowes-Lyon, 13.º Conde de Strathmore e Kinghorne e de sua esposa, Frances Dora Smith.

Depois de ser educado em Eton College, ele recebeu uma comissão no regimento de cavalaria Life Guards, do exército britânico. Claude serviu por seis anos até seu casamento, com Cecilia Cavendish-Bentinck, no dia 16 de julho de 1881, em Petersham, Surrey. Eles tiveram dez filhos juntos.

Filhos[editar | editar código-fonte]

Nome Nascimento Morte Idade Observações
Hon. Violet Hyacinth Bowes-Lyon 17 de abril de 1882 17 de outubro de 1893 11 anos Foi nomeada a partir das flores preferidas do conde; morreu de difteria e foi enterrada na Igreja de Ham. Ela não tinha o título de "Lady", porque seu pai não havia herdado o condado ainda.
Mary Frances Bowes-Lyon 30 de agosto de 1883 8 de fevereiro de 1961 77 anos Casou-se em 1910 com Sidney Elphinstone, 16.º Lorde Elphinstone.
Patrick Bowes-Lyon, Lord Glamis
(depois 15.º e 2.º Conde de Strathmore e Kinghorne)
22 de setembro de 1884 25 de maio de 1949 64 anos Casou-se em 1908 com Dorothy Osborne, filha de George Osborne, 10.º Duque de Leeds.
John Bowes-Lyon 1 de abril de 1886 7 de fevereiro de 1930 53 anos Casou-se em 1914 com Fenella Hepburn-Stuart-Forbes-Trefusis, filha de Charles Hepburn-Stuart-Forbes-Trefusis, 21.º Barão Clinton.
Alexander Francis Bowes-Lyon 14 de abril de 1887 19 de outubro de 1911 24 anos Morreu solteiro, durante seu sono, por causa de um tumor na base do cérebro.
Fergus Bowes-Lyon 18 de abril de 1889 26 de setembro de 1915 26 anos Casou-se em 1914 com Christian Dawson-Damer, filha de Lionel Dawson-Damer, 5.º Conde de Portarlington.
Rose Constance Bowes-Lyon 6 de maio de 1890 17 de novembro de 1967 77 anos Casou-se em 1916 com William Leveson-Gower, 4.º Conde Granville.
Michael Claude Hamilton Bowes-Lyon 1 de outubro de 1893 1 de maio de 1953 59 anos Casou-se em 1928 com Elizabeth Cator; morreu de asma e de problemas cardíacos em Bedfordshire. Foi um prisioneiro de guerra durante a Primeira Guerra Mundial.
Elizabeth Bowes-Lyon 4 de agosto de 1900 30 de março de 2002 101 anos Casou-se em 1923 com o príncipe Albert, Duque de York, futuro rei Jorge VI. Viúva, ficou conhecida como a rainha mãe.
David Bowes-Lyon 2 de maio de 1902 13 de setembro de 1961 59 anos Casou-se em 1929 com Rachel Clay.

Em 16 de fevereiro de 1904, quando sucedeu seu pai ao condado, Claude Bowes-Lyon herdou grandes propriedades na Escócia e na Inglaterra; entre elas, o Castelo de Glamis, St Paul's Walden Bury e Woolmers Park, perto de Hertford. Ele foi feito Lorde-tenente de Angus, um ofício ao qual ele renunciou quando sua filha tornou-se rainha.

Apesar das reservações do conde sobre a realeza, em 1923 sua filha mais jovem, Elizabeth, casou-se com o segundo filho do rei, o príncipe Alberto. Para marcar o casamento, lord Strathmore foi feito cavalheiro da Ordem Real Vitoriana. Cinco anos mais tarde, foi feito cavalheiro da Ordem do Cardo-selvagem.

Em 1936, o irmão de seu genro, o rei Eduardo VIII, abdicou, e conseqüentemente seu genro tornou-se o novo rei. Por ser pai da rainha consorte, Claude recebeu a Ordem da Jarreteira e foi feito Conde de Strathmore e Kinghorne no Pariato do Reino Unido nas honras da coroação em 1937. Isso o impediu de se sentar na Câmara dos Lordes como um conde (anteriormente sentava-se apenas como um barão, porque a Baronia de Bowes foi criada para seu pai).

Claude Bowes-Lyon tinha interesse em silvicultura e foi um dos primeiros a cultivar Larix da semente na Grã-Bretanha. Tinha a reputação de ser gentil com as pessoas qua alugavam casas dentro de suas grandes propriedades. O conde foi um ativo membro do exército territorial e serviu como coronel honorário do 4.º/5.º Batalhão de Black Watch. Seu irmão mais jovem, Patrick Bowes-Lyon, ganhou o Torneio de Wimbledon de 1887 duas vezes.

Lord Strathmore morreu aos oitenta e nove anos, completamente surdo, no Castelo de Glamis, em Angus, de bronquite. Lady Strathmore já tinha falecido em 1938. Foi sucedido por seu filho, Patrick Bowes-Lyon, Lord Glamis.