Confederação Nacional da Indústria

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Confederação Nacional da Indústria
(CNI)
Lema "Representando, promovendo e defendendo a indústria brasileira."
Fundação 12 de agosto de 1938 (76 anos)
Tipo Entidade privada
Sede Brasília,  Brasil
Membros 27 federações estaduais
Presidente Robson Braga de Andrade
Sítio oficial cni.org.br
Em 17 de novembro de 2010, o presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, anuncia a agenda da indústria para os próximos quatro anos . Foto:Wilson Dias/ABr

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) é a instituição máxima de organização do setor industrial brasileiro. Coordena um sistema formado por 27 federações de indústria dos estados e do Distrito Federal - às quais estão filiados 1.016 sindicatos patronais - e administra o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), o Serviço Social da Indústria (SESI) e o Instituto Euvaldo Lodi (IEL). Foi criada em 12 de agosto de 1938 por uma iniciativa de quatro federações de indústrias: São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro (capital do Brasil à época).

Sua sede é localizada em Brasília no edifício Roberto Simonsen (SBN).

O atual presidente é Robson Braga de Andrade.[1] Robson havia assumido interinamente o cargo em 1 de junho de 2010 quando o ex-presidente, Armando Monteiro Neto, se licenciou para concorrer na eleição parlamentar de 2010.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A CNI foi criada em 12 de agosto de 1938 através da fusão de várias entidades que representavam os sindicatos patronais dentre elas a Sociedade Auxiliadora da Indústria e o Centro Industrial de Fiação e Tecelagem do Rio de Janeiro. Chamada de Centro Industrial do Brasil (CIB) estimulou a criação de várias Federações Industriais por todo Brasil. Sua principal meta era consolidação de leis e pela colaboração entre estados e governo federal em busca do desenvolvimento do país.[3]

Foi fundada pelos industriais e educadores Euvaldo Lodi, Horácio Lafer e Vicente Galiez.[4]

Missão[editar | editar código-fonte]

"Defender e representar a indústria na promoção de um ambiente favorável aos negócios, à competitividade e ao desenvolvimento sustentável do Brasil."[5]

Suas ações são voltadas para promover o aperfeiçoamento tecnológico da indústria nacional e melhorar a competitividade internacional do produto brasileiro.

Federações filiadas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Robson Braga de Andrade é eleito presidente da CNI (em português). Jornal Local. Página visitada em 17 de novembro de 2010.
  2. Jardim, Lauro (27 de maio de 2010). Skaf fora (em português). Veja.com. Página visitada em 17 de setembro de 2010.
  3. CNI participa há 70 anos do desenvolvimento industrial (em português). Diário de Pernambuco. Página visitada em 27 de novembro de 2008.
  4. Euvaldo Lodi: Empresário e Político (em português). IEL/PR. Página visitada em 27 de novembro de 2008.
  5. Missão e Visão (em português). Sítio da CNI. Página visitada em 17 de setembro de 2010.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]