Dácios

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Estátuas de dácios no Arco de Constantino[1] (lado sul, à esquerda).
Reino dácio, durante o reinado de Burebista, 82 a.C.

Os dácios (em latim: Daci; em grego antigo: Δάκοι, transl. Dakoi[2] , ou Δάοι, Daoi[2] , ou ainda Δάκες, Dakes; em grego medieval: Δάκαι, Dákai) foram um povo indo-europeu, citado por alguns autores da Antiguidade como aparentados aos trácios. Habitavam a antiga região da Dácia, localizada na região dos Cárpatos e seus arredores, avançando para leste até o Mar Negro, na região que hoje em dia é ocupada pela Romênia e Moldávia, bem como partes da Sarmácia (leste da Ucrânia), Mésia (Sérvia Oriental, Norte da Bulgária), Eslováquia,[3] e Polônia. Falavam o dácio, e apesar de sua herança cultural trácia, apresentavam influências culturais de outros povos vizinhos, como os citas e os invasores celtas do século IV a.C.[4]

Referências

  1. Westropp 2003, p. 104.
  2. a b Estrabão 20 d.C., VII 3,12.
  3. Husovská (1998) 13
  4. Dacia (em inglês) Encyclopædia Britannica online. Britannica.com.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Antiga[editar | editar código-fonte]

Moderna[editar | editar código-fonte]

  • Husovská Ludmilá (1998) “Slovakia: walking through centuries of cities and towns”, Priroda
  • Jażdżewski, Konrad. Atlas to the prehistory of the Slavs (em inglês). [S.l.]: Lodzkie Tow Naukowe, 1948.
  • Westropp, Hodder M.. Handbook of Egyptian, Greek, Etruscan and Roman Archeology (em inglês). [S.l.]: Kessinger Publishing, 2003. ISBN 978-0-7661-7733-8