Discurso da Casa Dividida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O discurso da "Casa Dividida" é um dos mais famosos de Lincoln.

O discurso da Casa Dividida foi proferido por Abraham Lincoln (que mais tarde viria a se tornar Presidente dos Estados Unidos da América) em 16 de junho de 1858, em Springfield, ao aceitar a indicação do Partido Republicano de Illinois para concorrer ao Senado. O discurso tornou-se a base de sua campanha contra Stephen A. Douglas, com quem debateu antes das eleições, e por quem foi ao final derrotado.

A preleção de Lincoln tornou-se uma duradoura imagem do perigo da desunião provocada pela escravidão, e serviu de comunhão para os republicanos dos estados nortistas. Junto aos discursos de Gettysburg e de sua segunda posse, formam suas três mais importantes e conhecidas preleções.

O centro da fala de Lincoln, e que dá nome a ela, é uma citação do Novo Testamento, Livro de Mateus, 12:25, que reza "Todo reino dividido contra si mesmo é devastado; e toda cidade ou casa, dividida contra si mesma não subsistirá"1 . Ao falar que "uma casa dividida contra si mesma não pode permanecer" o político estava se referindo à divisão da nação norte-americana em estados libertários e escravocratas. Oito anos antes deste discurso, durante o debate no Senado sobre o Compromisso de 1850, Sam Houston já havia proclamado: "Uma nação não pode ficar dividida contra si mesma"2 .

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Nesta preleção Lincoln ataca seu adversário, o Juiz Douglas, de modo bastante direto. Lembrando que os democratas aludiam que seu candidato era um grande homem, ao passo em que entre os republicanos o maior junto a ele era pequeno, Lincoln conclui que "antes um cachorro vivo do que um leão morto", e que Douglas, se não era um leão morto, estava enjaulado e desdentado.3

A passagem mais conhecida do discurso é:

"Uma casa dividida contra si mesma não pode permanecer". Eu acredito que este governo não pode suportar, permanentemente, ser metade escravo e metade livre. Eu não espero a divisão da União - Eu não espero ver a casa cair - mas espero que ela deixe de ser dividida. Ela terá que se tornar toda uma coisa ou outra.
Ou os adversários da escravidão irão deter a propagação da mesma, e a opinião pública deve repousar na crença de que deva ser extinta definitivamente, ou seus defensores irão estendê-la adiante, até que ela se torne legal em todos os Estados, velhos ou novos - Norte como no Sul.
Abe Lincoln, 1858.4

Mais adiante, Lincoln adverte: "Se desde o primeiro momento conseguimos determinar onde nos encontramos e aonde nos dirigimos, poderemos julgar muito melhor o que temos de fazer e como fazê-lo".5

A preleção ataca frontalmente duas decisões que foram habilmente adiadas para depois das eleições presidencias que conduziram James Buchanan à presidência: o Ato de Kansas-Nebraska (ali chamado de "Ato de Nebraska", somente) e a Decisão Dred Scott; no primeiro caso, o congresso limitara o poder de decisão sobre a escravatura nos Territórios Federais; no segundo, a Suprema Corte decidira, dentre outras coisas, que um escravo jamais obteria a cidadania, e que o Congresso não poderia decidir sobre o fim da escravidão em nenhum Estado ou Território. Segundo Lincoln, a construção legal criada por ambos diplomas criou uma situação em que, dentro de pouco tempo, todos os Estados Unidos seriam escravocratas: "Vamos então dormir sobre a mentira e agradavelmente sonhar que o povo do Missouri está prestes a tornar o seu Estado libertário, e vamos em vez disso acordar para a realidade, onde a Suprema Corte fez de Illinois um estado escravocrata." - disse.3


Notas e referências

  1. Tradução de João Ferreira de Almeida
  2. Livre tradução para: "A nation divided against itself cannot stand"
  3. a b Vide a íntegra do discurso, no link para o Wikisource (em português)
  4. Livre tradução para: ""A house divided against itself cannot stand." I believe this government cannot endure, permanently, half slave and half free. I do not expect the Union to be dissolved — I do not expect the house to fall — but I do expect it will cease to be divided. It will become all one thing or all the other.
    Either the opponents of slavery will arrest the further spread of it, and place it where the public mind shall rest in the belief that it is in the course of ultimate extinction; or its advocates will push it forward, till it shall become alike lawful in all the States, old as well as new — North as well as South.
    "
  5. Passagem citada em: Cândido Teobaldo de Souza Andrade. Para entender relações públicas. 4ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 2005. ISBN 85-15-00832-7

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikisource
O Wikisource contém fontes primárias relacionadas com Discurso da Casa Dividida