Lincoln Memorial

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lincoln Memorial
Registro Nacional de Lugares Históricos
Memorial Nacional dos EUA
Localização: West Potomac Park,
 Distrito de Colúmbia
 Estados Unidos
Superfície: 0,43 m²
Construído/Fundado: 30 de maio de 1922 (92 anos)
Arquiteto: Henry Bacon (arquiteto)
Daniel Chester French (escultor)
Estilo(s): Neogrega
Visitas: 3 639 000 (em 2005)
Administração: Serviço Nacional de Parques
Adicionado ao NRHP: 15 de outubro de 1966 (47 anos)
Registro NRHP: 66000030

O Lincoln Memorial é um monumento localizado em Washington D.C., Estados Unidos, em homenagem ao 16º presidente estadunidense Abraham Lincoln. O monumento foi concluído em 1922 e arquitetado por Henry Bacon[1] ; o escultor foi Daniel Chester French e o pintor dos murais internos foi Jules Guerin. Está aberto para visitação pública 24 horas por dia, e recebe cerca de 6 milhões de visitantes por ano.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Após o assassinato de Lincoln, muitas foram as propostas para a construção de um monumento nacional em honra ao 16º presidente. Em 1868, uma estátua de Lincoln já havia sido inaugurada nas imediações da Prefeitura de Washington. Em 1867, o Congresso aprovou a abertura de um concurso para o monumento a Lincoln. O escultor Clark Mills foi o vencedor. Mills então planejou uma estrutura de 21 metros de altura, adornada por seis estátuas equestres e encimada por um estátua de 3 metros de Abraham Lincoln. A execução do projeto não foi apoiada o suficiente e a ideia permaneceu inerte até o século XX.

Décadas após, Shelby Cullom, senador do Illinois, levou ao Congresso seis propostas para que fosse formada uma nova comissão para o monumento. As cinco primeiras propostas enfrentaram oposição dos líderes da Câmara, principalmente de Joe Cannon, Speaker da Câmara. A sexta proposta, apresentada em 1910, foi finalmente aprovada. A comissão para o Memorial Lincoln reuniu-se no ano seguinte, sob a liderança do ex-presidente William H. Taft. Em 1913, o Congresso aprovou a escolha do local e os projetos para o monumento.

O projeto de Henry Bacon, inspirado num templo grego, foi considerado muito opulento para homenagear um líder que prezava pela humildade. Porém não foi somente o projeto que enfrentou oposição; o local escolhido, na extremidade norte do West Potomac Park, foi considerado muito pantanoso e um tanto afastado dos outros memoriais. A comissão, no entanto, reforçou a ideia de erguer o memorial no eixo paisagístico já formado pelo Monumento a Washington e pelo National Mall.[3] O Congresso aprovou a medida para a construção do memorial com 300.000 dólares de verba.

Em 12 de fevereiro de 1914, na fase inicial das obras, o presidente Warren G. Harding liderou a cerimônia de dedicação do terreno. A obra prosseguiu nos próximos 9 anos. Foram feitas algumas alterações a começar pela estátua de Lincoln no interior do monumento, que foi replanejada para 5 metros de altura. Mas, apesar destas alterações as obras foram concluídas a tempo. O Lincoln Memorial foi inaugurado oficialmente em 30 de maio de 1922, na presença de Robert Todd Lincoln, filho de Lincoln.

Em 28 de agosto de 1963, o Memorial Lincoln foi o local de culminância da Marcha sobre Washington, um dos maiores comícios políticos da história americana. O líder batista Martin Luther King Jr, com seu memorável discurso I Have a Dream, foi ouvido por pouco mais de 250.000 pessoas aglomeradas nas escadarias do memorial. Posteriormente, dada a repercussão do evento, um piso foi colocado sobre o local onde estava Martin Luther King. Em agosto de 1983, uma multidão reuniu-se novamente no Memorial em comemoração ao 20º aniversário da Marcha sobre Washington.

O local já teve a sua cota de eventos incomuns. Em 9 de maio de 1970, o presidente Richard Nixon teve um notável improviso, em uma breve reunião com os manifestantes que se preparam para março contra a Guerra do Vietnam . Em 27 de novembro de 2006, o monumento foi parcialmente fechado quando um líquido suspeito foi encontrado em uma casa de banho. Também foi encontrada uma "ameaça atrás das letras", de acordo com as autoridades.[4] [5]

A estátua[editar | editar código-fonte]

IN THIS TEMPLE
AS IN THE HEARTS OF THE PEOPLE
FOR WHOM HE SAVED THE UNION
THE MEMORY OF ABRAHAM LINCOLN
IS ENSHRINED FOREVER

NESTE TEMPLO
COMO NOS CORAÇÕES DO POVO
PARA QUEM SALVOU A UNIÃO
A MEMÓRIA DE ABRAHAM LINCOLN
É CONSERVADA PARA SEMPRE
Epitáfio do Memorial Lincoln
A estátua de Lincoln no interior do Memorial.

A estátua de Lincoln está localizada numa das três câmaras do interior do memorial. Foi esculpida pela firma Piccirilli Brothers (que também trabalharam na Biblioteca Pública e na Bolsa de Valores de Nova Iorque), através do projeto de Daniel Chester French em mármore branco da Geórgia. O pedestal, sobre o qual ergue-se a estátua é de mármore do Tennessee.[3]

A estátua de Lincoln apresenta uma feição reflexiva, sentada sobre um trono e com as vestes do homenageado, porém foram adicionados adornos semelhantes aos antigos memoriais romanos. O rosto de Lincoln está voltado diretamente para quem adentra a câmara, causando a impressão de que está a observar todo o National Mall. Logo acima da estátua, está um epitáfio cravado no mármore, que diz:

"Neste templo, como nos corações do povo, para quem salvou a União, a memória de Abraham Lincoln é conservada para sempre."[6]

Lendas urbanas[editar | editar código-fonte]

Vista aérea do Lincoln Memorial.

Há uma série de lendas urbanas associadas ao memorial. Uma lenda popular é que Lincoln é mostrado usando a linguagem de surdos para representar suas iniciais, com sua mão esquerda moldada para formar um "A" e sua mão direita para formar um "L". O National Park Service nega as histórias. O historiador Gerald Prokopowicz escreve que, enquanto não é claro que escultor Daniel Chester French tenha feito as mãos destinadas a ser formar em assinar versões linguísticas da sua sigla, é possível que a intenção do francês , uma vez que ele estava familiarizado com a American Sign Language, e ele teria tido uma razão para o fazer, ou seja, para prestar homenagem a Lincoln por ter assinado a lei federal, dando a uma Universidade para surdos, a autoridade para conceder graus.

Na cultura popular[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bacon, Henry (1866-1924). Página visitada em 4 de outubro de 2013.
  2. Annual Park Visitation Report for Lincoln Memorial. Página visitada em 3 de outubro de 2013.
  3. a b N.R.H.P Nomination
  4. Lincoln Memorial Closed Briefly. The Washington Post (27/11/2006). Página visitada em 4 de outubro de 2013.
  5. Lincoln Memorial closed during scare. Boston.com (28/11/2006). Página visitada em 4 de outubro de 2013.
  6. Lincoln Memorial. About.com. Página visitada em 3 de outubro de 2013.
  7. "The Simpsons: Mr. Lisa Goes to Washington". IMDb. Página visitada em 6 de outubro de 2013.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Lincoln Memorial
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lincoln Memorial
Ícone de esboço Este artigo sobre Registro Nacional de Lugares Históricos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.