Emil Wiechert

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Emil Wiechert
Física e sismologia
Nacionalidade Alemanha Alemão
Nascimento 26 de dezembro de 1861
Local Sovetsk
Morte 19 de março de 1928 (66 anos)
Local Göttingen
Atividade
Campo(s) Física e sismologia
Instituições Universidade de Göttingen
Alma mater Universidade de Königsberg
Conhecido(a) por Descontinuidade de Wiechert-Gutenberg

Johann Emil Wiechert (Sovetsk, 26 de dezembro de 1861Göttingen, 19 de março de 1928) foi um físico e sismologista alemão.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Formado em física pela Universidade de Königsberg, onde doutorou-se em 1889 e um ano depois ficou com habilitação para ensinar na Universidade.

Suas publicações durante a permanência em Königsberg foram voltadas principalmente para a estrutura física dos materiais, investigações experimentais sobre raios catódicos e sobre a natureza da eletricidade. Descobriu o elétron aproximadamente ao mesmo tempo que Joseph John Thomson (no entanto foi este que recebeu o Nobel de Física de 1906, pela descoberta do elétron). Em uma palestra em abril de 1896 perante a Königsberger Physikalisch-Ökonomische Gesellschaft referiu-se à existência de uma partícula, cuja massa deveria ser muito menor que a massa do átomo de hidrogênio. Em 7 de janeiro de 1897 relatou perante a mesma sociedade ter provado experimentalmente ser a massa de tal partícula 2 mil a 4 mil vezes menor que a do átomo de hidrogênio. Em setembro de 1897 apontou um valor mais exato: a massa da partícula é aproximadamente 1/(1500 ± 500) da massa do átomo de hidrogênio (seu valor atual é 1/1838). A palestra de Thomson perante a Royal Society ocorreu em 30 de abril de 1897.

Após habilitar-se foi assistente de Paul Volkmann na Universidade de Königsberg, onde permaneceu até 1897, quando iniciou a trabalhar na Universidade de Göttingen. Foi inicialmente assistente de Woldemar Voigt, e em 1898 foi denominado professor de geofísica e diretor do Laboratório de Geofísica da Universidade de Göttingen. Em 1902 construiu um sismógrafo, atualmente o mais antigo ainda em operação.

Por sugestão de Wiechert foi fundada em 1922 a atual Sociedade Geofísica Alemã, da qual foi o primeiro presidente. A sociedade concede a Medalha Emil Wiechert.

Emil Wiechert é considerado o mais significativo sismólogo alemão. No lado oculto da lua uma cratera foi batizada com seu nome. A descontinuidade que separa o Manto do Núcleo terrestres é chamada, em sua homenagem (e do seu colega sismólogo alemão Beno Gutenberg) de descontinuidade de Wiechert-Gutenberg.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Wilfried Schröder: Emil Wiechert: Physiker - Geophysiker - Wissenschaftsorganisator. Bremen-Roennebeck: History Commission of the German Geophysical Society 2000 (Mitteilungen des Arbeitskreises Geschichte der Geophysik; Jg. 19, H. 1/2)
  • Zum Gedenken Emil Wiecherts anlässlich der 100 Wiederkehr seines Geburtstages. Berlin: Akademie-Verlag 1962 (Veröffentlichungen des Institutes für Bodendynamik und Erdbebenforschung in Jena; H. 72)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]