Estação Vicente de Carvalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vicente de Carvalho
Estação Vicente de Carvalho do Metrô Rio
Uso Atual Metrô Estação de Metrô
Administração Metrorioicon.png Metrô Rio
Linha 2green.png Linha 2
Sigla VCV
Posição Superfície
Plataformas Laterais
Movimento em 2011 26.000[1]
Serviços Escada rolante Restaurante
Informações da via
Bitola Bitola larga (1600 mm) eletrificada
Alimentação 3° trilho (750Vcc)
Informações históricas
Inauguração 25 de setembro de 1996 (18 anos)
Localização
Vicente de Carvalho está localizado em: Rio de Janeiro (cidade) - Leste
Vicente de Carvalho
Localização da Estação Vicente de Carvalho
22° 51' 15" S 43° 18' 47" O
Município Bandeira da cidade do Rio de Janeiro.svg Rio de Janeiro
Próxima estação
Sentido Pavuna Sentido Estácio/Botafogo
Irajá Thomaz Coelho
Vicente de Carvalho

Estação Vicente de Carvalho é uma estação de metrô do Rio de Janeiro inaugurada em 1996. A estação se localiza no mesmo local da antiga estação de trem da Estrada de Ferro Rio D'Ouro, aberta em 1883, sendo demolida para a construção da estação do Metrô. A estação e o bairro levam o nome de um antigo fazendeiro local, embora seja frequentemente confundido com o poeta Vicente de Carvalho.[2]

A proximidade com o Carioca Shopping e com uma unidade do Supermercado Atacadão garantem o público da estação. além de ser integração com o a Estação Vicente de Carvalho do BRT TransCarioca.

Origem do nome da estação[editar | editar código-fonte]

Por se localizar em uma área central do bairro (perto do Largo de Vicente de Carvalho e da Estação do BRT) recebendo o nome do bairro. Vicente de Carvalho foi um antigo fazendeiro local. Muitas pessoas confundem a homenagem feita ao poeta paulista Vicente de Carvalho.[3]

Acessos[editar | editar código-fonte]

A estação conta com 2 acesos, Estrada Vicente de Carvalho e Largo Vicente de Carvalho.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Estação Vicente de Carvalho

Referências

  1. http://www.metrorio.com.br/estacoes_linha2_vicente.htm
  2. [1], "A história dos trilhos" (2004), de Raimundo Albuquerque Macedo; página visitada em 27 de dezembro de 2011.
  3. Raimundo de Albuquerque Macedo (Maio de 2004). Os Trens Suburbanos do Rio de Janeirosnas décadas de 50 e 60 A História nos Trilhos. Visitado em 23/07/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.