Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Faculdade de Medicina da UFRGS
Famed
Faculdade de Medicina - UFRGS.jpg
Universidade UFRGS
Fundação 25 de julho de 1898 (115 anos)
Tipo de Instituição Faculdade de Medicina
Localização Porto Alegre , RS  Brasil
Campus Campus Centro
Site www.famed.ufrgs.br

A Faculdade de Medicina (Famed) é uma das unidades de ensino da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que funciona junto ao Hospital de Clínicas de Porto Alegre desde 1974.

História[editar | editar código-fonte]

Fundada em 1898, foi a terceira faculdade de medicina a ser criada no Brasil, depois da Faculdade de Medicina da Bahia e da Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, resultando da união da Escola Livre de Farmácia e Química Industrial e do Curso de Partos da Santa Casa.

Foi fundada pelos visionários médicos Eduardo Sarmento Leite e Protásio Antônio Alves, ambos formados pela Faculdade de Medicina do Rio de Janeiro.

A primeira mulheres formada pela Faculdade foi Alice Hess Maeffer, que abandonou a profissão ao casar-se, por exigência do marido.[1] A primeira a efetivamente exercer a profissão foi Noemy Valle Rocha que ingressou em 1912 e formou-se em 19 de dezembro de 1917, começando imediatamente a trabalhar com clínica geral, obstetrícia e ginecologia; ela teria sido também uma das primeiras mulheres gaúchas a dirigir um automóvel; se aposentou em 1968 e faleceu em 1978, tendo sido homenageada com seu nome uma rua de Porto Alegre.[1]

Prédio[editar | editar código-fonte]

O prédio em 1913.

Conta a tradição que o terreno para a construção da Faculdade Livre de Medicina, na rua Sarmento Leite 320, foi doado pela Intendência Municipal logo após preces feitas a São José por dona Adelaide, esposa do Dr. Sarmento Leite, que recebeu esta incumbência de seu marido em 1911.

Com projeto de Theodor Wiederspahn, um insigne arquiteto teuto-brasileiro ativo em Porto Alegre, autor de diversos dos prédios históricos mais importantes da cidade, as obras iniciaram em 1912 onde era o antigo Circo de Touradas, sendo interrompidas logo após, em 1914, por conta da eclosão da I Guerra Mundial.

Os trabalhos foram retomados em 1919, durando até 1924, com o projeto original muito modificado pelo engenheiro Pedro Paulo Scheunemann (Fernando Corona relata que foi Augusto Sartori), que incluiu um grande volume semicircular na esquina, e substituiu as estátuas que deveriam adornar a platibanda da esquina por jarros ornamentais, depois removidos, e as grandes cúpulas de bronze que deveriam cobrir os blocos em projeção, por telhado comum oculto por uma platibanda e os atuais frontões. Foram realizados acréscimos em 1937 na ala direita, que sofreu novas reformas em 1952, e em 1955 a ala esquerda também foi aumentada, para completar o vasto edifício que hoje vemos, de impressionante presença e decoração rica e variada, que atrai a atenção por seu efeito plástico bastante dinâmico.

De estilo eclético com forte influência neo-barroca, destacam-se na sua fachada o bloco de entrada, como enormes pilastras jônicas, as aberturas com sacada e balaustrada, a cornija saliente com platibanda acima, e o grande frontão profusamente decorado com o brasão da República, volutas e outros arabescos esculpidos. Outros frontões menores coroam os blocos secundários do prédio, que tem diversos volumes em projeção, colunas e revestimento simulando pedras rústicas.

A Universidade está angariando fundos para a restauração da antida edificação, que faz parte do conjunto de Prédios Históricos da UFRGS.

Atualidade[editar | editar código-fonte]

A Famed é responsável pelos cursos de Medicina e Nutrição da UFRGS, possuindo ainda 10 cursos de pós-graduação e três de especialização (Saúde Pública, Medicina do Trabalho e Saúde e Trabalho).

Em outubro de 2007, a Famed deixou de utilizar animais de rua para o ensino de procedimentos médicos como suturas, incisões e punções, e passou a utilizar o Laboratório de Técnica Operatória e Habilidades Cirúrgicas para as aulas práticas de técnica operatória com simuladores plásticos e sangue artificial.

Possui parceria com a Fundação Médica do Rio Grande do Sul e o Programa de Educação Médica Continuada.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Abaixo estão as principais datas que representam a história da faculdade desde sua fundação:

  • 25 de julho de 1898: Fundação da faculdade
  • 15 de março de 1899: Abertura do curso
  • 30 de abril de 1900: Aquisição dos primeiros prédios nas ruas Gen. Vitorino e Travessa 2 de fevereiro.
  • 1º de setembro de 1900: Reconhecimento do curso (Decreto n° 3758)
  • 30 de dezembro de 1904: Formatura da primeira turma de médicos
  • 5 de julho de 1906: Primeiro concurso para Professores (Concurso do Professor João B. Marques Pereira)
  • 25 de julho de 1909: Inauguração do Instituto Anatômico
  • 1º de setembro de 1910: Inauguração do Instituto Pasteur
  • 25 de julho de 1911: Inauguração do Instituto Oswaldo Cruz (Laboratório Central das Clínicas)
  • 20 de setembro de 1911: Lançamento da pedra fundamental do edifício da Faculdade de Medicina na Campo da Redenção
  • 1º de janeiro de 1912: Reforma dos estatutos em decorrência da Lei Rivadávia
  • 1º de março de 1916: Nova equiparação da Faculdade em virtude da Lei Maximiliano
  • 31 de março de 1924: Inauguração do prédio da Faculdade no Campo da Redenção
  • 17 de outubro de 1931: Federalização da Faculdade de Medicina
  • 10 de março de 1936: Incorporação da Faculdade de Medicina à Universidade de Porto Alegre
  • 25 de julho de 1937: Ampliação do prédio da Faculdade
  • 8 de março de 1940: Doação pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul, do terreno por ele adquirido em 1938, para construção do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • 17 de julho de 1943: Lançamento da pedra fundamental do Hospital de Clínicas de Porto Alegre 9 de outubro de 1947: Início das obras do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • 1952: Criação da Escola de Enfermagem anexa a Faculdade de Medicina (Lei 1254 de 4 de dezembro de 1950) que se tornou unidade independente em 15 de julho de 1968
  • 1958: Criação e implantação do primeiro projeto de residência médica no Rio Grande do Sul e um dos primeiros do Brasil
  • 1960: Criação do Instituto de Microbiologia
  • 1961: Criação do Departamento de Cirurgia, reunindo diversas cátedras, e iniciando a cirurgia cardiovascular no Rio Grande do Sul
  • 2 de abril de 1968: Inauguração oficial do Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • 2 de setembro de 1970: Criação da empresa pública (Lei 5604) para administrar o Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • 1974: Transferência da Direção de Faculdade de Medicina para o Hospital de Clínicas de Porto Alegre
  • 1984: Transferência da sede da Faculdade de Medicina para o 4º andar do antigo prédio do ciclo básico da UFRGS.
  • 1996: Início da construção do novo prédio da Faculdade de Medicina.
  • 25 de julho de 1998: Inauguração do novo prédio da Faculdade de Medicina (Ramiro Barcelos, 2400).
  • 16 de dezembro de 1998: Início das atividades no novo prédio.
  • 29 de julho de 1999: Inauguração da nova Biblioteca FAMED/HCPA

Centro Acadêmico Sarmento Leite (CASL)[editar | editar código-fonte]

O Centro Acadêmico Sarmento Leite é a entidade representativa dos estudantes de medicina da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

Tendo sido fundado em 1912, numa reunião dos acadêmicos de medicina e farmácia. Tem a missão de atender os interesses comuns dos alunos da faculdade e sempre teve representação política. No período da Ditadura militar, se posicionou contra a opressão à qual o povo era submetido.

Foi-lhe dado este nome em homenagem ao fundador da faculdade de Medicina (Famed), o médico e professor catedrático Dr. Eduardo Sarmento Leite.

Referências

  1. a b KAASTRUP, Diva Machado Pereira. A Mulher na Medicina. Porto Alegre: Martins Livreiro, 1983, p.78-80A.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • KUMMER, Lizete Oliveira. A medicina social e a liberdade profissional: os médicos gaúchos na primeira república. Porto Alegre, 2002.