Ferdinand von Hochstetter

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ferdinand von Hochstetter.
Lápide comemorativa do nascimento de Ferdinand von Hochstetter no Speyrer Pfleghof, em Esslingen, casa onde nasceu (hoje o imóvel é a sede da Sektmanufaktur Kessler).
Monumento funerário a Ferdinand Ritter von Hochstetter sobre a sua campa no Wiener Zentralfriedhof (Cemitério Central de Viena).

Christian Gottlob Ferdinand Ritter von Hochstetter (Esslingen am Neckar, 30 de Abril de 1829Viena, 18 de Julho de 1884) foi um geógrafo, geólogo, naturalista e explorador.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi filho do naturalista e pastor luterano Christian Ferdinand Friedrich Hochstetter (1787–1860) e da sua quarta esposa, Sofie Friederike Orth (Heilbronn, 1795 — 1861). Concluiu os seus estudos preparatórios na escola conventual de Maulbronn e formou-se em Teologia e Ciências Naturais na Universidade de Tübingen.

Concluídos os estudos, fixou-se na Áustria, empregando-se no instituto imperial de investigação geológica (o Geologische Reichsanstalt), trabalhando na cartografia geológica das regiões de Böhmerwald, Karlsbader Gebirge, Erzgebirge e na parte ocidental da região basáltica da Boémia (Böhmisches Mittelgebirge). Em 1856 foi nomeado privatdozent da Universidade de Viena.

No ano de 1857 participou em representação da Academia Imperial das Ciências de Viena (Wiener Kaiserlichen Akademie der Wissenschaften) na expedição à volta do Mundo empreendida pela fragata Novara da Marinha Imperial Austríaca. Naquela expedição, que ficou conhecida como a Expedição Novara (Novara-Expedition), foi até à Nova Zelândia, realizando no percurso importantes observações geológicas e biológicas.

Permaneceu na Nova Zelândia até 1860, realizando um dos primeiros levantamentos geológicos e cartográficos daquele território, daíresultando a primeira carta geológica do país.

Quando regressou à Áustria, em 1860, foi nomeado Professor de Geologia e Mineralogia na Universidade Técnica de Viena. A partir de 1876 foi director do Naturhistorische Hofmuseum in Wien (Museu Natural e Histórico da Corte de Viena, hoje o Naturhistorisches Museum Wien).

Ao longo da sua carreira universitária realizou diversas viagens de exploração: em 1863 pela Suíça e Itália; em 1869 pela parte europeia do Império Otomano; em 1872 pela Rússia e pelos Montes Urais e bacia do rio Ural. Dessas viagens resultou a primeira cartografia geológica dos Balcãs, ao tempo parte do Império Otomano.

Ferdinand von Hochstetter faleceu aos 55 anos de idade, a 18 de Julho de 1884, em Oberdöbling, nos arredores de Viena (actualmente a localidade faz parte da cidade de Viena) e foi sepultado no Wiener Zentralfriedhof (campa do grupo 14 A, n.º 41).

Em sua honra foi dado o nome de Hochstetter Peak (Pico Hochstetter, 2822 m) a um dos picos dos Alpes Neozelandeses. Recebeu igual honra na Gronelândia, onde um fiorde se chama Hochstetter-Fjord. No campo da taxonomia o seu nome é lembrado no nome de várias espécies, entre as quais Porphyrio hochstetteri (o takahe), Paryphanta hochstetteri (um caracol carnívoro) e Leiopelma hochstetteri (uma rã da família Leiopelmatidae, endémica da Nova Zelândia).

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • Neuseeland. Stuttgart 1863
  • Geologisch-topographischer Atlas von Neuseeland. Gotha 1863
  • Reise der österreichischen Fregatte Novara um die Erde. 3 Bde. Wien (1964–1966)
  • Reise durch Rumelien. In: Mitteilungen der Geographischen Gesellschaft in Wien (1870–1971)
  • Über den Ural. Berlin 1873
  • Asien: seine Zukunftsbahnen und Kohlenschätze. Wien 1876
  • Geologie von Neu-Seeland (1864)
  • Paläontologie von Neu-Seeland (1864)
  • Geologische Beobachtungen auf der Novara-Reise 1857-59 (1866)
  • Geologie des östlischen Theils der europäischen Türkei (1870)
  • Geologische Bilder der Vorwelt und der Jetztwelt (1873)
  • Die Erde nach ihrer Zusammensetzung, ihrem Bau und ihrer Bildung (1875; 3.ª edição 1880)
  • Leitfaden der Mineralogie und Geologie (1876; 19.ª edição por F. Toula e A. Bisching, 1906)

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Hochstetter Ferdinand von. In: Österreichisches Biographisches Lexikon 1815–1950 (ÖBL). Vol. 2, Verlag der Österreichischen Akademie der Wissenschaften, Wien 1959, p. 345.
  • Othmar Kühn: Hochstetter, Ferdinand Ritter von. In: Neue Deutsche Biographie (NDB). Vol. 9, Duncker & Humblot, Berlin 1972, p. 291 f.
  • Günther: Hochstetter, Ferdinand Ritter von. In: Allgemeine Deutsche Biographie (ADB). Vol. 55, Duncker & Humblot, Leipzig 1910, pp. 500–502.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]