Nome botânico

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Em botânica, o nome botânico é o nome único atribuído para cada planta. Dependendo da natureza da planta a ser nomeada, a planta recebe um nome científico (se for uma planta silvestre), ou o nome do cultivar (se for uma planta cultivada), ou um nome de hibrido (se for uma planta híbrida).

Às taxa de plantas silvestres são atribuídas um nome científico segundo os princípios descritos no Código Internacional de Nomenclatura Botânica. Os nomes de plantas cultivadas e as híbridas possuem suas própria regras, que estão descritas no Código Internacional de Nomenclatura de Plantas Cultivadas, que funciona como um complemento da anterior.

O objetivo da nomenclatura botânica é existir um nome inequívoco e universal para cada espécie, para cada táxon e, quando possível, para cada cultivar e cada híbrido.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Judd, W. S. Campbell, C. S. Kellogg, E. A. Stevens, P.F. Donoghue, M. J. 2002. Plant systematics: a phylogenetic approach, Second Edition. Sinauer Axxoc, USA.

Códigos Internacionais de Nomenclatura citados neste artigo[editar | editar código-fonte]

  • Greuter, W. et al. 2000. International Code of Botanical Nomenclature (St. Louis Code). Gantner/Koeltz (conteúdo online aqui)
  • C.D. Brickell et al. 2004. International Code of Nomenclature for Cultivated Plants. (alguns artigos online aqui).
Ícone de esboço Este artigo sobre Botânica é um esboço relacionado ao Projeto Plantas. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.