François Mauriac

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
François Mauriac Medalha Nobel
Nascimento 11 de Outubro de 1885
Bordéus
Morte 1 de Setembro de 1970 (84 anos)
Paris
Nacionalidade França Francês
Prêmios Nobel prize medal.svg Nobel de Literatura (1952)

François Charles Mauriac (Bordéus, 11 de Outubro de 1885Paris, 1º de setembro de 1970) foi um escritor francês.

Foi laureado com o prêmio Nobel de Literatura de 1952, em reconhecimento "à profunda impregnação espiritual e artística com que seus romances penetraram o drama da vida humana". Educado em sua cidade natal, na escola "Des Marianistes" e no liceu Grand-Lebrun, de formação católica, Mauriac refletirá em sua obra a influência de Pascal e Francis Jammes, um conflito trágico entre o amor da religião e as tentações. Sobre ele disse Otto Maria Carpeaux: "Mauriac é um mestre: ninguém negará este título ao autor de numerosos romances tão fascinantes como "Thérèse Desqueyroux" e "Le Noeud de Vipères", que desnudam com força incomparável as almas pecadoras (...) ele é assim "o maior representante do romance psicológico da tradição francesa".

Iniciou sua carreira em 1909, com um livro de poemas ("Les Mains Jointes"). Publicou estudos biográficos e críticos, colaborou também em revistas e jornais franceses, tendo mantido por muitos anos seu "Bloc Notes", coluna publicada inicialmente no jornal "La Table ronde", depois no "Le Figaro", e a partir de 1955 na revista "L'Express". François Mauriac entrou para a Academia Francesa de Letras, em 1933, ocupando a cadeira 22.

Entre suas obras de cunho crítico se encontra um famoso ensaio contra a pena de morte, que levou a uma coleta de assinaturas pelo fim da pena de morte na França, após a Segunda Guerra Mundial. Albert Camus, entre outros, participaram assinando a petição.

Obras[editar | editar código-fonte]

Romance[editar | editar código-fonte]

  • La Robe prétexte, 1914
  • Le Baiser aux lépreux ("O Beijo no Leproso"), 1922
  • Genitrix, 1923
  • Le Désert de l'amour, 1924 (Grande prêmio de romance da Academia francesa)
  • Thérèse Desqueyroux, 1927
  • Ce qui était perdu, 1930
  • Le Nœud de vipères ("O Ninho de Víboras"), 1932
  • Le Mystère Frontenac, 1933
  • La Fin de la nuit, 1935
  • La Pharisienne, 1941
  • Le Sagouin, 1951
  • L'Agneau, 1954]
  • Un adolescent d'autrefois, 1969
  • Mémoires intérieurs, 1985

Teatro[editar | editar código-fonte]

  • Asmodée, 1938
  • Les Mal Aimés, 1945
  • Passage du malin, 1948
  • Le Feu sur terre, 1951

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre François Mauriac
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: François Mauriac


Precedido por
Pär Lagerkvist
Nobel de Literatura
1952
Sucedido por
Winston Churchill


Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

]