Giù la testa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Giù la testa
Aguenta-te, Canalha (PT)
Quando Explode a Vingança
Era uma vez a Revolução
 (BR)
 Itália
1971 • Cor • 157 min 
Direção Sergio Leone
Produção Claudio Mancini
Fulvio Morsella
Ugo Tucci
Roteiro Luciano Vincenzoni
Sergio Leone
Sergio Donati
Elenco James Coburn
Rod Steiger
Género Faroeste
Idioma Italiano
Música Ennio Morricone
Direção de fotografia Giuseppe Ruzzolini
Figurino Franco Carretti
Edição Nuno Baragli
Lançamento 1971
Cronologia
Último
Último
C'era una volta il West
Era uma vez na América
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Giù la testa (em inglês: A Fistful of Dynamite, Duck, You Sucker ou Once Upon a Time… the Revolution; br: Quando Explode a Vingança ou Era uma vez a Revolução / pt: Aguenta-te, Canalha) é um filme italiano de 1971, do gênero western, dirigido por Sergio Leone.[1]

É o segundo filme da trilogia Era uma vez… do diretor: o primeiro foi C'era una volta il West (br: Era uma vez no Oeste), e o último, Once Upon a Time in America (br: Era uma vez na América). É também o último western de Leone.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

É a história de dois homens, do bandido mexicano Juan Miranda e o revolucionário irlandês Sean Mallory, que se encontram durante a turbulenta Revolução Mexicana. Juan, ao descobrir que Sean é um perito em explosivos, tenta convencê-lo a usar seus conhecimentos num roubo a um grande banco em Mesa Verde. O irlandês, no entanto, atormentado pelo passado, passa a se interessar cada vez mais pela causa dos revolucionários mexicanos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

  • James Coburn - John (Sean) H. Mallory
  • Rod Steiger - Juan Miranda
  • Romolo Valli - Dr. Villega
  • Antoine Saint-John - Gutierez/Cel. Günther Reza
  • Rik Battaglia - Santerna (como Rick Battaglia)
  • Franco Graziosi - General/Governador Huerta

Produção[editar | editar código-fonte]

Leone não queria dirigir o filme. Peter Bogdanovich foi sondado. Seu próprio assistente, Giancarlo Santi, foi rejeitado por Coburn e Steiger. Alguns fãs creditam a essa indefinição o fato do filme ter duas partes distintas (dois filmes em um, conforme dizem): a primeira, mais humorística; e a segunda, séria. Há uma referência ao I.R.A., aparecendo a sigla em uma bandeira na mala do irlandês. É apontado como um erro histórico do filme, pois essa entidade foi fundada em 1919, depois do término da revolução mexicana. A sigla correta deveria ser "I.R.B." (Irish Republican Brotherhood). Outros erros anotados pelos especialistas: uma das metralhadoras usadas é a alemã MG 42, introduzida apenas na Segunda Guerra Mundial; o general Huerta atira com uma pistola Browning HP, lançada em 1935; a motocicleta do irlandês é um modelo de 1928.

Referências

  1. Spaghetti-western.net: Giù la testa Spaghetti Western Data Base. Visitado em 12 de abril de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]