Gramado Sul (Casa Branca)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Marine One decolando do Gramado Sul.

O Gramado Sul (em inglês: South Lawn) ou Jardim Sul é o jardim em torno da fachada sul da Casa Branca, sendo uma das vistas mais famosas da residência ianque. O Jardim Sul proporcionava uma vista do National Mall e do Jefferson Memorial e era aberto ao público até a Segunda Guerra Mundial. Hoje é reservado a cerimônias de estado.

Gramado Sul em 1904.
Gramado Sul no Inverno.

Gramado[editar | editar código-fonte]

Quando a Casa Branca ocupou primeiramente este local em 1800, o Jardim Sul era um prado que descendia de um pântano.[1] Thomas Jefferson concluiu o Jardim Sul acrescentando pequenas colinas de grama natural com a ajuda do arquiteto Benjamin Henry Latrobe. Jefferson também executou um arco triunfal na entrada sudoeste da Casa Branca.[2]

Anteriormente, Pierre-Charles L'Enfant planejou para a cidade de Washington em 1793 um jardins naquele pântano. Mais tarde, em 1850, o paisagista Andrew Jackson Davis tentou amenizar a geometria do plano de L'Enfant incorporando um contorno semicircular sul e trilhas sinuosas[3] . As mudanças de Andrew Jackson incluiam a ampliação do Gramado Sul criando um grande gramado circular que ele chamou President's Park e também a inclusão de mais arbustos e árvores[4] . Durante a administração de Ulysses S. Grant a área pantanosa foi drenada e o Gramado Sul recebeu mais de 8 a 10 pés de altura.

Ainda no governo de Rutherford B. Hayes e até o governo de Grover Cleveland, o Corpo de Engenharia do Exército dos Estados Unidos foi engarregado de solucionar de vez os problemas de drenagem no Gramado Sul, reduzindo a área circular e criando a forma que ele apresenta até hoje.

Theodore Roosevelt que iniciou a reforma da Casa Branca em 1902, foi influenciado a remover as estufas vitorianas e construiu a Colunata Oeste e posteriormente a Ala Oeste.

Em 1934, o presidente Franklin Delano Roosevelt recomendou mudanças para Frederick Law Olmsted, Jr. Olmsted compreendeu a necessidade de privacidade aos presidentes e suas famílias. O plano de Olmsted apresentou o estilo que se mantém até hoje: o plantio de árvores e arbustos nas laterais para permitir maior privacidade ao presidente[5] . O gramado é tradicionalmente plantado com a espécie Festuca arundinacea.

Jardins e outras instalações[editar | editar código-fonte]

No Gramado Sul existem dois jardins cerimoniais da Casa Branca: o Jardim Jacqueline Kennedy e o Rose Garden, este último em frente ao Salão Oval. O Gramado Sul também abriga uma piscina, um mini campo de Golfe, um quadra de Tênis e um playground, além de uma quadra de Basquete.

Referências

  1. Seale, William.. 'The White House Garden.'. [S.l.]: White House Historical Association, 1996. pp. 22 p. ISBN 0-912308-69-9
  2. McEwan, Barbara.. 'White House Landscapes.'. [S.l.]: Walker and Company, 1992. pp. 142–143 p. ISBN 0-98027-1192-8
  3. Seale, William.. 'The White House Garden.'. [S.l.]: White House Historical Association, 1996. pp. 101–102 p. ISBN 0-912308-69-9
  4. McEwan, Barbara.. 'White House Landscapes.'. [S.l.]: Walker and Company, 1992. pp. 151, 162 p. ISBN 0-98027-1192-8
  5. McEwan, Barbara.. 'White House Landscapes.'. [S.l.]: Walker and Company, 1992. p. 107 p. ISBN 0-98027-1192-8

Ver também[editar | editar código-fonte]