Guy Mardel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Guy Mardel, nome verdadeiro: Mardochée Elkoubi, (Orão, 30 de junho de 1944-) é um compositor e cantor francês.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Guy Mardel, de nome verdadeiro: Mardochée Elkoubi, nasceu em 30 de junho de 1944 em Orão. Os seus primeiros anos de vida passou-os na Argélia onde ele obtém o primeiro prémio de piano no conservatório de Orão. Foi para França em 1959, como outros Pieds-noirs, ele seguiu um bom percurso escolar que o levou à Faculdade de Direito. Nessa época, já demonstrava interesse pela canção, mas não teve sucesso.

Após de se ter estreado numa orquestra de jazz, Guy Mardel tornou-se famoso em 1965 com a canção "N´avoue jamais". Com este título que ele assina a música e com letra de Françoise Dorin, ele participou no Festival Eurovisão da Canção 1965 pela França e classificou-se em 3.º lugar, num certame que teve lugar em Nápoles da 20 de março de 1965.

Infelizmente para ele, não conseguiu manter o sucesso, apesar de gravar vários discos. Tentou a sua sorte no estrangeiro: Espanha; Brasil; Japão, etc. De regresso a França,divide o seu tempo entre a produção e a gravação de vários singles. Em 1977, criou a editora/Gravadora MM Records, distribuída pela Phonogram.

Mardel casou em 1966 e vive atualmente em Jerusalém.

Discografia[editar | editar código-fonte]

Discos de 45 rotações[editar | editar código-fonte]

  • C'est mon bilan d'amour (1963)
  • Si tu n'y crois pas - Je t'ai crue trop vite (1964)
  • N'avoue jamais - Songe songe (1965)
  • Je voudrais l'oublier - Entre les deux (1965)
  • Monsieur Plum / Toi et moi (1966)
  • C'est une larme / Quand on est jeune (1967)
  • Qui n'aime pas les filles / Kitty (1968)
  • C'est la Primavera / Le temps d'aimer (1973)
  • Un arc et des flèches / On ne met pas l’amour dans sa valise (1974)
  • Ma femme / De quoi demain sera-t-il fait ? (1977)
  • Gueule d'ange / Paradiso (1979)
  • Brésillienne / Paradiso (1985)
  • Entre nous / Prends le temps (1986)

Álbuns (discos de 33 rotações)[editar | editar código-fonte]

  • N´avoue jamais (1965)
  • Guy Mardel (1967)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Rachel
comLe chant de Mallory
França no Festival Eurovisão da Canção
Festival Eurovisão da Canção 1965
Sucedido por
Dominique Walter
comChez nous