João Pedro Pais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde Julho de 2008). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
João Pedro Pais
Informação geral
Nascimento 20 de Setembro de 1971 (43 anos)
País  Portugal
Gênero(s) Popular
Instrumento(s) Vocal, Guitarra
Período em atividade 1996–presente
Página oficial www.joaopedropais.com

João Pedro Pais (20 de Setembro de 1971)[carece de fontes?] é um cantor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu no dia 20 de Setembro de 1971, em Lisboa.[carece de fontes?]

João Pedro Pais tornou-se conhecido ao participar no programa televisivo Chuva de Estrelas, na SIC, onde obteve o segundo lugar interpretando a canção "Ao Passar Um Navio", dos Delfins.[carece de fontes?]

O seu primeiro disco, Segredos, foi editado em 1997.[1]

Em 1999 gravou o álbum Outra Vez[1] que atingiu o galardão de disco de platina.[carece de fontes?]

O disco Falar Por Sinais, editado em 2001,[1] vendeu cerca de 70 mil unidades.[carece de fontes?]

Em 2004, o quarto álbum, Tudo Bem,[1] foi mais um grande sucesso de vendas e confirmou-o definitivamente como um dos mais bem sucedidos novos músicos portugueses.[carece de fontes?]

Em 2003 foi convidado para fazer a 1ª parte da digressão ibérica de Bryan Adams, com espectáculos em Barcelona, Madrid, Lisboa, Porto e Guimarães. Em 2005 o cantor canadiano voltou a convidar o músico para fazer a primeira parte dos seus três concertos em Portugal.[carece de fontes?]

Em 2006 grava, em conjunto com Mafalda Veiga, o álbum Lado A Lado[1] que leva os dois músicos em digressão.[carece de fontes?]

Em 2008 regressa aos discos de inéditos com o álbum A Palma e a Mão.[1]

Em 2010 grava o seu 1º trabalho no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, denominado O Coliseu.[carece de fontes?]

O sexto álbum de originais de João Pedro Pais chama-se “Desassossego" e chega às lojas a 10 de dezembro de 2012. O músico português volta a tomar as rédeas na escrita das dez novas canções. "Desassossego" foi produzido por João Martins Sela e misturado por Adam Kasper, nome na cena musical de Seattle, tendo já trabalhado com outros artistas, como Eddie Vedder, Pearl Jam ou Foo Fighters. No disco, João Pedro Pais conta com a participação de Mónica Ferraz e de Carlos Nobre (Pacman), Mário Delgado, Alexandre Frazão, entre outros.

O 1º single do album "Desassossego" é lançado e tem o nome de "Havemos De Lá Chegar" O videoclip de “Havemos de lá chegar” foi produzido pela Zoe Films Europe e realizado por Miguel Correia.

O 2º single do album "Desassossego" é lançado e tem o nome de "Isto Do Amor".



Discografia[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Prémios[editar | editar código-fonte]

  • Em 2001, recebeu dois Globos de Ouro: um na categoria de para "Melhor Interprete Individual" e outro para "Melhor Canção", pela sua canção "Não há".[2]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Até 2008, assinou a letra e a música em todas as canções incluídas nos seus álbuns a solo com um única excepção: "Bellevue" uma versão do tema dos GNR incluída no trabalho de estreia Segredos.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um cantor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.