John Hersey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
John Hersey
John Hersey, 1958, fotografia de Carl van Vechten
Data de nascimento 17 de Junho de 1914 (100 anos)
Local de nascimento Tianjin,  China
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Data de morte 24 de março de 1993 (78 anos)
Local de morte Key West, Flórida
Gênero(s) Não-ficção, ensaísta, jornalista e Ficção
Ocupação jornalista, escritor, professor
Prêmios Pulitzer por "A Bell for Adano"

John Richard Hersey (Tientsin, China, 17 de junho de 1914  — Key West, 24 de março de 1993) foi um escritor e jornalista norte-americano.

Infância e juventude[editar | editar código-fonte]

Nascido em Tientsin, China, filho dos missionários Roscoe e Grace Baird Hersey, a sua família voltou aos Estados Unidos quando ele tinha dez anos. Hersey freqüentou a Hotchkiss School, logo após Universidade Yale e pós-graduação como um Mellon Fellow em Cambridge. Ele obteve um trabalho de verão como um secretário para Sinclair Lewis pelo verão de 1937, e, neste outono, começou a trabalhar na Time. Dois anos depois ele foi transferido para Time's Chungking bureau.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Durante a Segunda Guerra Mundial, ele cobriu ambas as guerras da Europa (Sicilia) e Ásia (Batalha de Guadalcanal), escrevendo artigos para Time, Life, e The New Yorker. As escritas dele durante este tempo incluíram "Men on Bataan", "Into the Valley", e "A Bell for Adano".

Seu trabalho mais notável foi Hiroshima, uma história para o The New Yorker sobre os efeitos da bomba atômica derrubados naquela cidade japonesa no dia 6 de agosto de 1945. O artigo que conta a história de seis vítimas do bombardeio transformou-se depois em um livro.

Ele também escreveu o romance The Wall (1950) que dá um gráfico informativo do nascimento, desenvolvimento e destruição do Gueto de Varsóvia, o maior gueto judeu estabelecido pela Alemanha Nazista durante o Holocausto.

Seu artigo sobre a estagnação de leitores de escola secundária em uma edição de 1954 da Time foi a inspiração para The Cat in the Hat. Hersey também escreveu The Algiers Motel Incident, sobre matanças de racista pela polícia durante o tumulto da 12th Street, Detroit, Michigan, em 1968, e A Bell for Adano que ganhou o Pulitzer Prize for the Novel em 1945. Hersey também é conhecido pela sua pseudo-crônica, A Single Pebble, sobre um engenheiro americano jovem que atravessa Yangtze rio acima.

Hersey era o Mestre da Pierson College, uma das doze faculdades residenciais na Yale University, de 1965 a 1970. Ele ensinou dois cursos de escritura, em literatura de ficção e non-ficção, para estudantes universitários.

Hersey morreu em casa em Key West, Flórida, no dia 24 de março de 1993. Ele passou sua vida com sua esposa, Barbara, suas cinco crianças, e seis netos.

ligações externas[editar | editar código-fonte]