Skanda (Kartikeya)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Kartiqueia)
Ir para: navegação, pesquisa
Kartiqueia
Estátua cambojana de Kartiqueia dos séculos 6 e 7 no museu Guimet, em Paris
KartikeyyaSkandaScandaKumaraSubrahmanya
deus hindu das batalhas
[1] [2]
Montaria pavão[3]
Arma lança Shula
pai Xiva
Portal de religião

Kartiqueia, Kartikeyya, Skanda, Scanda, Kumara, Subrahmanya,[4] [5] Muragan e Karttikeya são diferentes nomes para o deus hindu das batalhas. Filho de Xiva, não possui mãe.[6] Segundo outro mito, teria nascido do rio Ganges, a partir do sêmen de Shiva, quando este se banhava no rio, sendo, por isso, chamado de Ganga-ja ("nascido do Ganges").

Já em outro mito, teria nascido de seis centelhas brotadas dos olhos de Xiva: essas seis centelhas teriam dado origem a seis crianças que teriam sido abraçadas com tanta força por Parvati que elas teriam se tornado uma só criança com seis cabeças, Kartiqueia.[7] Kartiqueia possui seis cabeças e doze braços. Sua montaria é um pavão.[8] Substituiu o deus védico Indra, que, anteriormente, era o principal deus hindu da guerra.[9] É muito popular no sul da Índia. Carrega o Shula (lança).

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Skanda (Kartikeya)
Ícone de esboço Este artigo sobre Mitologia (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Referências

  1. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.
  2. WILKINSON, P. O livro ilustrado das religiões: o fascinante universo das crenças e doutrinas que acompanham o homem através dos tempos. Tradução de Margarida e Flávio Quintiliano. São Paulo. Publifolha. 2001. p. 37.
  3. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.
  4. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.
  5. WILKINSON, P. O livro ilustrado das religiões: o fascinante universo das crenças e doutrinas que acompanham o homem através dos tempos. Tradução de Margarida e Flávio Quintiliano. São Paulo. Publifolha. 2001. p. 37.
  6. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.
  7. WILKINSON, P. O livro ilustrado das religiões: o fascinante universo das crenças e doutrinas que acompanham o homem através dos tempos. Tradução de Margarida e Flávio Quintiliano. São Paulo. Publifolha. 2001. p. 37.
  8. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.
  9. SCHULBERG, L. Índia histórica. Tradução de J. A. Pinheiro de Lemos. Rio de Janeiro. Livraria José Olympio Editora. 1979. p. 182.