Lago de Zug

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lago Zug
Zugersee
Localização
Características
Altitude 417 m
Área * 38,3 km²
Comprimento máximo 13,8 km
Largura máxima 4,7 km
Profundidade média 83,2 m
Profundidade máxima 198 m
Volume * 3,2 km³
Afluentes Rio Lorze
Efluentes Rio Lorze
Mapa do Lago ZugZugersee
Mapa do Lago Zug
Zugersee
* Os valores do perímetro, área e volume podem ser imprecisos devido às estimativas envolvidas, podendo não estar normalizadas.

O lago de Zug (em alemão: Zugersee) é um lago da Suíça, situado nos arredores dos Alpes suíços, ao norte do lago Lucerna.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Lago de Zug.

É um dos lagos menores do país, e já foi ligado anteriormente ao lago Lucerna, através do lago Lauerz e da planície de Brunnen. Atualmente é formado pelo rio Aa, que desce dos Rigi e desemboca na extremidade sul do lago. O rio Lorze deságua no lago em sua extremidade norte, porém a pouco mais adiante se separa do lago para seguir seu próprio curso rumo ao rio Reuss.

A maior parte do lago está no cantão de Zug, porém a parte sul tem cerca de dez quilômetros quadrados está localizada no cantão de Schwyz, enquanto o cantão de Lucerna fica com cerca de dois quilômetros quadrados ao norte de Immensee. Rumo à extremidade sudoeste do lago, o Rigi se inclina de maneira abrupta sobre a água, enquanto parte da margem oriental forma uma faixa estreita ao pé do Rossberg, com 1.583 metros de altura, e do Zugerberg.

Na sua parte norte as margens são planas, enquanto na margem ocidental o promontório florestado de Buonas, com seus castelos, se projeta de maneira pitoresca para dentro das águas. O principal lugar no lago é a cidade de Zug.

Cidades e localidades no Lago[editar | editar código-fonte]

Características ambientais[editar | editar código-fonte]

Diversos peixes, incluindo lúcios e carpas de tamanhos consideráveis, são encontrados no lago, que é especialmente famoso por um tipo de truta endêmica (Salmo salvelinus, chamada localmente de Rolheli).

Devido ao impacto da agricultura na região, como pesticidas, nutratos, fosfatos, além da erosão - responsável pelo aumento da turbidez dos rios - o lago de Zug vem sendo vítima de um processo de eutrofização e poluição, que fazem com que seja considerado um dos lagos menos limpos da Suíça.

Apesar disso, algumas medidas foram adotadas para reduzir a contaminação, no início da década de 1980, e a taxa de fosfatos no lago foi reduzida pela metade em 30 anos (220 µg/L, em 1977, a 110 µg/L, em 2001).

História recente[editar | editar código-fonte]

Cidade de Zug, vista desde o lago.

O primeiro barco a vapor do lago começou a funcionar em 1852.

Um deslizamento de terras ocorrido no dia 5 de julho de 1887 precipitou parte das regiões ribeirinhas e das moradias ali localizadas para o fundo do lago. Esta catástrofe produziu cerca de quinze vítimas, e destruiu dezenas de casas.

Em 1911 foi construída uma ferrovia ao longo da costa leste, que chegava a Walchwil e Arth, no extremo sul. A ferrovia foi ligada, por um bonde a vapor com a estação de Arth-Goldau. Esta linha vai para Arth ao longo da margem ocidental, até Immensee, e daí vai até Lucerna, no sudoeste, enquanto que outra ferrovia sai de Immensee e vai até Cham, a cinco quilômetros a oeste de Zug.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Demierre, A., Juge, R., Lachavanne, J.-B. and Perfetta, J., 1991. Étude des macrophytes du lac de Zoug. OFEFP, cantões de Zoug, Schwyz e Lucerna, Universidade de Genebra, 106p.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Lago de Zug

Ligações externas[editar | editar código-fonte]