Live Evil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Live Evil
Álbum ao vivo de Black Sabbath
Lançamento Estados Unidos Dezembro de 1982
Reino Unido 18 de Janeiro de 1983
Gravação Dallas, Seattle, San Antonio, 1982
Gênero(s) Heavy metal
Duração 83:27
Gravadora(s) Vertigo Reino Unido
Warner Bros. Records Estados Unidos
Castle
Sanctuary
Produção Tony Iommi, Geezer Butler
Opiniões da crítica

O parâmetro das opiniões da crítica não é mais utilizado. Por favor, mova todas as avaliações para uma secção própria no artigo. Veja como corrigir opiniões da crítica na caixa de informação.

Cronologia de Black Sabbath
Último
Último
Mob Rules
(1981)
Born Again
(1983)
Próximo
Próximo

Live Evil foi o primeiro álbum ao vivo da banda de heavy metal, Black Sabbath.

Concepção[editar | editar código-fonte]

A banda pretendia gravar um ao vivo desde 1975, porém sempre o adiavam para gravar o próximo álbum de estúdio, e descontentes com o ao vivo Live At Last eles resolveram gravar um novo ao vivo, que se chamaria Evil Live. A turnê do álbum Mob Rules parecia ser perfeita para as gravações, e além disso Ozzy Osbourne estava lançando o ao vivo Speak of the Devil, que era composto somente por canções da época do Sabbath.

Elaboração do álbum e desentendimentos[editar | editar código-fonte]

Quando a banda começou a gravar alguns shows pelos Estados Unidos, Geezer e Iommi pareciam meio descontentes com Dio, pois achavam que Dio estava usando a oportunidade para promover seu futuro trabalho solo. A tensão crescia, de um lado Geezer e Iommi e do outro Dio, os dois acusavam Dio de ser muito autoritário na banda. A gota d'água foi durante a mixagem do álbum. Boatos diziam que Dio tinha diminuído o volume do baixo e da guitarra, para sobrepor sua voz e a bateria de Appice. A história foi desmentida por Iommi algum tempo depois. Dio não ficou irritado apenas com a demora da mixagem do álbum, mas também com os créditos, já que seu nome tinha sido colocado por último, abaixo de Geezer e Iommi, ao contrário do que aconteceu nos álbuns anteriores, onde seguia uma ordem alfabética, além disso colocaram seu nome como "Ronnie Dio", e não como "Ronnie James Dio". Outra foi terem colocado o nome de Appice, em letras minúsculas, apenas nos agradecimentos junto com Geoff Nicholls.

O resultado[editar | editar código-fonte]

O álbum foi produzido por Iommi e Geezer, e gravado nas cidades de Dallas, San Antonio e Seattle, nos Estados Unidos. O álbum traz canções da "fase Ozzy", como do primeiro disco "Black Sabbath" e "N.I.B.", "Paranoid", "Children of the Grave", "War Pigs" e "Iron Man", e ainda a instrumental "Fluff" do álbum Sabbath Bloody Sabbath, que sofreu um terrível corte para poder caber em um CD (já que o álbum era LP duplo). As canções da fase Heaven and Hell/Mob Rules, fizeram muito sucesso ao vivo neste álbum, mas não tanto quanto a própria "Heaven and Hell", com quase 20 minutos de duração interpolada com "The Sign Of The Southern Cross".

Mudança de formação[editar | editar código-fonte]

Como resultado dos desentendimentos ocorridos durante a realização do álbum, Dio deixa a banda, e leva Appice com ele, começando a trabalhar em seu projeto solo Dio, junto com o ex-Sweet Savage Vivian Campbell, e seu companheiro de banda na época do Rainbow, Jimmy Bain. Algum meses após a saída de Dio da banda, é anunciado o novo vocalista Ian Gillan.

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "E5150" (Butler/Dio/Iommi) - 2:21
  2. "Neon Knights" (Butler/Dio/Iommi/Ward) - 4:36
  3. "N.I.B." (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 5:09
  4. "Children of the Sea" Butler/Dio/Iommi/Ward) - 6:08
  5. "Voodoo" (Butler/Dio/Iommi) - 6:07
  6. "Black Sabbath (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 8:39
  7. "War Pigs" (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 9:19
  8. "Iron Man" (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 7:29
  9. "The Mob Rules" (Butler/Dio/Iommi/Ward) - 4:10
  10. "Heaven and Hell (Butler/Dio/Iommi/Ward) - 12:04
  11. "Sign of the Southern Cross/Heaven and Hell (Continued)" (Butler/Dio/Iommi/Ward)/(Butler/Dio/Iommi) – 7:15
  12. "Paranoid" (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 3:46
  13. "Children of the Grave" (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) - 5:25
  14. "Fluff" (Butler/Iommi/Osbourne/Ward) – 0:59

Créditos[editar | editar código-fonte]

Catálogos[editar | editar código-fonte]

  • 2-LP Vertigo 6650 009 (NL 1982)
  • 2-LP Vertigo SAB 10 (1983)
  • 2-LP Warner Bros (1982)
  • 2-CD Warner Bros 9 23742-2 (USA 1982)
  • MC Vertigo 7565 009 (1982)
  • CD Vertigo 826 881-2 (UK 1983)
  • CD Essential/Castle ESMCD333 (UK - Apr 1996) - Remastered
  • CD Sanctuary SMRCD074 (UK 2004)

Desempenho nas paradas[editar | editar código-fonte]

Ano Posições Certificações
[1] [2] [3]
UK
[4]
SWE
[5]
US
[6]
1982 13 15 37 Platina (UK)

Referências

  1. BPI Searchable database – Gold and Platinum British Phonographic Industry. Página visitada em 2008-01-03.
  2. RIAA Gold and Platinum Search for albums by Black Sabbath
  3. CRIA Canadian Recording Industry Association. Página visitada em 2008-01-03.
  4. UK Music charts EveryHit.com. Página visitada em 2008-02-14.
  5. Discography Black Sabbath. Página visitada em 2008-02-14.
  6. Billboard charts Billboard. Página visitada em 2008-02-14.
Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Black Sabbath é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.