Dio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dio
Dio (2005).jpg
Banda em junho de 2005 na Itália.
Informação geral
Origem Nova Iorque, Nova Iorque
País  Estados Unidos
Gênero(s) Heavy metal
Período em atividade 1982-1991

1993-2010

Gravadora(s) Eagle, Warner Bros. Records, Spitfire Records, Mercury Records, Sancturary Records
Página oficial www.RonnieJamesDio.com
Integrantes Ronnie James Dio
Craig Goldy
Rudy Sarzo
Simon Wright
Scott Warren
Ex-integrantes Vivian Campbell
Jimmy Bain
Vinny Appice

Dio foi uma banda de heavy metal criada por Ronnie James Dio em 1982 após sua saída do Black Sabbath. Em entrevista disponível na edição especial do álbum Holy Diver, Dio disse que nunca teve intenção de começar um projeto solo e sim apenas formar uma nova banda, juntamente com o baterista ex-Black Sabbath, Vinny Appice. Mas Dio acabou sendo o nome da banda por acidente, e o nome simplesmente pareceu bom para a banda. Foram convidados também para a banda o guitarrista Vivian Campbell (Whitesnake, Def Leppard), o ex companheiro de banda de Dio na época do Rainbow, Jimmy Bain.[1]

História[editar | editar código-fonte]

Em maio de 1983 a banda solo do vocalista Ronnie James Dio, lança seu primeiro álbum, Holy Diver, que é considerado a obra-prima da fase solo de Ronnie, o clássico foi considerado pela Warner Bros. como um dos mais bem vendidos. Ronnie chama para sua banda nessa época, um grupo de músicos de primeira: seu ex-companheiro no Black Sabbath, Vinny Appice.O jovem e virtuoso Vivian Campbell.E o seu ex-companheiro de banda na época do Rainbow, Jimmy Bain.Neste álbum Ronnie gravou os teclados em estúdio, mas deixou a cargo de Claude Schnell a função de tocar teclados nos shows, a partir do começo de 1984.

No ano seguinte, no dia 2 de Janeiro de 1984, Dio lança seu segundo álbum, "The Last in Line", e a banda parte para uma turnê mundial. Seus show tinham cenários grandes e extravagantes, que contavam com dragões cuspindo fogo, lasers, e encenações.No ano seguinte já em 1985 dio lança seu terceiro álbum, "Sacred Heart" no dia 15 de Agosto. A turnê, desse terceiro LP rendeu o quarto disco de sua carreira solo, um ao vivo chamado de "Intermission", que surpreendeu os fãs com uma faixa inédita, tocada ao vivo.

Ainda em 1985 Dio que era também um grande produtor adorou a ideia de seus companheiros de banda Jimmy Bain e Vivian Campbell e aproveitou o sucesso de "We Are The World" para reunir diversos músicos do rock (por volta de 40 músicos incluindo, Rob Halford, Don Dokken, Geoff Tate, Yngwie Malmsteen, Adrian Smith e Dave Murray entre outros), nos estúdios da A&M Records em um projeto chamado "Hear'n Aid" que visava arrecadar fundos para crianças na áfrica. Eles gravaram uma música juntos como em We Are The World, no estilo rock 'n' roll, o nome da música era "Stars".

Em 1986 Vivian Campbell deixa a banda Dio, para se unir ao Whitesnake, logo ele foi substituído por Craig Goldy do banda Giuffria. E no dia 21 de Julho de 1987, eles lançaram seu quarto álbum de estúdio "Dream Evil", Ronnie afirmou que nunca gostou muito desse álbum, pois o considerava muito inferior ao seus antecessores.

No começo de 1988 Craig Goldy deixa a banda. Ronnie anuncia em 1989 um concurso para selecionar um novo guitarrista, o escolhido surpreendeu, pois tinha apenas 16 anos na época, seu nome era Rowan Robertson. Bain, Appice, e Schnell deixam a banda, e logo foram substituídos por Teddy Cook, Simon Wright e Jens Johansson. Em 1990 a nova banda lança o álbum "Lock Up the Wolves". Ronnie demite Rowan por achar ele imaturo na época. Logo depois Ronnie deixa a banda, e se junta novamente com seus ex-companheiros no Black Sabbath.

Após sua saída novamente do Black Sabbath, Ronnie trouxe Appice de volta para a banda, e convidou o baixista Jeff Pilson, o guitarrista Tracy Guns, e o tecladista Scott Warren. Nessa fase da banda, Dio adotou um som mais moderno, decepcionando grande parte dos fãs, eles lançam os álbuns "Strange Highways" em 1994, e "Angry Machines" em 1996. Vale apena citar que Angry Machines é considerado por muitos dos fãs de Dio o pior álbum da história da banda, crédito a Tracy G que foi demitido alguns anos depois.

Em 1998 Dio lança um álbum ao vivo chamado "Inferno: Last in Live", repleto de ótimas músicas, da fase solo, Rainbow e Black Sabbath. Pórem o álbum foi alvo de forte críticas, direcionadas novamente a Tracy G, que não era nem um pouco fiel as músicas antigas. Ronnie tinha certa empatia com o jovem, achava seu som atual, mas ele era vaiado em todos os shows, e por fim deixou a banda. Em junho de 1999, Ronnie pede o retorno de Graig Goldy, que aceita voltar a banda. Tracy G pede para voltar como guitarrista de base, porém o proposta e vetada por Ronnie.

No ano de 2000 Dio lança o álbum "Magica", que foi um grande presente para os fãs, pois não apenas marcava uma volta por cima, depois dos seus dois últimos álbuns, mas também a volta de Simon Wright e Jimmy Bain à banda, o álbum lembrava o som antigo da banda, e os teclados soavam mais modernos, o projeto foi aprovado não somente pelos fãs, mas também pelos críticos. Na turnê seguinte, houve um conflito entre Goldy de um lado, e Ronnie e Bain de outro. Goldy não satisfazia as necessidades da banda, pois tinha muitas obrigações familiares que o comprometiam. Goldy deixa a banda em Janeiro de 2002 e é substituído por Doug Aldrich (Whitesnake), guitarrista que Bain conheceu durante as gravações de um tributo para o Metallica. Por causa da chegada tardia, Aldrich não participou muito do nono álbum de estudido de Dio, "Killing The Dragon", que foi escrito em sua maioria por Ronnie e Bain. Killing The Dragon foi muito bem aceito pelos fans, e trazia um ar bem como os primeiros álbum do Dio.Aldrich permaneceu na banda ate abril de 2003, quando se juntou novamente ao Whitesnake e foi substituído por Goldy que voltou a banda.

No dia 7 de Setembro de 2004, é lançado no Estados Unidos, o décimo álbum da carreira solo de Dio, "Master of the Moon" foi o título do álbum, este álbum era para ser a segunda parte da trilogia do Magica que foi prometida por Ronnie. Jeff Pilson foi convidado para as gravações do álbum, mas não pode permanecer para a turnê, e foi substituído por Rudy Sarzo.

Em 2005 e lançado em CD "Evil or Divine - Live in New York City" que foi previamente lançado em DVD no ano de 2003. No mesmo ano, Dio partiu em turnê mundial, e teve a ideia de montar novamente o set de Holy Diver, a ideia fez tanto sucesso que ele decidiu lançar o álbum ao vivo, "Holy Diver Live". O álbum foi lançado em cd duplo, sendo que no primeiro cd ele cantava o álbum Holy Diver inteiro e no segundo sucessos variados de sua carreira.

Em 2009, mais precisamente no dia 19 de novembro de 2009, Dio foi hospitalizado e o motivo foi escondido pela sua mulher e empresária Wendy. Dias depois veio a confirmação que Dio tinha sido diagnosticado com câncer no estômago. O vocalista recebeu apoio de vários líderes de bandas de heavy metal, como Rob Halford (Judas Priest) e Sigurd "Satyr" Wongraven, (Satrycon).

Lamentavelmente, no dia 16 de maio de 2010, as 7:45am, Dio morreu. Sua esposa colocou em seu site oficial uma declaração a um dos maiores ícones da história do heavy metal. Aqui o texto (original e tradução):

"Today my heart is broken, Ronnie passed away at 7:45am 16th May. Many, many friends and family were able to say their private good-byes before he peacefully passed away. Ronnie knew how much he was loved by all. We so appreciate the love and support that you have all given us. Please give us a few days of privacy to deal with this terrible loss. Please know he loved you all and his music will live on forever." "Meu coração está partido, Ronnie morreu às 7h45. Muitos amigos e familiares puderam dizer adeus antes dele morrer tranquilamente”, postou Wendy. “Por favor, nos dêem alguns dias de privacidade para lidarmos com essa terrível perda. Saibam que ele amava vocês e sua música vai viver para sempre"

- Wendy Dio

O lendário Ronnie James Dio, deixa um vazio no mundo do heavy metal. Aos 67 anos deixa para o mundo uma obra musical incontestável e para todos que apreciam a boa música, feita com paixão e dedicação, fica o exemplo de uma pessoa que passou pelo mundo e fez a diferença no que se propos a fazer.

Integrantes[editar | editar código-fonte]

Ronnie Dio e Scott Warren em apresentação com Dio no Rio de Janeiro (2006)

Última formação

Membros anteriores

Linha de tempo

Discografia[editar | editar código-fonte]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • Dio aparece no desenho South Park em 1999, e canta a música Holy Diver, infelizmente não é o proprio Ronnie James Dio que dubla o personagem.
  • Na capa do álbum Sacred Heart há algumas incrições em latim, nas laterais. Essas incrições seriam a resposta para um suposto concurso que sortearia um carro, porém nunca aconteceu.

As inscrições dizem o seguinte: "Vem o fim pela morte, prepararei para você o Sagrado Coração que libertará a mágica e a mudança."
obs: Sagrado Coração é uma referência feita ao nome do álbum, "Sacred Heart"

  • Dio também aparece no filme Tenacious D in: The Pick of Destiny lançado em 2006.
  • O vocalista Ronnie James Dio popularizou o uso da mão-chifrada (como símbolo do heavy metal), onde a mão-chifrada representava o deus maloik. O próprio Dio disse que não é responsável pela criação do símbolo, e que o mesmo é de origem "italiana", pois aprendera com a avó, que fazia o sinal da mão-chifrada para espantar mau-olhado, más energias e etc.
  • No mangá JoJo's Bizarre Adventure, o antagonista da primeira e terceira sagas, "Phantom Blood" e "Stardust Crusader", é chamado Dio Brando, em homenagem a Dio, e ao ator Marlon Brando.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]