ls

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde Outubro de 2011).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.

Na linha de comando do sistema operacional Unix, o ls é um comando usado para listar arquivos e diretórios.[1] Sua função é análoga ao comando dir do MS-DOS.

O comando ls é um programa por si só, enquanto que o dir do MS-DOS está embutido no interpretador de comandos.

A maioria das distribuições de Linux, como por exemplo o Ubuntu, têm um comando dir semelhante ao ls, pois ambos fazem parte do pacote GNU Core Utilities.

Sintaxe[editar | editar código-fonte]

ls <opções>... <lista de arquivos ou diretórios>...

Opções[editar | editar código-fonte]

O comando ls possui inumeras opções, de entre elas as mais comuns são:

* -a, --all                  não esconde ficheiros começados por .
* -A, --almost-all           não mostra os ficheiros implicitos . e ..
* -d, --directory            lista os nomes dos directorios em vez do seu conteudo
* -l                         usa o formato lista longa (com mais detalhes)
* -full                      usa o formato lista longa (com mais detalhes) e sem esconder os ficheiros começados por .
* -t                         ordena por data
* -r                         inverte a ordem

Exemplo de listagem[editar | editar código-fonte]

Este exemplo foi tirado de uma máquina Linux (com Mandrake 10.1):

[root@linux /]# ls
bin/   dev/  home/    lib/  opt/   root/  sys/  usr/
boot/  etc/  initrd/  mnt/  proc/  sbin/  tmp/  var/  

[root@linux /]# ls -a
./   .autofsck  boot/  etc/   initrd/  mnt/  proc/  root/  sys/  usr/
../  bin/       dev/   home/  lib/     opt/  .rnd   sbin/  tmp/  var/

[root@linux /]# ls -A
.autofsck  boot/  etc/   initrd/  mnt/  proc/  root/  sys/  usr/
bin/       dev/   home/  lib/     opt/  .rnd   sbin/  tmp/  var/

[root@linux /]# ls -l
total 52
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Dez 30  2004 bin/
drwxr-xr-x   3 root root 4096 Jan 10  2005 boot/
drwxr-xr-x  16 root root 3420 Jan 10  2005 dev/
drwxr-xr-x  61 root root 4096 Jan 15  2005 etc/
drwxr-xr-x   3 root root 4096 Dez 30  2004 home/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Dez 30  2004 initrd/
drwxr-xr-x  13 root root 4096 Jan 10  2005 lib/
drwxr-xr-x   4 root root 4096 Jan  5  2004 mnt/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Jan  5  2004 opt/
dr-xr-xr-x  70 root root    0 Jan 10  2005 proc/
drwx------   8 root root 4096 Jan  5  2005 root/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Jan  5  2005 sbin/
drwxr-xr-x   9 root root    0 Jan 10  2005 sys/
drwxrwxrwt   5 root root 4096 Dez  2 07:11 tmp/
drwxr-xr-x  12 root root 4096 Dez 30  2004 usr/
drwxr-xr-x  20 root root 4096 Dez 30  2004 var/

Nos sistemas Unix, as opções podem ser agrupadas, usando várias em conjunto

[root@linux /]# ls -la
total 64
drwxr-xr-x  18 root root 4096 Jan 10  2005 ./
drwxr-xr-x  18 root root 4096 Jan 10  2005 ../
-rw-r--r--   1 root root    0 Jan 10  2005 .autofsck
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Dez 30  2004 bin/
drwxr-xr-x   3 root root 4096 Jan 10  2005 boot/
drwxr-xr-x  16 root root 3420 Jan 10  2005 dev/
drwxr-xr-x  61 root root 4096 Jan 15  2005 etc/
drwxr-xr-x   3 root root 4096 Dez 30  2004 home/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Dez 30  2004 initrd/
drwxr-xr-x  13 root root 4096 Jan 10  2005 lib/
drwxr-xr-x   4 root root 4096 Jan  5  2004 mnt/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Jan  5  2004 opt/
dr-xr-xr-x  73 root root    0 Jan 10  2005 proc/
-rw-------   1 root root 1024 Dez 30  2004 .rnd
drwx------   8 root root 4096 Jan  5  2005 root/
drwxr-xr-x   2 root root 4096 Jan  5  2005 sbin/
drwxr-xr-x   9 root root    0 Jan 10  2005 sys/
drwxrwxrwt   5 root root 4096 Dez  2 07:11 tmp/
drwxr-xr-x  12 root root 4096 Dez 30  2004 usr/
drwxr-xr-x  20 root root 4096 Dez 30  2004 var/



Ver também[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros

Referências

  1. Indiana University, University Information Technology Services, Knowledge Base, Introduction to Unix commands, ls [em linha]