Luís Miguel Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Miguel Rocha
Nascimento Fevereiro de 1976 (38 anos)
Porto, Portugal
Nacionalidade Portugal Português
Ocupação escritor
Principais trabalhos O Último Papa
Página oficial http://www.luismiguelrocha.com/

Luís Miguel Rocha (Porto, Fevereiro de 1976) é um escritor português que se tornou bestseller do New York Times em 2009 [1].

Foi estudante de Humanidades até ao 12º ano. Começou a sua vida profissional como técnico da produtora que era responsável pelas missas da TVI, aos vinte anos de idade. Supervisionou guiões para produtores ingleses e nacionais e foi tradutor de livros e contos já publicados. Actualmente, dedica-se apenas à escrita.

Os seus livros são sucessos internacionais. Em O Último Papa, expõe uma teoria sobre a misteriosa morte de Albino Luciani, o Papa João Paulo I, envolvendo a loja maçónica italiana Propaganda Due (Loja P2, Propaganda Dois) e outras agências secretas internacionais, como a CIA.

Na sequela deste livro, Bala Santa, Luís Miguel Rocha mostra uma outra tese, desta vez relacionada com o atentado a Karol Wojtyła, o Papa João Paulo II.

Obra[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.