Lyudmila Dzhigalova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Lyudmila Dzhigalova
campeã olímpica
Atletismo
Modalidade 400 m
Nascimento 22 de Janeiro de 1962 (52 anos)
Kharkov, União Soviética
Hoje:Ucrânia
Nacionalidade Ucrânia ucraniana
Medalhas
Competidora da Equipa Unificada
Jogos Olímpicos
Ouro Barcelona 1992 4X400 m
Competidora da  União Soviética
Campeonatos Mundiais
Prata Tóquio 1991 4X400 m

Lyudmyla Stanislavivna Dzhyhalova (em ucraniano: Людмила Станіславівна Джигалова) (Kharkov, 22 de janeiro de 1962) é uma ex-atleta e campeã olímpica soviética, especializada nos 400 m rasos.

Nascida na Ucrânia, por quase toda sua carreira participou de competições internacionais pela União Soviética. Em Seul 1988, integrou o revezamento 4X400 m que disputou e venceu os Jogos, mas apenas nas eliminatórias da prova, sendo substituída por Tatyana Ledovskaya na final.

Em agosto de 1991, ganhou a medalha de prata integrando o revezamento soviético no Campeonato Mundial de Tóquio. Com a desintegração da URSS em fins de 1991, ela integrou a Equipe Unificada da Comunidade dos Estados Independentes aos Jogos Olímpicos de Barcelona em 1992. Participou do revezamento 4X400 m que conquistou a medalha de ouro nestes Jogos, junto com Olga Bryzgina, Yelena Ruzina e Olga Nazarova, tornando-se campeã olímpica.[1]

Em agosto de 1993, no dia de abertura do Campeonato Mundial de Atletismo de Stuttgart, em que ela iria participar dos 400 m e do 4X400 m pela Ucrânia, testes feitos dias antes em Kiev apontaram a presença de esteróides em seu organismo. Ela foi afastada da equipe, do evento, e recebeu um banimento de quatro anos do atletismo o que a fez encerrar a carreira.[2]

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "Olympic medal wrapup", USA Today, August 11, 1992, p. 10C.
  2. Litsky, Frank. TRACK AND FIELD; Nigerian Runner Disputes Drug Report The New York Times. Visitado em 10/07/2012.