Jogos Olímpicos de Verão de 1992

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Jogos da XXV Olimpíada
Barcelona 1992
Logo 1992 barcelona1.png
Dados
Países participantes 169 CONs
Slogan Amigos Para Siempre/Amics Per Sempre
(pt: Amigos Para Sempre)
Atletas 9356
Eventos 286 em 32 esportes
Cerimônia de abertura 25 de julho
Cerimônia de encerramento 9 de agosto
Abertura oficial Rei Juan Carlos da Espanha
Juramento do atleta Luis Doreste Blanco
Juramento do árbitro Eugeni Asensio
Tocha olímpica Antonio Rebollo
Estádio principal Estadi Olímpic Lluís Companys
◄◄ Seul 1988 {{{evento}}} Atlanta 1996 ►►

Jogos Olímpicos de Verão de 1992 oficialmente Jogos da XXV Olimpíada foram realizados em Barcelona, Espanha, cidade do então presidente do Comitê Olímpico Internacional, Juan Antonio Samaranch, entre 25 de julho e 9 de agosto daquele ano. Foi a primeira edição desde Munique 1972 em que todos os Comitês Olímpicos Nacionais estiveram presentes, totalizando 169 nações que enviaram 9356 atletas.[1]

Como consequência da mudança geopolítica do momento, exatos seis meses antes dos jogos, a União Soviética e doze territórios optaram por formar uma Equipe Unificada, composta pelos então onze países da Comunidade dos Estados Independentes mais a Geórgia. Os três países bálticos formados por Estônia, Letônia e Lituânia optaram por enviar suas próprias equipes. A África do Sul, retornou aos Jogos após a suspensão de 32 anos ocasionada pelo regime do apartheid. A Alemanha competiu como uma única nação após a reunificação, fato que não ocorria desde a formação da Equipe Alemã Unida entre 1956 e 1964. O desmembramento da Iugoslávia levou a Croácia, Bósnia e Herzegovina e Eslovênia a participarem com suas próprias equipes nacionais. A então República Federal da Iugoslávia estava sob embargo das Nações Unidas devido a Guerra Civil, mas numa forma de não punir os atletas iugoslavos eles tiveram a participação autorizada como Participantes Olímpicos Independentes, isto fez com que a Iugoslávia perdesse as respectivas vagas nos esportes coletivos.

Durante a preparação dos Jogos, a cidade de Barcelona experimentou grandes mudanças na infra-estrutura que ocorreu na execução e construção de estradas e telecomunicações, e alterações de todas as partes da cidade, tornando-se uma característica diferente. Os jogos em si foram caracterizados por um estilo mediterrânico e de hospitalidade calorosa.

Processo de candidatura[editar | editar código-fonte]

Os políticos locais de Barcelona já tinham elaborado uma ideia de que a cidade deveria tentar sediar os Jogos Olímpicos. A primeira tentativa foi uma candidatura para os Jogos de 1924. Entretanto, o Barão Pierre de Coubertin, pediu em uma carta a todos os membros do COI que escolhessem Paris como sede, o que acabou frustrando a cidade. Os locais para os Jogos de 1928 e 1932, precocemente ficaram com Amsterdã e Los Angeles.[2]

Assim, uma segunda candidatura não foi possível até os Jogos de 1936, que tiveram Barcelona e Berlim como candidatas. A sessão do COI em que a cidade-sede devia ser eleita, aconteceu em 1931, em Barcelona. Por causa da confusão durante a Revolução Espanhola apenas dezenove membros do COI conseguiram chegar a Barcelona, forçando o voto postal daqueles que não estiveram presentes. Berlim teve 43 votos contra os 16 de Barcelona. Poucos meses antes dos Jogos, em 1936, nasceu a ideia de uma contra-olimpíada de Barcelona, a "Olimpiada Popular" em contrapartida ao abuso cometido pelos nazistas. Cerca de 6.000 atletas viajaram para Barcelona, mas por causa do golpe liderado por Franco e como consequência o início da Guerra Civil Espanhola o evento não foi realizado.

A terceira tentativa de Barcelona para sediar junto com Madri os Jogos de 1972 também falhou. Logo após a eleição de Juan Antonio Samaranch como presidente do COI, em 1980, propôs ao prefeito de Barcelona, uma nova candidatura, desta vez para sediar os Jogos de Verão em 1992. Durante a Copa do Mundo da Espanha, em 1982 as autoridades da cidade vieram a público. Depois que o governo socialista de Felipe González chegou ao poder, também garantiu completo apoio ao projeto.

Resultados da eleição da cidade-sede dos Jogos da XXV Olimpíada[3]
Cidade CON Rodada 1 Rodada 2 Rodada 3
Barcelona  Espanha 29 37 47
Paris  França 19 20 23
Brisbane  Austrália 11 9 10
Belgrado Iugoslávia 13 11 5
Birmingham  Reino Unido 8 8 -
Amsterdam  Países Baixos 5 - -

Durante a candidatura o comitê local da cidade argumentou,que pela primeira vez os Jogos seriam realizados em curta distância: todos os recintos desportivos num raio de 5 km e a maioria estaria localizada, com uma vila olímpica à beira-mar com um toque mediterrâneo, com uma cidade rica em cultura, vida e arquitetura, modernidade e tradição se conectariam. O financiamento dos Jogos em si deveria ser majoritariamente privado, semelhante a de Los Angeles 1984. A população apoiou a candidatura, nas pesquisas de opinião, com aprovação de 64% dos residentes na Espanha.

Em 1985 foi confirmada a candidatura de seis cidades para os Jogos de 1992. Além de Barcelona, Amsterdam, Belgrado, Birmingham, Brisbane e Paris estavam na disputa que aconteceu em 17 de outubro de 1986, durante a 91ª Sessão do Comitê Olímpico Internacional, na cidade de Lausana, na Suíça. Como havia sido determinado um dia antes da eleição, a cidade francesa de Albertville sediaria os Jogos de Inverno de 1992, portanto, era improvável que os Jogos de Verão fossem concedidos a França. Barcelona foi eleita na terceira rodada da votação com 47 votos, contra apenas 23 de Paris. Com isso, foi Samaranch, que anunciou a vitória da sua cidade natal.

Organização[editar | editar código-fonte]

Marketing[editar | editar código-fonte]

Cobi foi o mascote oficial das Olimpíadas de 1992 em Barcelona.[4] Ele é um Pastor Catalão em estilo cubista inspirado na interpretação de Picasso da obra Las Meninas, de Velázquez.[4] Cobi foi desenhado por Javier Mariscal. O mascote foi apresentado ao público em 1987. Seu nome foi derivado do Comité Organizador dos Jogos Olímpicos de Barcelona (Coob).[4]

Antes e durante os Jogos, Cobi foi protagonista de uma série de propagandas de patrocinadores olímpicos,como Coca-Cola, Brother Industries e Danone. Ele teve sua própria série de TV Cobi e sua turma. Ele também apareceu em uma extensa variedade de materiais, apelidados de Cobiana, provando assim ser uma fonte de renda lucrativa. Durante os Jogos, um Cobi inflável foi amarrado ao cais do Porto Olímpico. De acordo com o Comitê Olímpico Internacional, Cobi, juntamente com Misha, foi um dos mascotes mais populares e rentáveis comercialmente da história dos Jogos Olímpicos.

Locais de competição[editar | editar código-fonte]

Estadi Olímpic de Montjuïc
Palau Sant Jordi e Montjuïc Communications Tower

Tocha olímpica[editar | editar código-fonte]

A tocha olímpica dos Jogos

A chama olímpica foi acesa em Olímpia, em 5 de junho e foi revezada por portadores até Atenas. Em 9 de junho, no porto de Pireu, embarcou na fragata Catalunha da Armada Espanhola. Em 13 de junho chegou a costa da Catalunha, exatamente no sítio arqueológico das Ampúrias.[5]

A jornada da tocha olímpica ao redor do dezessete comunidades autônomas da Espanha passou por 652 lugares diferentes e parou em sessenta cidades. A distância total - cerca de 6.000 quilômetros - foi feito por 9.500 portadores que correram a pé, e 2.500 portadores em bicicletas para as distâncias maiores. Curiosamente, os trechos que causaram mais problemas com a programação foram extamente os cobertos por bicicleta. A chama foi levada de Sevilha para Tenerife e Las Palmas para Málaga por avião, entre Tenerife e Las Palmas de hydrofoil e de Tarragona para Palma de Maiorca a partir da ilha e de volta a Barcelona por navio.[5]

A tocha olímpica para os Jogos Olímpicos foi desenhada pelo catalão André Ricard, media 68 centímetros e pesava 1,200 gramas.[5]

Nações participantes[editar | editar código-fonte]

Países participantes. Em azul claro os países da Equipe unificada e em azul escuro os países estreantes.

Um total de 169 nações enviaram atletas para competir nestes Jogos.[1] Com o colapso da União Soviética, doze estados formaram uma equipe unificada, enquanto os Estados bálticos da Estônia, Letônia e Lituânia enviaram suas próprias equipes. Croácia, Eslovênia e Bósnia e Herzegovina competiram como nações independentes depois da separação da Iugoslávia. Esta foi proibida a participar devido às sanções da ONU, mas atletas individuais da Iugoslávia foram autorizados a participar como Participantes Olímpicos Independentes. Foi também a primeira Olimpíada desde 1964 que uma Alemanha unificada competiu nos Jogos Olímpicos e a África do Sul retornou aos Jogos após 32 anos de ausência. Apenas quatro Comitês Olímpicos Nacionais não enviaram os seus atletas para competir: Afeganistão, Brunei, Libéria e Somália.

Modalidades disputadas[editar | editar código-fonte]

Competição de salto com o cavalo nos Jogos Olímpicos em Barcelona

Calendário[editar | editar código-fonte]

As caixas em azul representam uma competição, ou um evento qualificatório de determinada data. As caixas em amarelo representam um dia de competição valendo medalha. Os números dentro das caixas representam a quantidade de finais do dia. A coluna T representa o total de finais do esporte.[6]

   Cerimônia de abertura    Competições    Finais de competições    Cerimônia de encerramento
Sex Sab Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
Julho e Agosto 24 25 26 27 28 29 30 31 1 2 3 4 5 6 7 8 9 T
Cerimônias
Badminton 4 4
Beisebol 1 1
Basquetebol 1 1 2
Tiro com arco 2 2 4
Boxe 6 6 12
Esgrima 1 1 1 1 1 1 1 1 8
Hóquei sobre a grama 1 1 2
Futebol 1 1
Halterofilismo 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 10
Handebol 2 2
Judô 2 2 2 2 2 2 2 14
Canoagem 2 2 6 6 16
Atletismo 2 4 5 6 5 5 6 9 1 43
Pentatlo moderno 2 2
Ciclismo 2 1 1 5 1 10
Hipismo 2 1 1 1 1 6
Lutas 3 3 4 3 3 4 20
Remo 7 7 14
Tiro 2 2 2 1 2 1 2 1 13
Natação 4 5 5 5 6 6 31
Vela 2 7 1 10
Nado sincronizado 1 1 2
Tênis 2 2 4
Tênis de mesa 1 1 1 1 4
Ginástica 1 1 1 1 4 6 1 15
Voleibol 1 1 2
Polo aquático 1 1
Saltos ornamentais 1 1 1 1 4
Total de finais 9 12 14 17 19 19 23 28 19 12 12 11 23 29 10 257

Cerimônias[editar | editar código-fonte]

Cerimônia de abertura[editar | editar código-fonte]

A cerimônia de abertura dos Jogos é considerada uma das mais marcantes da história. O contexto cívico da cerimônia também foi marcante. A entrada da delegação nacional trazendo à frente como porta-bandeira Dom Felipe de Bourbon, Príncipe das Astúrias e herdeiro do trono espanhol que foi integrante da equipe espanhola de vela, 32 anos após a participação de sua mãe, a Rainha Sofia, na equipe de vela da Grécia nos Jogos Olímpicos de 1960 em Roma, e no mesmo momento que a Infanta Elena ia às lágrimas. Juntamente, com a declaração de abertura feita pelo Rei Juan Carlos, a pira olímpica, num grande efeito visual, foi acesa por uma flecha em fogo disparada pelo arqueiro paraolímpico Antonio Rebollo.

Cerimônia de encerramento[editar | editar código-fonte]

Na cerimónia de encerramento em 9 de agosto no Estádio Olímpico, o então presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI) Juan Antonio Samaranch, declarou que o Barcelona tinha sido os melhores Jogos Olímpicos da história. A alegação foi apoiada por todos os meios de comunicação internacionais e atletas de todos os países, que levou em conta a organização exemplar, a ausência de incidentes, a participação massiva de cidadãos voluntários, conforto e beleza das instalações e, acima de tudo, o grande apoio popular dos cidadãos de Barcelona, que recebeu os Jogos com um entusiasmo que levou a cidade a viver uma grande atmosfera festiva durante todo o evento.

Uma vez apagada a chama olímpica, em meio a uma chuva de fogos de artifício, Cobi, o mascote, desapareceu no céu, voando pelo ar, em um barco de papel.

Depois de um show pirotécnico, houve uma apresentação musical, com a participação de Los Amaya, Peret e Los Manolos.

Fatos e destaques[editar | editar código-fonte]

David Robinson, membro do Dream Team no jogo contra Porto Rico
  • O ginasta bielorrusso Vitaly Scherbo ganhou seis medalhas de ouro, sendo quatro no mesmo dia, cinco delas em modalidades individuais.

Quadro de medalhas[editar | editar código-fonte]

 Ordem  País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze GoldSilverBronze medals.svg Ordem
por total
1 Equipa UnificadaEUN Equipa Unificada 45 38 29 112 1
2 Estados UnidosUSA Estados Unidos 37 34 37 108 2
3 AlemanhaGER Alemanha 33 21 28 82 3
4 ChinaCHN China 16 22 16 54 4
5 CubaCUB Cuba 14 6 11 31 5
6 EspanhaESP Espanha 13 7 2 22 10
7 Coreia do SulKOR Coreia do Sul 12 5 12 29 7
8 HungriaHUN Hungria 11 12 7 30 6
9 FrançaFRA França 8 5 16 29 8
10 AustráliaAUS Austrália 7 9 11 27 9
25 BrasilBRA Brasil 2 1   3
Fonte: Olympic Museum
Os demais países lusófonos não conquistaram medalhas.

Referências

  1. a b Participating Countries. olympic-museum. Página visitada em 9 de setembro de 2010.
  2. Official Report, Volume 1, p. 208
  3. aldaver.com. INTERNATIONAL OLYMPIC COMMITTEE VOTE HISTORY (em inglês). Página visitada em 5 de outubro de 2009.
  4. a b c Cobi The Sheep Dog. olympic-museum. Página visitada em 2008-09-02.
  5. a b c The Route. olympic-museum. Página visitada em 2008-09-02.
  6. 1992 Barcelona Summer Games. Sports Reference. Página visitada em 17 de agosto de 2008.