Métrica védica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Textos hindus
Aum.svg

Shruti:

Smriti:

Chandas ou métrica dos versos védicos.

Os versos dos Vedas têm uma variedade de diferentes métricas. São divididos por número de padas em um verso, e por número de sílabas em um pada. Chanda (छंदः), o estudo da métrica védica, é uma das seis disciplinas da Vedanga, ou "órgãos dos vedas".

  • jágatī: 4 padas de 12 sílabas
  • triṣṭubh: 4 padas de 11 sílabas
  • virāj: 4 padas de 10 sílabas
  • anuṣṭubh: 4 padas de 8 sílabas, esse é o típico shloka (sloka) da posterior poesia hindu
  • gāyatrī: 3 padas de 8 sílabas

Nenhum tratado que discute exclusivamente sobre a métrica védica sobreviveu. A mais antiga obra preservada é o Chandas-shastra, na transição da poesia sânscrita védica à clássica (épica). Fontes posteriores são o Agni Purana, baseado no Chandas shastra, capítulo 15 do Bharatiya Natyashastra, e capítulo 104 do Brihat-samhita. Todas essas obras datam aproximadamente à Baixa Idade Média. Vrittaratnakara de Kedarabhatta, datando aproximadamente do século XIV, é amplamente conhecido, mas não discute a métrica védica. O Suvrittatilaka de Kshemendra também foi influencial, e valioso pelas suas citações de autores antigos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Klaus Mylius, Geschichte der altindischen Literatur, Wiesbaden 1983.
  • B. van Nooten und G. Holland, Rig Veda, a metrically restored text, Department of Sanskrit and Indian Studies, Harvard University, Harvard University Press, Cambridge, Massachusetts and London, England, 1994.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Um sumário
  • Online course material for InSIGHT , um seminário sobre ciências indianas tradicionais para crianças de escola conduzido pelo departamento de Ciência da Computação de Anna University, Chennai, India.
Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.