Mishné Torá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Mishné Torá ( do hebraico משנה תורה Repetição da Torá ), chamada de Yad ha-Chazaka (יד החזקה), é um código da lei judaica escrita pelo rabino Moshe ben Maimon, também conhecido como Maimônides ou Rambam .

Compilada entre 1170 e 1180 enquanto Maimônides vivia no Egito é considerada a obra magna do escritor e uma das mais importantes e completas codificações da Halachá.A obra é escrita no hebraico mishnáico já que Maimônides relutava em escrever no aramaico talmúdico. Ainda que tenha sofrido duras críticas na época de sua composição, hoje a obra é utilizada para estudo por diversas ramificações judaicas particularmente os do ramo Chabad que realizam um ciclo anual de estudos da obra.

Terminologia[editar | editar código-fonte]

  • Mishné Torá ("Repetição da Torá")é o nome originalmente usado para se referir ao livro de Devarim (Deuteronômio).
  • Yad ha-Chazakah ("A forte mão"), é o título paralelo derivado da divisão da obra em catorze livros . O número catorze em hebraico é igual ao valor da palavra yad (mão).

Divisões do livro[editar | editar código-fonte]

  1. Madda' (Conhecimento):
    1. Yesodei ha-Torah: A fé em Deus e outros príncipios de fé judaicos.
    2. De'ot:
    3. Talmud Torah: Estudo da Torá.
    4. Avodah Zarah: a proibição contra a idolatria
    5. Teshuvah: a lei e a filosofia do arrependimento
  2. Ahavah (Amor): os preceitos que devem ser seguidos em todos os tempos como lembrança do Criador.
  3. Zemanim (Tempos):
    1. Sabbath
    2. Eruv, observância do Shabbat.
    3. Yom Tov: proibições relacionadas às Festividades judaicas que diferem das proibições relacionadas ao shabat.
    4. Shevitat `Asor: leis de Yom Kippur, excetuando aquelas relacionadas ao serviço do Templo (veja Avodat Yom ha-Kippurim, abaixo)
    5. Hametz u-Matza: veja Pessach
    6. Shofar ve-Lulav ve-Sukkah: veja Rosh Hashaná e Sucót
    7. Chanukah u-Megillah: veja Chanucá e Purim
  4. Nashim (Mulheres):
    1. Ishut: leis de casamento, incluindo kidushin e ketuvá
    2. Geirushin: veja Divórcio judaico
    3. Yibum va-Chalitzah:veja levirato
    4. Na'arah Betulah: leis relacionadas ao homem que seduz ou violenta uma mulher solteira.
    5. Sotah
  5. Kedushah (Separação)
    1. Issurei Biah: relacionadas às relações sexuais proibidas incluindo nidá, incesto, adultério. Desde que o casamento misto com não-judeus é proibido, as leis de conversão ao judaísmo estão aqui incluidas.
    2. Ma'akhalot Assurot: alimentos proibidos (veja Cashrut)
    3. Shechitá: abatimento ritual
  6. Hafla'ah (Separação): leis de votos
  7. Zera'im (Sementes): leis agrícolas
  8. Avodah (Serviço): leis relacionadas ao Templo de Jerusalém
  9. Korbanot (Ofertas): leis relacionadas às ofertas no Templo.
  10. Tohorah (Purificação): regras de limpeza ritual
  11. Nezikin (Injúrias): leis criminais
  12. Kinyan (Aquisição): leis de negócio
  13. Mishpatim (Direitos): lei civil
  14. Shofetim (Juízes): as leis relacionadas aos legisladores, ao Sinédrio, aos reis e aos juízes.

Veja também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre judaísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.