Mystery Science Theater 3000: The Movie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde abril de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Mystery Science Theater 3000:
The Movie
Os Planetas Alinharam-se Para Um Filme Winow (PT)
O Filme Mais Idiota do Mundo (BR)
 Estados Unidos
1996 • cor • 75 min 
Direção Jim Mallon
Produção Jim Mallon
Roteiro Michael J. Nelson
Trace Beaulieu
Kevin Murphy
Jim Mallon
Mary Jo Pehl
Paul Chaplin
Bridget Jones
Baseado em Mystery Science Theater 3000
(série de TV criada por Joel Hogson)
Elenco Michael J. Nelson
Trace Beaulieu
Kevin Murphy
Jim Mallon
Gênero comédia
Música Billy Barber
Direção de arte Rando Schmook
Direção de fotografia Jeff Stonehouse
Edição Bill Johnson
Estúdio Best Brains
Comedy Central Films
(não creditada)
Distribuição Gramercy Pictures
Universal Pictures
Lançamento Estados Unidos 19 de abril de 1996
Brasil 21 de junho de 1996
Idioma Inglês
Receita US$ 1.007.306[1]
Página no IMDb (em inglês)

Mystery Science Theater 3000: The Movie (no Brasil, O Filme Mais Idiota do Mundo e em Portugal Os Planetas Alinharam-se Para Um Filme Winow) é a adaptação cinematográfica da série de TV Mystery Science Theater 3000. O filme foi lançado em 1996, e foi produzido entre a sexta e a sétima temporada da série.

O filme foi produzido pela Best Brains e pelo departamento de filmes da Comedy Central, que não foi creditada no filme. Foi gravado em dois estúdios da Energy Park, em Eden Prairie, Minnesota e em Sain Paul, também em Minnesota.

Assim como a série, o filme consiste em um humano chamado Mike Nelson (Michael J. Nelson) e dois robôs; Tom Servo (Kevin Murphy) e Crow T. Robot (Trace Beaulieu) que são obrigados a assistirem filmes B de ficção científica ruins, para que o cientista louco Dr. Clayton Forrester (também interpretado por Trace Beaulieu) possa calcular o quão ruim um filme precisa ser para enlouquecer uma pessoa. No entanto, para não enlouquecerem, o trio fica fazendo piadas com o filme, que é ridículo e inadvertidamente cômico. O filme usado nessa versão para cinemas da série foi This Island Earth (A Ilha da Terra), de 1955.

Esse filme é a única produção de toda a série que é conhecida no Brasil, visto que o programa original nunca foi exibido e nem sequer dublado no país. O filme foi lançado nos cinemas brasileiros no dia 21 de junho de 1996. O longa ainda chegou a ser transmitido na Rede Globo e na TNT algum tempo depois.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O filme começa com o cientista louco Dr. Clayton Forrester ou apenas "Dr. F." (Trace Beaulieu) explicando a premissa do filme. Na série, o tema de abertura ("Love Theme from Mystery Science Theater 3000") normalmente explica a premissa, de forma lírica. Um tema foi gravado para o filme, feito por David Allen (ex-membro do The Blasters), mas acabou não sendo usado. Uma parte desse tema foi usada no screensaver oficial do filme.

Após a introdução com o Dr. Forrester, os protagonistas são apresentados: Mike Nelson (Michael J. Nelson), Crow T. Robot (voz no original por Beaulieu) e Tom Servo (voz original por Kevin Murphy), junto com Gypsy (voz original por (Jim Mallon)). Outros personagens da série, como o Cambot e a Voz Mágica, não aparecem no filme.

Mike, Tom e Gypsy encontram Crow na parte inferior do Satelite do Amor (aonde eles estão confinados), cavando um túnel com uma picareta no casco da nave, para voltar para a Terra. Obviamente, o casco se rompe e eles estão prestes a ser sugados pelo vácuo, mas Tom Servo consegue consertar a situação de um modo inesperado.

Eles voltam para a ponte de comando, aonde Dr. Forrester aparece em uma tela e anuncia a eles que eles vão assistir um clássico de Rex Reason de 1955, This Island Earth (A Ilha da Terra). Eles o assistem e, como sempre, zombam o filme impiedosamente.

Assim como na série, há interrupções na sessão de cinema, aonde são apresentadas esquetes. Na primeira, Crow e Tom desafiam Mike a manobrar o satelite. Ele tenta, mas acaba colidindo e destruindo com o telescópio Hubble. Mike tenta colocá-lo em órbita com os braços manipuláveis da nave, cujos controles possuem uma placa com a palavra 'Manos', uma referência à Manos: The Hands of Fate, um dos experimentos mais famosos de MST3K. Em outra esquete, Mike e Crow seguem Tom em seu quarto, que está a procura de um interocitor, um aparelho de comunicação audio-visual mostrado em This Island Earth. Na esperança de o usarem para pedir ajuda para fugir, eles flagram Brack, um Metaluniano, no chuveiro; após se recuperar do susto, Brack não oferece muita ajuda. A transmissão é interrompida pelo Dr. F., que surge na tela do interocitor e os manda de volta para a sala de projeção.

Após o filme, o trio faz uma festa Metaluna, para descontentamento geral do Dr. F., que tenta usar o interociter para puni-los, mas acidentalmente acaba se teletransportando, indo parar justamente no chuveiro onde Brack está terminando o seu banho.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Citações[editar | editar código-fonte]

Servo: Vamos ver... Shatner, Shatner... ele não tá nesse não, é? Ainda bem!
. . .
Joe(no filme): Sabe o que os meus filhos iriam dizer?
Crow: "Você não é o meu pai de verdade"!
. . .
[enquanto o carro com Cal e Ruth está sendo abduzido por uma nave com um raio de tração]
Mike (como Cal):Hmmm... não sei não... tô começando a achar que esses caras não são daqui...
Crow: Aposto que serão canadenses ou franceses!
. . .
[quando um mutante aparece no filme]
Crow: Uh! Tina Turner. (cantando)"We don't need another hero!"
. . .

Dublagem brasileira[editar | editar código-fonte]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências