O Homem de La Mancha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

D. Quixote e Sancho Pança (ilustração de Gustave Doré)

O Homem de La Mancha (no original, Man of La Mancha) é um musical escrito por Dale Wasserman, com música de Mitch Leigh e letras de Joe Darion, baseado em D. Quixote de Cervantes.

Na Broadway, o musical foi apresentado pela primeira vez em 1965, teve 2.329 apresentações[1] e ganhou cinco prêmios Tony.[2] Foi reapresentado inúmeras vezes, tornando-se um dos mais vistos espetáculos de teatro musical e uma das escolhas mais populares das companhias teatrais.

A canção, The Impossible Dream, tornou-se um clássico.

No Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil, a peça foi traduzida por Paulo Pontes e Flávio Rangel e dirigida por Flávio Rangel. A versão para o português das canções foi feita por Chico Buarque de Holanda e Ruy Guerra. Estreou em 15 de agosto de 1972 no Teatro Municipal de Santo André, contando com a participação dos atores Paulo Autran, Bibi Ferreira e Dante Rui nos papéis de Dom Quixote, Dulcinéia e Sancho Pança, respectivamente. A seguir, peça passou a ser encenada no Teatro Anchieta, em São Paulo.

Em 15 de janeiro de 1973 foi inaugurado o Teatro Adolpho Bloch, no Rio de Janeiro, com o musical O Homem de La Mancha,quando o personagem de Sancho Pança passou a ser interpretado pelo ator Grande Otelo, permanecendo oito meses em cartaz. Em 1974, O Homem de La Mancha fez temporada popular, de janeiro a março, no Teatro João Caetano, no Rio de Janeiro.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.