Octávio Sérgio da Costa Moraes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Octávio Sérgio da Costa Moraes, mais conhecido por Octávio Moraes, (Belém, 9 de julho de 1923 - Rio de Janeiro, 19 de outubro de 2009[1] ) foi um futebolista, arquiteto e compositor brasileiro.

Como jogador de futebol, Octávio Moraes foi atacante do Botafogo de Futebol e Regatas.[2] Jogou ao lado de Heleno de Freitas, Sílvio Pirilo, Paraguaio entre outros. Ajudou o clube, com seus gols, a conquistar seu primeiro título após a fusão: o Campeonato Carioca de Futebol de 1948, onde foi artilheiro máximo naquele ano. O jogador chegou também a Seleção Brasileira de Futebol em 1949. Pelo Brasil, fez 4 jogos, enquanto era jogador do Botafogo, e marcou 1 gol.

Octávio Moraes é considerado por muitos um dos criadores do futevôlei nas praias cariocas. Sua mãe Eneida de Moraes foi uma grande escritora e pioneira como cronista no Rio de Janeiro. Otávio Moraes foi também presidente da AGAP, Associação de Garantia ao Atleta Profissional durante um triste momento da história do futebol do Brasil, a morte de Garrincha. Anos depois, Octávio Moraes tornou-se colunista no Jornal do Brasil. Otávio de Moraes foi também autor do projeto de Arquitetura da Concentração da Seleção Brasileira de Futebol na Granja Comary em Terezópolis no Rio de Janeiro

Octávio Moraes morreu aos 86 anos, em 19 de outubro de 2009.

Referências

  1. Nota de falecimento Botafogo.com.br.
  2. Morre Octávio Moraes, campeão carioca pelo Botafogo em 48 Globoesporte.globo.com (19 de outubro de 2009).
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.