Omegle

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde agosto2012).
Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.
Omegle
Slogan Talk to strangers
Gênero Mensageiro instantâneo
País de origem  Estados Unidos
Idiomas Inglês
Lançamento 25 de Março de 2009
Desenvolvedor Leif K-Brooks
Página oficial omegle.com

Omegle é um website usado para qualquer pessoa comunicar-se com outras pessoas anônimas atráves da internet via chat. O site foi criado por um Americano de 18 anos, Leif K-Brooks, que mora em Brattleboro, Vermont, Estados Unidos. O Omegle começou a funcionar no dia 25 de Março de 2009.[1] [2]

O nome "Omegle" aparentemente parece ser derivado do nome da letra grega Omega. A parte azul da logomarca contém um Omega (Ω) inclinado

Como o Omegle funciona[editar | editar código-fonte]

Ao entrar no site, o usuário tem a opção de começar um bate-papo. O serviço escolhe aleatoriamente dois usuários para o chat, uma tela similar a um mensageiro instantâneo se abre para uma conversa reservada; usando os nicks "You" (Você) e "Stranger" (Estranho).[3] [4] Pela troca de mensagens, com sorte, é possível conhecer novas culturas por meio de pessoas espalhadas pelo globo e conectadas ao site. Caso a conversa não flua, basta clicar no ícone no canto esquerdo inferior para se desconectar e iniciar um novo bate-papo, em pouco mais de um segundo. Não só por ser o idioma do criador, mas a predominância de idioma no site é inglês, apesar da participação bem diversificada. Internautas de todo o mundo se comunicam, com destaque para os europeus - a incidência, é claro, pode variar de acordo com o horário. Chineses, suecos, holandeses, americanos e ingleses formam o grupo dominante na página, segundo experiências e relatos de usuários da rede.

História e Uso[editar | editar código-fonte]

No lançamento, o serviço acumulou cerca de 100 usuários simultâneos. Em Março de 2010, o total de usuários online chegou a 8774,[2] e foi relatado ao site que ele estava recebendo 150000 visitas por dia.[5]

Apesar de muitos relatarem ser díficil iniciar uma boa conversa devido à grande quantidade de pessoas que entram no site apenas por "brincadeira", a popularidade do Omegle vem se tornando cada vez maior.

Muitas vezes, senão na maior parte delas, os usuários que frequentam este site estão procurando sexo virtual. Um de seus pontos fracos na versão texto é o grande número de "robôs" que fazem propagandas de outros sites, tentam se passar por humanos, ou que fazem qualquer outra coisa inconveniente, como repetir o que foi digitado, por exemplo. A versão "video" é ainda pior, pois há uma grande probabilidade de se encontrar alguém (na maioria das vezes do sexo masculino) se masturbando em frente da câmera - o que torna o site inapropriado para ser acessado em ambientes familiares.

O uso obrigatório dos nicks "You" e "Stranger", surgiu o eslogan "Talk to Strangers!" (Fale/Converse com estranhos), e frases como "Your conversational partner has disconnected" (O seu parceiro de conversa desconectou) ao final do chat, para aumentar a popularidade do site..[6] [7]

No entanto, quem criou o conceito de chat anônimo não foi o site Omegle. As comparações foram feitas com a AOL,[7] [8] no início dos anos 1990. Ele também tem alguma semelhança com o site A Nice Chat, criado antes do Omegle..[9] No entanto, no A Nice Chat você deve escolher um apelido, enquanto que em Omegle você é simplesmente conhecido como "You" e "Stranger", reforçando o anônimato da conversa. Infelizmente o Omegle recebe muito mal uso, afinal, muitos utilizam a oportunidade para assediar sexualmente os outros.

Encontrando pessoas da forma mais aleatória possível[editar | editar código-fonte]

O portal australiano News.com.au publicou[10] uma reportagem intitulada "Finding love in the most random way through the Omegle chat program" (Encontrando um amor na forma mais aleatória possível através do programa de chat Omegle).

Leif K-Brooks afirma, para a reportagem do News.com.au, que fez o site na esperança de que daria às pessoas uma nova perspectiva de vida. Ele também afirmou que:

  • "I created Omegle partly just out of technical curiosity, but also to address a need I saw."
    Eu criei o Omegle apenas para satisfazer uma curiosidade técnica, mas também para suprir uma necessidade que eu via.
  • "Most of the time, people associate with each other based on common interests. That's fine, and I completely understand why people would want to have something in common with their friends. However, if it's the only kind of social interaction, people's lives will become a bit stagnant; it's hard to learn from someone who's just like you."
    Na maioria das vezes, as pessoas associam-se umas com as outras baseadas em interesses comuns. Isso é legal, e eu compreendo perfeitamente por qual razão as pessoas gostariam de ter algo em comum com os seus amigos. No entanto, se este é o único tipo de interação social, a vida das pessoas ficará um pouco estagnada; é difícil aprender com alguém que é exatamente como você.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]