One-drop rule

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A One-drop rule ("regra de uma gota", em inglês) é uma lei racista que foi usada em diversas regiões dos Estados Unidos. De acordo com ela, qualquer americano que tivesse algum grau de ancestralidade africana ("uma gota") era considerado negro e juridicamente inferior (até a década de 1960).[1]

Embora a lei americana tenha sido invalidada em 1967,[2] ainda reflete em outros países. No Brasil o governo aceita que qualquer pessoa com sangue africano se autodeclare negro,[3] apesar do alto grau de miscigenação do povo brasileiro.

O governo brasileiro se empenha em destacar os negros, através de programas de reafirmação racial.

Tomando o exemplo norte-americano, a separação entre "brancos" e "negros" apenas criou conflitos e violência.

Referências

  1. New Life for the "One Drop" Rule www.tysknews.com. Visitado em 23 de novembro de 2014.
  2. FindLaw caselaw.lp.findlaw.com. Visitado em 23 de novembro de 2014.
  3. Estudos Avançados - Ser negro no Brasil: alcances e limites www.scielo.br. Visitado em 23 de novembro de 2014.