Otfried von Weißenburg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde fevereiro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Otfried von Weissenburg

Otfrid ou Otfried von Weißenburg (c. 790 — c. 875) é considerado o primeiro poeta, cujo nome nos foi transmitido, a escrever em alto alemão antigo. Sugere-se, através do dialeto de seus escritos, que ele era natural do sul da região hoje conhecida como Palatinado (Pfalz) na Alemanha.[1] Seu nome indica sua proveniência, da cidade, hoje francesa, de Wissembourg, na Alsácia.

Vida[editar | editar código-fonte]

Otfrid estudou por volta de 830 no mosteiro de Fulda com Rabanus Maurus, abade de 822 a 841/842 e sábio da Francônia, tendo sido consagrado padre no mesmo ano. Ocupou, então, provavelmente uma posição elevada na capela da côrte de Ludovico, o Germânico.[2] A partir de 847 Otfrid se estabelece novamente em Weißenburg, onde trabalha como escrivão (documentário), bibliotecário, exegeta e professor de gramática.

Obra[editar | editar código-fonte]

Sua principal obra é o Liber evangeliorum, um poema épico bíblico escrito em alto alemão antigo com influência do dialeto do sul da Renânia-Palatinado. O poema é composto por 7104 versos (do tipo Langzeile ou verso longo) dispostos ao longo de 140 capítulos e agrupados em cinco livros. O texto nos foi transmitido através de quatro códices, dentre eles o Codices Palatini latini (Cod. Pal. lat.) que se encontra em Heidelberg.

Otfrid escreveu ainda uma série de comentários da Bíblia em latim, compilados de outros comentários.

Importância[editar | editar código-fonte]

Sua importância reside no fato de ter sido o primeiro a reescrever em outra língua (a língua da Francônia, fränkisch) o conteúdo dos evangelhos, até então disponíveis apenas nas três línguas sagradas (hebraico, grego e latim).

Otfrid é considerado, ainda, o iniciador da tradição literária alemã, até hoje presente, da rima externa, que toma lugar do verso aliterativo.[3]

Referências

  1. Ernst, Ulrich. Otfrid von Weißenburg. In: Lexikon des Mittelalters, Band 6, Spalte 1557 ff.
  2. Weddige, Hilkert. Einführung in die germanistische Mediävistik. 2009.
  3. Bein, Thomas. Textkritik. Peter Lang, 2008. P. 50.

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Horst Brunner: Geschichte der deutschen Literatur des Mittelalters im Überblick (= Reclam Universal-Bibliothek, Band 9485). Stuttgart 1997. ISBN 3-15-009485-2
  • Ulrich Ernst: Otfrid von Weißenburg. In: Lexikon des Mittelalters, Band 6, Spalte 1557 ff.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Codices Palatini latini (Cod. Pal. lat.)
  • [1]