Palhoça (construção)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, podendo ainda necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde agosto de 2010).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Palhoça do Cebreiro.

Uma palhoça é uma construção tradicional da Serra dos Ancares, na Galiza.

Sua planta é circular ou oval, de dez a vinte metros de diámetro, acondicionadas para suportar neve. O muro é de pedra com uma única porta e sem janelas ou con fachinelos simples. Interiormente dividem-se em uma parte dedicada à vivenda e outra para o curral dos animais. O tecto é cônico, feito de palha de centeio sustido por traves de madeira.

Tem origem pré-românica, possivelmente celta. Têm similitudes com as casas redondas da idade do Ferro existentes na Grã-Bretanha. O nome de palhoça (palloza na ortografia oficial) é uma deformação de pallaza (palhaça), recolhido por primeira vez a finais do século XIX por etnógrafos como o alemão Fritz Krüger, referindo-se ao material com que se construia o tecto da edificação. Outra denominação popular destas construções é casa de teito (tecto). Foram utilizadas comumente até meados do século XX, quando a melhora nas comunicações permitiu a chegada de novos materiais de construção.

Palhoça municipal en Balboa (O Bierzo)

A aldeia do Piornedo é famosa pelas suas palhoças, assim como as do Cebreiro, na entrada na Galiza pelo caminho francês de Santiago. Conta com vários exemplares restaurados, assim como com um centro etnográfico.

Também é possível encontrá-las em Asturias e no Bierzo, como em Candín. Também nesta comarca existia um conjunto de palhoças em Campo da Auga, destruídas por um incêndio a meados dos anos 1980.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Palhoça (construção)