Parasite Eve

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parasite Eve
Arte da capa norte-americana.
Desenvolvedora Square Enix
Publicadora(s) Square Enix
Diretor Takashi Tokita
Produtor Hironobu Sakaguchi
Designer Tetsuya Nomura
Escritor(es) Takashi Tokita
Compositor(es) Yoko Shimomura
Plataforma(s) PlayStation
Série Parasite Eve
Data(s) de lançamento
  • JP 29 de março de 1998
  • AN 9 de setembro de 1998
PSN
  • JP 4 de novembro de 2010
  • AN 15 de março de 2011
Gênero(s) RPG de ação e survival horror
Modos de jogo Um jogador
Classificação Inadequado para menores de 12 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Último
Último
Parasite Eve II
Próximo
Próximo

Parasite Eve (パラサイト・イヴ, Parasaito Ivu?) é um RPG eletrônico de ação e survival horror desenvolvido e publicado pela Square Co. (atualmente Square Enix). O jogo é uma sequela à história Parasite Eve, escrita por Hideaki Sena. Nos mercados estadunidenses, o jogo foi vendido com um pacote especial da Squaresoft contendo o primeiro volume de um CD de colecionadores PlayStation 1998 com demonstrações de jogos futuros da Squaresoft.

História[editar | editar código-fonte]

Parasite Eve traz a história de Aya Brea, uma jovem agente policial novata que acaba descobrindo verdades sobre seu passado após um incidente em um teatro em Nova Iorque. O jogo trás elementos de RPG e survival horror, pois permite uma mobilidade pouco comum para os RPGs de até então. A sua classificação real é a de um RPG. Possui um continuação sendo ambos os jogos (original e continuação) para PlayStation.

Trilha sonora[editar | editar código-fonte]

Yoko Shimomura compos a trilha sonora do jogo, incluindo a introdução "Primal Eyes" e o encerramento "Somnia Memorias", ambas tocadas por Shani Rigsbee. As avaliações mostravam que os críticos gostaram dela, sendo conhecida até como uma das melhores trilhas sonoras originais em jogos de videogame, usando influências que iam de ópera até música eletrônica. Uma versão separada, chamada Parasite Eve Remix foi lançada mais tarde, ela tinha 10 faixas que foram remixadas e remasterizadas do jogo original por vários DJs.

Recepção[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Críticas e Prêmios
Resenha crítica
Publicação Nota
IGN 7.4/10[1]
GameSpot 7.2/10[2]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 76.72%[3]
Metacritic 81/100[4]
GameStats 9.0/10[5]

Parasite Eve recebeu, de forma geral, analises positivas dos críticos. Nos agregadores de nota Metacritic e GameRankigs o jogo obteve a nota 81/100[4] e de 76.72%[3] , respectivamente.

O jogo vendeu mais de 1,9 milhões de unidades em fevereiro de 2004, com 1,05 milhões de unidades vendidas no Japão apenas e 0,89 milhões vendidas na América do Norte.[6] No Japão, foi o sétimo jogo mais vendido de 1998.[7]


Referências

  1. Equipe IGN (14 de setembro de 1998). Parasite Eve - Square delivers a very different take on console role-playing. But is it good? (em Inglês). IGN. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  2. Greg Kasavin (28 de abril de 1998). Parasite Eve Review (em Inglês). GameSpot. Arquivado do original em 25 de outubro de 2012. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  3. a b Parasite Eve for PlayStation - GameRankings (em Inglês). GameRankings. Arquivado do original em 15 de maio de 2013. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  4. a b Parasite Eve for PlayStation Reviews Metacritic (em Inglês). Metacritic. Arquivado do original em 25 de outubro de 2012. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  5. GameStats: Parasite Eve Cheats, Reviews, News (em Inglês). GameStats. Arquivado do original em 19 de março de 2012. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  6. Titles of game software with worldwide shipments exceeding 1 million copies (PDF) (em Inglês). Square-Enix.com (4 de fevereiro de 2004). Arquivado do original em 20 de janeiro de 2013. Página visitada em 18 de junho de 2013.
  7. 1998 Top 30 Best Selling Japanese Console Games (em Inglês). The Magic Box. Arquivado do original em 9 de maio de 2013. Página visitada em 18 de junho de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]