Parque Estadual do Jalapão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Parque Estadual do Jalapão
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
Localização
País  Brasil
Estado Tocantins
Mesorregião Oriental do Tocantins
Microrregião Jalapão
Localidade mais próxima Mateiros
Dados
Área 158 970,95 ha[1]
Criação 12 de janeiro de 2001[2]
Gestão Instituto Natureza do Tocantins[1]
Sítio oficial jalapao.to.gov.br
Coordenadas 10° 22' 40" S 46° 40' 30" O
Parque Estadual do Jalapão está localizado em: Brasil
Parque Estadual do Jalapão

O parque estadual do Jalapão é uma unidade de conservação brasileira de proteção integral à natureza localizada na região leste do estado do Tocantins. O território do parque, com uma área de 158 970,95 ha, está distribuído pelos municípios de Mateiros e São Félix do Tocantins.[1] Criado em 12 de janeiro de 2001,[2] Jalapão é o maior parque estadual do Tocantins. A vegetação no parque é predominantemente a de cerrado ralo e a de campo limpo com veredas.

Sua posição estratégica possui continuidade com a área de proteção ambiental do Jalapão, a estação ecológica Serra Geral do Tocantins e o parque nacional das Nascentes do Rio Parnaíba.

A região é considerada a principal atração turística do estado do Tocantins, sendo que em 2008 foi gravado um reality show da Rede CBS na região chamado Survivor: Tocantins. Uma de suas características é a produção de artesanato de capim dourado e seda de buriti, que se tornou principal fonte de renda para as comunidades locais e tem sido alvo de estudos e ações para garantir seu uso sustentável, ecológica e economicamente.

Caracterização da área[editar | editar código-fonte]

O Jalapão é uma região árida pontilhada de oásis, situada a leste do estado do Tocantins, com temperatura média de 30°C, tem área total de 34 mil km², cortada por imensa teia de rios, riachos e ribeirões, todos de água límpida e transparente.

O Jalapão abrange os municípios de Ponte Alta do Tocantins, Mateiros, São Félix do Tocantins, Lizarda, Novo Acordo, Santa Tereza do Tocantins, Lagoa do Tocantins e Rio da Conceição, ocupando uma área equivalente ao estado de Sergipe e que passou a condição de parque estadual a partir de 2001.

Os rios Sono, Soninho, Novo, Balsas, Preto e Caracol banham a paisagem árida e rasteira, que varia do cerrado baixo à campina. Matas de galeria surgem próximas de rios, cachoeiras, lagoas, dunas de areia, serras e chapadões de até 800 m de altura. A jalapa-do-brasil, que deu nome ao Jalapão, pode ser encontrada em toda parte.

Lá se encontra a comunidade dos Mumbucas - ex-escravos fugidos da Bahia.

Fauna[editar | editar código-fonte]

Composta por veados-campeiros, tamanduás-bandeiras, antas, capivaras, lobos-guarás, raposas, gambás, macacos, jacarés, onças, além de cobras (sucuris, cascavéis e jibóias).

Entre as aves estão tucanos, papagaios, araras-azuis, siriemas, emas e urubus.

É possível passar dias no Jalapão sem ver uma única pessoa. A densidade populacional é de 0,8 hab/km².

Galeria de fotos[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Parque estadual do Jalapão. Cadastro Nacional de Unidades de Conservação do Ministério do Meio Ambiente. Página visitada em 03 de fevereiro de 2013.
  2. a b LEI Nº 1.203, DE 12 DE JANEIRO DE 2001 (PDF). Central Administrativa do Governo de Tocantins (12 de janeiro de 2001). Página visitada em 27 de maio de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre Unidades de Conservação da Natureza é um esboço relacionado ao Projeto Brasil. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.