Cobra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde maio de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Como ler uma caixa taxonómicaCobra
A cobra-de-capelo indiana, Naja naja, é considerada por muitos como a cobra arquetípica.

A cobra-de-capelo indiana, Naja naja, é considerada por muitos como a cobra arquetípica.
Classificação científica
Domínio: Eukaryota
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Reptilia
Ordem: Squamata
Subordem: Serpentes
Famílias
Henophidia

Aniliidae

Anomochilidae

Boidae

Bolyeriidae

Cylindrophiidae

Loxocemidae

Pythonidae

Tropidophiidae

Ungaliophiidae

Uropeltidae

Xenopeltidae

Xenophidia

Acrochordidae

Atractaspididae

Colubridae

Elapidae

Hydrophiidae

Viperidae


"Cobra" é uma denominação genérica, utilizada frequentemente na língua portuguesa como sinônimo para serpente.[1] É também uma denominação comum entre europeus para designar espécies asiáticas, da subordem Ophidia e do gênero Naja.[2] O nome é uma abreviação de cobra-de-capelo ou cobra-capelo.[3]

A maior parte das cobras põe ovos e a maior parte destas os abandona pouco depois da ovoposição. No entanto, algumas espécies são ovovivíparas e retêm os ovos dentro dos seus corpos até se encontrarem prestes a eclodir.

Recentemente, foi confirmado que várias espécies de cobras desenvolvem os seus descendentes completamente dentro de si, nutrindo-os através de uma placenta e um saco amniótico. A retenção de ovos e os partos ao vivo são normalmente, mas não exclusivamente, associados a climas frios, sendo que a retenção dos descendentes dentro da fêmea permite-lhe controlar as suas temperaturas com maior eficácia do que se estes se encontrassem no exterior.

Cobra pode se referir a:

Lista das espécies mais conhecidas de cobras (serpentes)[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dicionário da Língua Portuguesa. Porto Editora. Visitado em 21 de setembro de 2010.
  2. Michaelis - Moderno Dicionário da Língua Portuguesa Editora Melhoramentos. Visitado em 21 de setembro de 2010.
  3. Oxford. 1991. The Compact Oxford English Dictionary. Second Edition. Clarendon Press, Oxford. ISBN 0-19-861258-3.


Ícone de esboço Este artigo sobre animais é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.