Patriarcas bíblicos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os Patriarcas (em hebraico: אבות; transl.: Avot ou Abot, singular em hebraico: אב; transl.: Ab ou aramaico: אבא, Abba) da Bíblia, em sua definição mais estrita, eram Abraão, seu filho Isaac e o filho deste, Jacó, que depois mudou seu nome para Israel, o ancestral dos antigos israelitas. Estes três são chamados coletivamente de "patriarcas do judaísmo" e o período no qual viveram é conhecido como era patriarcal. Eles tiveram papéis importantes nas escrituras judaicas durante e depois de suas vidas. Eles são também importantes para revelações (Êxodo 3:6) e promessas (Levítico 26:42) divinas e continuam a ser importantes para as religiões abraâmicas. Tanto o islamismo quanto o judaísmo ensinam que estes patriarcas e suas esposas principais – Sara (esposa de Abraão), Rebeca (esposa de Isaac) e Lea (uma das esposas de Jacó) – estão enterrados no Túmulo dos Patriarcas, no Hebron, um local considerado sagrado por judeus, cristãos e muçulmanos. Apenas Raquel, a esposa preferida de Jacó, estaria enterrada num lugar diferente (o "Túmulo de Raquel", perto de Belém, onde, acredita-se, teria morrido no parto).

Em uma definição mais ampla, "patriarcas" é um termo utilizado para fazer referência aos vinte e quatro ancestrais entre Adão e Abraão. Os primeiros dez são chamados de patriarcas antediluvianos, pois vieram antes do Dilúvio.

Cronologia dos patriarcas[editar | editar código-fonte]

A idade ao morrer de cada um dos patriarcas do Gênesis são: Adão, 930 anos; Sete, 912; Enos, 905; Cainã 910; Malalel, 895; Jarede, 962; Enoque 365 (não morreu, foi levado por Deus), Matusalém, 969; Lameque, 777; Noé, 950[1] . Porém, estes períodos de vida já provocaram muitos problemas para os estudiosos da Bíblia, como mostra a citação abaixo:

As longas vidas atribuídas aos patriarcas causam incríveis sincronismos e duplicações. Adão viveu para ver o nascimento de Lameque, o nono membro de sua genealogia; Sete viveu para ver Enoque ser levado e morreu pouco antes do nascimento de Noé. Noé viveu mais que o avô de Abraão, Naor, e morreu quando Abrão tinha sessenta anos. Sem, filho de Noé, viveu mais que ele e estava vivo quando Esaú e Jacó nasceram![2]

Abraão Terá Naor Serugue Reú Pelegue Éber Selá (filho de Arpachade) Arpachade Sem (filho de Noé) Noé Lameque (pai de Noé) Matusalém Enoque (antepassado de Noé) Jarede Maalalel Cainã Enos Sete (Bíblia) Adão

Explanation of color-codes:

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ages of the patriarchs in Genesis
  2. Von Rad, G. (trans Marks, J. H.) 1961 Genesis - a commentary Philadelphia: Westminster Press

Ligações externas[editar | editar código-fonte]