Pistola de partida

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation arrow.svg
Este artigo foi traduzido de uma versão noutra língua (versão original). Você pode continuar traduzindo ou colaborar em outras traduções.
NoFonti.svg
Este artigo cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde maio de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Uma pistola de partida em uso em uma competição de atletismo na Alemanha Ocidental em 1961.

Uma pistola de partida ou pistola de largada é uma arma de fogo (tipicamente um revólver especialmente projetado) ou pistola eletrônica que é disparada para dar início a corridas de atletismo, assim como algumas competições de natação. O alto estampido da arma é um sinal para os atletas iniciarem o evento. Geralmente uma nuvem de fumaça pode ser vista após o disparo. Balas de festim ou espoletas são usadas para evitar ferimentos. Pistolas de partida podem ser versões modificadas de pistolas padrão incapazes de disparar projéteis, mais comumente feitas através de obstáculos de solda dentro do tambor. Quando a cronometragem eletrônica é usada, um sensor é frequentemente afixado à arma, que envia um sinal eletrônico ao sistema de cronometragem após o disparo. Para competidores surdos ou para sistemas eletrônicos modernos, uma luz pode ser usada ao invés da pistola.

Um problema com o uso de pistolas de partida é que já que o disparo da pistola é levado aos competidores à velocidade do som, que leva cerca de 3 milissegundos para viajar por um metro, os posicionados próximos ao juiz de partida ouviam o disparo poucos milissegundos antes de posições mais afastadas. Esse problema é exagerado em corridas onde os corredores começam em raias não posicionadas umas ao lado das outras, pondo uma distância significante entre os corredores mais próximos e mais distantes. Para evitar esse problema, a pistola é algumas vezes ligada com um microfone que transmite o som virtualmente instantaneamente a alto-falantes diretamente atrás de cada competidor.

Com a segurança depois dos ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos se tornando prevalente, causando problemas com pistolas de partida, uma tendência é que se usem sistemas eletrônicos de partida que não usem pistolas, mas usem equipamentos eletrônicos (pistolas de brinquedo) que sejam ligados a um sistema de cronometragem. Quando o juiz de partida aperta o botão, eles emitem uma fumaça simulada e iniciam o cronômetro. Muitos locais mudaram para o novo formato.[1] [2]

Uso criminoso[editar | editar código-fonte]

Pistolas convertidas para somente disparar festim podem ser convertidas novamente para disparar munição real e algumas pistolas projetadas para disparar festim podem ser modificadas para disparar munição real.[3] [4] Algumas pistolas fabricadas especificamente para disparar cartuchos de festim são projetadas para remeter a armas reais.[5] Criminosos usam essas armas[3] tanto para intimidar devido a sua aparência quanto como arma de fogo convencional.

No Reino Unido pistolas que disparam festim precisam ser claramente coloridas para dar cumprimento à Lei de Redução de Crimes Violentos de 2006, para que elas não se pareçam com armas reais e não possam ser usadas para intimidação.[carece de fontes?]

Referências

  1. Wizards at Omega create space-age starter's pistol [ligação inativa] (em inglês) The Vancouver Sun (13 de fevereiro de 2010). Página visitada em 20 de maio de 2012.
  2. CARTER, Beth (10 de agosto de 2012). Omega gives the classic starter pistol a world-class makeover (em inglês) SmartPlanet. Página visitada em 17 de agosto de 2012.
  3. a b Dorset police: Amnesty for Bruni Olympic .380 BBM blank firing revolver (em inglês) Dorset Police. Página visitada em 20 de maio de 2012. "Descreve como um revólver que dispara balas de festim pode ser convertido para disparar munição real."
  4. BOLAN, Kim (4 de março de 2011). Police Seize Starting Pistols Converted to Automatic Guns (em inglês) The Vancouver Sun. Página visitada em 20 de maio de 2012.
  5. Bruni S.r.l. - Front Firing (em italiano) Bruni Guns. Página visitada em 20 de maio de 2012. "Sítio da empresa italiana Bruni, que fabrica pistolas que disparam balas de festim como réplicas de armas de fogo convencionais."