Poço Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Poço Verde
Bandeira de Poço Verde
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 25 de novembro
Fundação 1953 (61 anos)
Gentílico poço-verdense
Lema Um novo tempo
Prefeito(a) Thiago Basilio Doria de Almeida (PSB)
(2013–2016)
Localização
Poço Verde está localizado em: Brasil
Poço Verde
Localização de Poço Verde no Brasil
10° 42' 28" S 38° 10' 58" O10° 42' 28" S 38° 10' 58" O
Unidade federativa  Sergipe
Mesorregião Agreste Sergipano IBGE/2008[1]
Microrregião Tobias Barreto IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Simão Dias e Tobias Barreto em território sergipano. Paripiranga, Adustina, Fátima, Heliópolis e Ribeira do Amparo em território baiano.
Distância até a capital 145 km
Características geográficas
Área 430,973 km² [2]
População 23 078 hab. IBGE/2013[3]
Densidade 53,55 hab./km²
Altitude 268 m
Clima Semi Árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,561 baixo PNUD/2010[4]
PIB R$ 94 051,480 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 4 329,98 IBGE/2008[5]
Página oficial

Poço Verde é um município brasileiro do estado de Sergipe. Está localizado no Agreste Sergipano. Atualmente Poço Verde é o maior produtor de Feijão do Estado de Sergipe e o 12º do país sendo o 2º de milho no Estado.Também subsiste da pecuária existentes em várias zonas rurais.

História[editar | editar código-fonte]

O início da história de Poço Verde se dá a partir de 1609, quando António Guedes adquiriu uma sesmaria. Estas terras, provavelmente abrangem todos os limites, desse município.

A origem do nome Poço Verde está relacionada a um poço, situado na fazenda do Sr. Sebastião da Fonseca Dória, conhecida como Fazenda Poço do Rio Real. Após um período de estiagem (seca), permanecendo a sua superfície com uma vegetação verde, mudou-se o nome para "Fazenda Poço Verde", e mais tarde o povoado recebeu este nome. Sebastião da Fonseca Dória, é considerado um dos fundadores de Poço Verde, pois terras para a fundação de Poço Verde, foram doadas por ele.

Em 1863, a povoação de Poço Verde começou a formar-se primitivamente à margem direita do rio Real, no estado da Bahia, daí sendo, depois, transferida para o lado esquerdo do rio, no estado do Sergipe devido a questão religiosa pois, pertencia quando na Bahia à Diocese de Jeremoabo, muito distante do povoado e com pouca assistência por parte dos párocos. Ao se trasferir para Sergipe, ficou pertencendo a Diocese de Tobias Barreto, bem mais perto e portanto com muito mais assistência de párocos.

Por volta de 1923, foi criado o distrito de Poço Verde, passando a sua sede à categoria de Vila, em 1938 segundo as disposições da Lei Federal nº 311 de 2 de março de 1938. Pertencia o referido distrito ao município de Campos(hoje, TOBIAS BARRETO). Finalmente em 25 de novembro de 1953, foi criado o município de Poço Verde, desmembrado de Tobias Barreto passando automaticamente à categoria de cidade por força da Lei Federal nº 525 - A, de 25 de novembro de 1953.

Hoje Poço Verde é o maior produtor de Feijão do Estado de Sergipe e o 12º do país sendo o 2º de milho no Estado.Também subsiste da pecuária existentes em várias zonas rurais.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localiza-se a uma latitude 10º42'30" sul e a uma longitude 38º11'00" oeste, estando a uma altitude de 268 metros. Sua população estimada em 2012 era de 24 834 habitantes.

Possui uma área de 380,7 km². O município possui ainda um grande número de povoados, com alguns que se destacam na independência, tamanho e povoação, como a Vila São José ( que já apresenta interessa em se desmembrar da sede) e o povoado Tabuleirinho.

Educação[editar | editar código-fonte]

Poço Verde possui o Sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB) que tem como prioridade a formação de professores para a Educação Básica. O município conta o Polo de Apoio Presencial da UAB, que em parceria com a Universidade Federal de Sergipe oferece cursos de Licenciaturas nas seguintes áreas: Letras-Português,Matemática, Geografia, História, Química, Física e Biologia.

Religião

O município é também referencia na Religião. Possui um grande número de católicos mas também de evangélicos, que se localizam principalmente nas Igrejas Adventista do Sétimo Dia e as testemunhas de Jeová. Algumas das mais tradicionais festas cristãs da cidade são as de São Sebastião, o padroeiro da paróquia local, e da Santa Cruz. As Festas de Janeiro são bastante populares no município e atraem sempre muitos turistas. São Sebastião, o mesmo do Rio de Janeiro, é o padroeiro da Cidade, contando com uma estátua em frente a Igreja Matriz.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Censo Populacional 2013. Censo Populacional 2013. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2013). Página visitada em 11 de dezembro de 2013.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 26 de agosto de 2013.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de Sergipe é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.